Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais - 11 a 15 Janeiro

Na semana passada gastei um total de €25.38:

Supermercado: €0.64

Restauração: €9.95

Vestuário: €0.00 (compra de roupa interior com cartão presente com prazo de validade a terminar)

Miúdas: €7.80

Casa: €3.99

Maluquices: €3.00

 

Claramente houve desperdício porque os €9.95 são uma ida a uma cadeia de fast food, pingos, torradas e bolos.

Nas maluquices há um registo do euromilhões, o que basicamente é igual a deitar dinheiro ao lixo. Bolas!

 

Os gastos com as miúdas e casa são, foram quase todos para comprar garrafas reutilizáveis e isso é um investimento em poupança futura. 

 

A minha melhor compra da semana foi uma cópia do Diário de Anne Frank, por €1.00 numa loja social. Um achado! Apercebi-me que compro todas as cópias usadas que vou encontrando (a este preço, claro) e tenho sempre a quem oferecer um.

IRS - Calendário fiscal

Consultar aqui (última actualização 19/01/2016) 

irs.JPG  

irs2.JPG

 

 

 

Crédito para puxar, encher ou retocar

A propósito do post da Beatriz, recordei-me de uma carta que recebi do meu banco a propor-me um crédito pessoal para cirurgias plásticas. É verdade... o crédito era bastante específico. Um folheto muito colorido e um formulário pré-preenchido, se a memória não me falha.

 

Na altura, ainda por cima, tinha outra dívida pessoal e rendimentos erráticos.

 

Rasguei de imediato a carta e esqueci o assunto... pelo menos até receber um telefonema do meu banco a perguntar-me se já a tinha recebido e se estava interessada. 

 

O telefonema foi muito curto, já que apenas permiti que a conversa seguisse os seguintes tópicos: acha que preciso de uma cirurgia plástica? O que me sugere? 

 

Nunca mais recebi telefonemas a propor-me créditos ;)

Pág. 1/5