Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

...

0.JPG

 

Acabei de ouvir a notícia sobre o aumento da idade da reforma: 66 anos e 3 meses.

Se ganhasse o Euromilhões...

Muito antes de viajar pelo mundo, viajaria por Portugal. 

DSC_0048.JPG

 

Soajo / Parque Nacional Serra do Gerês

 

Asseguro-vos que as parcas fotos não fazem justiça ao que vi e senti.

Os cursos de água, o cheiro a musgo, o incrível verde, os animais a pastarem livremente...

Só tive pena de não poder continuar, mas se bem se lembram, o carro pifou.

 

É o tipo de viagem em que não é necessário haver destino.

O objectivo é aproveitar os regalos para os olhos que a viagem proporciona. 

O meu querido pópó

Feitas as contas, em custos com gasolina, estacionamento e demais despesas anuais como seguro, impostos, inspecções e até reparações, o meu carro custa-me cerca de 100 euros mensais. Pelos menos foram as contas que fiz uma vez e julgo que era esse o valor... andará algures neste blog.

 

Hoje estou sem carro, a avaria é grande e sinto uma estranha paz de espírito...


Se calhar foram as maravilhosas imagens do Soajo, os vales glaciares do Gerês que me deixaram assim. Talvez tenha sido o INCRÍVEL bacalhau à lagareiro que comi no restaurante Videira (Soajo, €24.00/2 pessoas; também tem menu do dia; publicidade porque sim...). Talvez seja porque, mesmo com a avaria, o meu carro trouxe-me - com a minha mãe - em segurança até casa. E depois ainda chegou à oficina. 

Ou talvez seja, porque os livros e roupa que não comprei e as marmita que fiz, me permitiram ter um fundo de emergência de €1.000 prontos a utilizar, se necessário for.

 

O dinheiro pode não trazer felicidade, mas tê-lo evita muitas amarguras.

Pág. 1/2