Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Descontos & Mamã a riscar carros como gente grande

Primeiro fui eu, que distraída a conversar com a minha mãe, raspei um carro estacionado. Depois de uma trabalheira para localizar a proprietária (liguei para a seguradora que está no selo do seguro e fiquei a ouvir música tempos infinitos), ela concluiu que era mais um risco a juntar á colecção e que o dano era facilmente reparado polindo.

 

Hoje, foi a minha mãe que abriu a porta com tanta força que foi bater no carro ao lado. Lá vou eu outra vez atrás de donos. Desta feita, através do intercomunicador do supermercado.

Outro que iria ver se não resolvia polindo o risco (menos do que me pareceu inicialmente, confesso).

 

Ambos louvaram a honestidade. Confesso que isso causou-me tristeza. É este o ponto a que chegamos? Elogios por não seremos desonestos? Não deveria ser essa a regra mais elementar de viver em sociedade?

 

Já agora. Alguém já foi ao mecânico/pintor para polir o carro/parte do carro? Isso é coisa para ficar caro? 

Não é para mim, é para uma amiga. ;)

10 áreas para melhorar a minha (falta de) disciplina

A further sign of health is that we don't become undone by fear and trembling, but we take it as a message that it's time to stop struggling and look directly at what's threatening us, said Pema Chödrön.

Por onde começar?

Ponto nº 7 - fazer a tabela de frescos. ;)

Diário das minhas finanças pessoais - Março

As contas ficaram feitas no final do mês, mas ainda estou a olhar para os números a tentar perceber o que diabo aconteceu. 

Capturar

Gastei €156 em supermercado. Quase o dobro do habitual. Não me recordo de ter feito compras fora do habitual e não fiz stock de nada pelo que está tudo comido ou em vias de o ser. Tenho consciência que juntar custos de lavandaria (self service) mais frescos biológicos tem os seus custos, ainda assim é muito atípico.

 

Ando a tentar perceber o que se passa com o carro, mas só farei um ponto da situação em Abril.

Em Março ainda tive deslocações duplicadas (sem falar da inspecção + imposto automóvel) pelo que tenho mais custos com gasolina (com uma deslocação de longo curso) e estacionamento. 

Em Abril retorno ao normal, mas começo a achar que estou a gastar mais gasolina. Será avaria? Filtros? Li que há avarias que fazem o carro gastar mais. Claro que, não vou ao mecânico dizer: olhe, encontre-me um problema que não sei se existe. Isso é pedir para pagar taxa de estupidez ;) 

 

No aniversário da minha sobrinha adolescente, saí com ela para um dia completo de cinema, almoço e lanche. Se juntar a isso a saída com as miúdas para ir ver a Bela e o Monstro, estamos a falar da módica quantia de €87.

Já agora, esta última saída, era aquele para a qual eu me prometi poupar da rubrica restauração e maluquices E para a qual não poupei nada!

 

Mais um total descalabro nas despesas de maluquices,  em que em vez de €10 gastei €38.68.

 

E como se não bastasse os meus disparates, os disparates alheios. Uma mensalidade da reforma (caixa de previdência), veio com um mês retroactivo e isso significou que só para essa rubrica paguei mais de €400 euros. 

 

E foi assim, que o meu fundo de emergência voltou a ser utilizado, passando para €492,68. Abaixo dos €500, como não estava há tanto tempo. 

 

Por isso, estou oficialmente em fase de reavaliação, não do orçamento, mas do meu comportamento. E a palavra do ano era disciplina...

Pág. 1/2