Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

A importância de um fundo de emergência

De acordo com a Eurostat (Pordata) 35,9% da população portuguesa não tem capacidade para assegurar o pagamento de despesas inesperadas. A percentagem refere-se a dados de 2012, sendo que em 2004 era apenas 19,5%.

 

Fazer um fundo de emergência foi das mais importantes estratégias de poupança que utilizei. Impedia que voltasse a recorrer ao cartão de crédito (com custos acrescidos) para pagar as despesas inesperadas, que na realidade, são tão certas como a morte.

 

Um fundo de emergência pagará aquela avaria do carro, o electrodoméstico que avariou, o período de baixa médica, um período de desemprego. Tudo dependerá da necessidade e do tamanho do fundo de emergência.

 

 

Um especialista financeiro dizia que 90% das emergências podem ser cobertas com um fundo de emergência de 1000 dólares (cerca de 740 euros). Eu diria que um fundo de emergência começa-se com um pouco de cada vez:

 

- se puder, tire imediatamente uma parcela do salário para o fundo de emergência (pode ser 5%, 10%, uma quantia certa... o que puderem); não ter o dinheiro acessível no saldo da conta, ajuda-me a controlar gastos;

 

- pense numa despesa que ainda consegue cortar (para mim foram os almoços no trabalho em que substituí a restauração pela marmita e os lanches por uma termos; foi a forma mais rápida que encontrei de poupar rapidamente uma elevada quantia de dinheiro);

 

- crie um envelope para um gasto que quer cortar, o dinheiro que sobrar no envelope reforçará o fundo de emergência.

 

-  venda artigos usados e sem utilidade;

 

- tente cortar uma despesa fixa (plano de telemóvel, televisão paga, ...; eu cortei em ambos e tenho um plano de chamadas sem carregamentos obrigatórios e em que pago €0.35 mal faça a 1ª chamada do dia [é um desincentivo] e cortei a TV cabo ).

 

 

No blog encontrarão diversos textos sobre o fundo de emergência (o meu e outros), bastará utilizar a caixa de pesquisa.

8 comentários

Comentar post