Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Estabelecer objectivos de poupança em níveis

Há várias formas de criar objectivos de poupanças e uma que me parece mais fácil de implementar são os objectivos em níveis

 

Pensem numa escada, em que têm vários objectivos que têm diversas ordem de grandeza:

> conseguir pagar as despesas correntes com o salário (sem recorrer ao cartão de crédito),

>> conseguir poupar para pagar as mensalidades mínimas do(s) cartão(ões) de crédito,

>>> conseguir poupar para pagar mais que a prestação mínima do cartão de crédito com a menor dívida,

>>>> conseguir poupar para liquidar o cartão de crédito com a menor dívida;

>>>>> conseguir poupar para conseguir poupar para pagar mais que a prestação mínima do cartão de crédito com a menor dívida seguinte....

PAGAR TODOS OS CARTÕES DE CRÉDITO

 

É assim com as minhas finanças pessoais: do envelope para levar a família ao cinema em Março (€30) à poupança para a reforma ou para a compra de uma casa. 

 

Quando criamos objectivos anuais, estamos a dividir os nossos objectivos em níveis. 

 

 

O meu fundo de emergência foi pensado em níveis. Primeiro estabeleci como objectivo poupar €500, depois €1000. Como este ano gastei desse valor, o meu primeiro objectivo (primeiro nível) é repor o que gastei em 2016. 

 

O segundo nível das minhas poupanças é adiantar os pagamentos nos meus envelopes, em especial aqueles que terei de gastar em breve.

 

A minha ideia é tratar os envelopes como dívidas e encaminhar para lá as poupanças do mês. Imaginem que em Janeiro poupo €50. Se tivesse o fundo de emergência completo, encaminhava para o envelope menor (para motivação) e adiantava, por exemplo, 10 meses de despesas com material escolar.

 

E trato os envelopes como o sistema bola de neve: primeiro o envelope mais pequeno, menos uma mensalidade no mês seguinte que se torna poupança para outro envelope.

 

 O terceiro nível das minhas poupanças é retomar os pagamentos mensais dos envelopes, mas para o ano 2018 e a poupança de cada mês iria servir para colocar o meu fundo de emergência no nível seguinte: €2500.

 

Mas vamos por partes. Ainda estou no 1º nível: 

- cumprir o orçamento dos envelopes;

- não gastar mais que o rendimento mensal;

- ter €1000 no fundo de emergência.

7 comentários

Comentar post