Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Holly Butcher

Aposto que leram o título e pensaram... quem? O que precisam de saber, por mim, é que Holly Butcher tinha 27 anos, quando morreu com cancro, há 5 dias atrás.  

 

O resto, deixo para as suas palavras, que tentei traduzir, espero que sem cometer graves erros. 

 

Um pouco de conselhos de vida da Hol:

É estranho perceber e aceitar a mortalidade aos 26 anos de idade. É apenas uma dessas coisas que ignoras. Os dias passam e tu esperas que eles continuem a chegar, até o inesperado acontecer. Eu sempre me imaginei envelhecer, com rugas e cabelos brancos - provavelmente causados pela linda família (muitas crianças), que planeei construir com o amor da minha vida. Eu quero tanto isso que dói.

É isso a vida: é frágil, preciosa e imprevisível e cada dia é um presente, não um direito.

Tenho 27 anos agora. Eu não quero ir. Eu amo minha vida. Estou feliz .. Eu devo isso aos meus entes queridos. Mas o controle está fora de minhas mãos.

(...)

Eu só quero que as pessoas parem de se preocupar tanto com os pequenos stresses sem sentido e tentem lembrar-se que todos nós temos o mesmo destino, depois de tudo. Assim, faz o que puderes para sentir que o seu tempo vale a pena e é óptimo, menos a porcaria.

(...)

 

Essas vezes que te estás a queixar de coisas ridículas (algo que eu notei tanto nos últimos meses), pensa apenas em alguém que está realmente a enfrentar um problema. Sê grato pelo teu problema menor e supera-o. É bom reconhecer que algo é irritante, mas tenta não continuar com isso, e afectar negativamente os dias de outras pessoas.

(...)

Deixa essa merda... Eu juro que não vais pensar nessas coisas quando for a tua vez de ir. É tudo tão insignificante quando olhas para a vida como um todo. Estou a ver o meu corpo a desgastar-se mesmo diante de meus olhos, sem que possa fazer nada sobre isso e tudo o que desejo por agora é que poder ter apenas mais um aniversário ou Natal com minha família, ou apenas mais um dia com meu parceiro e cachorro . Apenas mais um.

(...)

Lembra-te de que há mais aspectos para uma boa saúde do que o corpo físico. Trabalha igualmente bastante, para encontrar a tua felicidade mental, emocional e espiritual também. Dessa forma, poderás perceber o quão insignificante e sem importância é ter este corpo de rede social perfeito, estupidamente retratado. Enquanto estou neste tópico, exclui qualquer conta que apareça no teu feed de notícias que te faça sentir como merda. Amigo ou não. Sê implacável com o teu próprio bem-estar.

Sê grato por cada dia que não tenhas dor e até mesmo os dias em que você não estás bem, com a gripe, uma dor de costas ou um tornozelo torcido; aceita que é uma merda, mas sê grato que não é fatal e que irá desaparecer.

Queixem-se menos, pessoas! .. E ajude-se mais.

Dê, dê, dê. É verdade que ganhas mais felicidade fazendo coisas para os outros do que fazê-las para ti mesmo. Eu queria fazer mais isso. Desde que fiquei doente, conheci as pessoas mais incrivelmente doadoras e gentis e fui a receptora das palavras mais atenciosas e amorosas, e de apoio da minha família, amigos e estranhos. Mais do que eu poderia dar em troca. Nunca vou esquecer isso e serei sempre grata a todas essas pessoas.

É uma coisa estranha ter dinheiro para gastar no final... quando estamos a morrer. Não é hora de sair e comprar coisas materiais, como costumava fazer, como um vestido novo. Isso faz pensar o quão idiota é pensarmos que vale a pena gastar tanto dinheiro em roupas novas e "coisas" nas nossas vidas.

Compra ao teu amigo algo gentil em vez de outro vestido, produto de beleza ou jóias para o próximo casamento. 1. Ninguém se importará se usar o mesmo duas vezes 2. É bom.

Leva-os para uma refeição, ou melhor ainda, cozinha-lhes uma refeição. Oferece-lhes um café. Dá / compra-lhes uma planta, uma massagem ou uma vela e diz-lhes que os amas, quando lhos deres.

Valoriza o tempo das outras pessoas. Não os deixes à espera porque és uma merda a chegar a horas. Prepara-te mais cedo, se és uma dessas pessoas e aprecia o facto de os teus amigos desejarem compartilhar seu tempo contigo, não estarem sentados sozinhos, à espera de um amigo. Também ganharás respeito! Amém irmã.

(...)

Usa o teu dinheiro com experiências ... Ou, pelo menos, não percas experiências porque gastaste todo o teu dinheiro em merdas materiais.

(...)

Rodeia-te de natureza.

Tenta aproveitar e ficar no momento presente, em vez de capturá-los através do ecrã do teu telefone. A vida não é destinada a ser vivida através de um ecrã, nem é sobre como obter a foto perfeita ... aproveitem o raio do momento, pessoas! Parem de tentar capturá-lo para todos os outros.

Levanta-te cedo às vezes e ouve os pássaros enquanto observas as belas cores que o sol faz quando ele nasce.

Ouve música ... ouve realmente. A música é terapia. Antiga é melhor.

Abraça o teu cão. De longe, sentirei falta disso.

Fala com teus amigos. Pousa o teu telefone. Eles estão bem?

Viaja se for o teu desejo, não se não for.

Trabalha para viver, não vivas para trabalhar.

A sério, faz o que faz o teu coração sentir-se feliz.

Come o bolo. Zero culpa.

Diz não às coisas que realmente não queres fazer.

Não te sintas pressionado a fazer o que as outras pessoas pensam que é uma vida preenchida ... Tu podes querer uma vida medíocre e isso é tão bom.

Diz aos teus entes queridos que os amas sempre que tiveres a oportunidade e amá-os com tudo o que tens.

Além disso, lembra-te que se algo está a fazer sentir miserável, tens o poder de mudá-lo - no trabalho ou no amor ou seja o que for. Tem a coragem de mudar. Não sabes quanto tempo tens nesta terra, então não percas tempo a sentires-te miserável. Eu sei que isso é dito o tempo todo, mas não pode ser mais verdade.

De qualquer forma, é só esse apenas um conselho de vida de uma jovem rapariga. Pegar ou largar, não me importo!

Ah, e uma última coisa, se puderes, faz uma boa acção pela humanidade (e eu) e começa regularmente a doar sangue. Isso fará com que te sintas bem, com o bónus adicional de salvar vidas. Eu sinto que é algo que é tão negligenciado, considerando que cada doação pode salvar 3 vidas! Esse é um enorme impacto que cada pessoa pode ter e o processo realmente é muito simples.

A doação de sangue (mais sacos do que eu poderia a contar) ajudou a manter-me viva por mais um ano - um ano que ficarei eternamente grata por ter conseguido gastá-lo aqui na Terra com minha família, amigos e cachorro. Um ano, em que eu tive alguns dos melhores momentos da minha vida.

Até nos encontrarmos outra vez.

Hol

Xoxo

 

4 comentários

Comentar post