Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Um Natal mais frugal #4 - Pedir meias para o inverno, tamanho 29

O que vais pedir ao Pai Natal? 

 

Esta é a pergunta que fazemos à pequenada, um truque fácil para descobrir o que desejam (spoiler: o Pai Natal não existe). 

Entre adultos é mais: O que queres para o Natal? Estás a precisar de alguma coisa?

 

Estive a pensar que nunca respondo a essa pergunta (qualquer coisa, não preciso de nada, blá, blá), porque é a forma mais educada de reagir. Porém, entre pessoas próximas, responder com franqueza pode ser um acto de generosidade. 

 

Se a minha mãe me dissesse o que gostaria de receber, isso iria retirar-me muito o stress de procurar algo e o tempo que tenho de alocar a essa tarefa. Mais, teria certeza que estou a oferecer algo que ela REALMENTE DESEJA, em vez de ficar na expectativa de acertar.

 

E com a pequenada é o mesmo. Se se encontram numa situação em que os miúdos recebem DEMASIADOS brinquedos, que tal terem uma lista de necessidades à mão?

Assim, quando aquela tia perguntar se a pequena precisa de algo para o Natal, podem dizer: "meias para o inverno, tamanho 29". :)

Ou se calhar eles necessitam de um conjunto novo de marcadores, porque o que têm utilizado, é o que aproveitaram do ano lectivo anterior. Os marcadores bons são caros, costumamos comprar o mínimo solicitado pelos professores (geralmente 12), porque há muito que comprar. E se no Natal recebessem um pack de 36 cores (+- €6), não seria uma prenda gira?

10 comentários

Comentar post