Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Segurança informática - Dariam a vossa password a um desconhecido?

Descontos, 22.07.19

Ainda a propósito de passwords (palavras-chave),  qual não é a minha surpresa quando vejo uma página onde se pede para coloca a nossa password, para testar quanto tempo demoraria a um computador descobrir-la.

 

Eu, que sou uma pessoa naturalmente desconfiada, recomendo que não forneçam a vossa password a uma entidade que não sabem se, por exemplo, vai criar uma base de dados com palavras-chave, usar IA para criar programas mais eficientes para descobrir palavras-chave, etc... 

 

Querem testar?

Experimentem com algo parecido:

descontos - 2 minutos

des*contos  - 5 meses

100%descontos - 13 mil anos

 

Eu tenho uma que é (nome de marca)100%(palavrão).

Segundo a aplicação, um computador demoraria 4 triliões de anos a descobri-la.

Esconder passwords

Descontos, 09.07.19

Capturar.JPG

Não contem a ninguém, mas eu tenho um truque para esconder passwords/pins em números de telemóvel na minha agenda.

 

Por exemplo, se eu tiver na agenda "mãe do Paulo" (eu não conheço nenhum Paulo, muito menos a mãezinha dele) e à frente o número de telemóvel for 938801598, muito provavelmente o 1598 será a password para algo.

 

É assim que guardo, por exemplo, o pin de acesso ao cartão do cidadão.

 

Muito melhor que, simplesmente, anotar as passwords com o nome do sítio a que visam aceder.

 

Parece bruxedo, mas...

Descontos, 09.07.19

donnehhhh-20JJAhBg_QU-unsplash.jpg

Photo by 𝘋𝘖𝘕𝘖𝘝𝘈𝘕 𝙍 𝙀 𝙀 𝙑 𝙀 𝙎 on Unsplash

 

Coisas que estão avariadas cá em casa:

- impressora;

- leitor de DVD (da televisão);

- uma das resistências do forno;

- máquina de fazer pão (na verdade tenho 3 avariadas, mas 1 já cá chegou assim... a culpa não foi minha );

- um dos lados dos meus auscultadores; 

- a cabecinha da Cristina.

 

Na casa da minha mãe:

- leitor de CD.

Planear umas férias em casa (sem pôr o nariz fora da porta e de preferência na horizontal)

Descontos, 05.07.19

Para mim, planear umas férias em casa também implica desenhar dias de pachorrice, que poderão incluir uma ou várias das seguintes actividades.

 

1.

Ler livros físicos e digitais

É, sem dúvida, a minha actividade de lazer preferida. As férias costumam começar com o máximo de livros que possa requisitar na(s) biblioteca(s). E ainda os que tenho em casa, claro...

Além dos livros em suporte papel, tenho livros gratuitos do Kobo (gratuitos) e NetGalley (gratuitos) para ler.

Há outras fontes de livros gratuitos, mas estes são aqueles em que tenho leituras atrasadas.

 

2.

Ouvir livros e podcasts

Para aqueles dias em que até pegar no livro é cansativo, eu uso os ouvidos e ponho em dia os meus podcasts preferidos.

É também para os períodos de férias (verão e natal) que guardo as ofertas de períodos experimentais de vários serviços de audição de livros (o meu preferido é o Librivox, completamente gratuito e com imensa qualidade). 

Se tiver de escolher um serviço para ouvir durante 1 mês, a minha escolha é o Scribd.

 

3.

Filmes e séries

Durante o ano, vou gravado inúmeros filmes e séries que não tenho tempo de ver ou que dão muito tarde. Em férias, tenho sempre algo que merece umas horas em frente ao sofá.

Mais, a RTP Play tem já um enorme catálogo com séries completas e documentários que ainda não consegui ver.

É também em férias que aproveito para subscrever uma mensalidade do Netflix para ver algumas séries ou filmes mais desejados.

Embora, verdade seja dita, faço isso mais nas férias do natal, em que o tempo e o trânsito pedem o conforto do sofá.

Até porque, é geralmente no final do ano que a Netflix manda um email a oferecer uma mensalidade, porque há muito que não sabem de mim. :)

 

4.

Doces instantâneos

Eu sou uma gulosa e se o objectivo é não sair de casa, tenho de estar preparada com os ingredientes para os meus doces "instantâneos":

Bolo de chocolate na caneca (2 minutos)

Pipocas caramelizadas

Banana (caramelizada na frigideira, em papa de laranja com bolacha tipo maria, em gelado, etc.)

 

E claro, muitas sestas, mas também muito cuidado para manter o meu horário habitual de sono, senão as consequências são consideráveis (enxaquecas, enxaquecas, enxaquecas...).

Planear umas férias em casa

Descontos, 02.07.19

Segundo um estudo do IPDT, "entre junho e setembro 77% dos portugueses vão fazer férias fora de casa". Uau... é bastante... ou não!

É que parece que um terço dos portugueses mente sobre o seu destino de férias e cerca de 10% até publicaram nas redes sociais uma imagem falsa.

 

É muito fácil deixarmo-nos cair no descontentamento, na ideia que só as férias fora de casa são verdadeiras férias e constituem descanso.

 

E sim, não é fácil sentir que tivemos férias, quando a rotina é a mesma ou tudo parece idêntico.

 

Mas é igualmente verdade é que não precisamos de pagar por férias. Muitas vezes, é a inércia que nos faz não ter as merecidas férias.

Apesar de tudo, vivemos num local seguro, com bom tempo, muito bonito e em que o acesso a espaços públicos é facilitado.

 

Se estivermos num destino de férias, em regra não ficamos fechadas/os no hotel e vamos explorar a cidade e os locais públicos e/ou de entretenimento. Não há razão para não fazer o mesmo quando estamos em casa.

 

Sabiam que o nosso cérebro vive mais intensamente a antecipação que as memórias das férias (fonte)?

Ou seja, uma boa parte da felicidade associada às férias está na fase do seu planeamento (fonte).

 

Por isso e porque este ano não vou ter férias, mas uns dias "roubados" aqui e ali, comecei a procurar inspiração para ter uma sensação de férias.

 

cindy-del-valle--Y-XzY0HhEM-unsplash.jpg

 

1.

Algo mental (inspiração)

Como não tenho com quem fazer umas noitadas de jogos de tabuleiros, vou fazer algo que adoro e faço muito pouco: puzzles. Há anos que comprei um puzzle de 2000 peças numa loja solidária e ainda não o montei.

Sem custo. Já tenho o puzzle.

hans-peter-gauster-3y1zF4hIPCg-unsplash.jpg

 

Algo mental memorável

Vou ler o Anna Karenina, de Liev Tolstói numa leitura partilhada. O meu primeiro calhamaço russo.

Sem custo. Já tenho o livro.

 

2.

Algo físico (inspiração)

Com a chegada do verão posso fazer umas caminhadas depois do jantar. Afinal de contas, vivo numa zona fantástica para isso.

Também pensei em utilizar um período de experimentação gratuita num qualquer ginásio, mas a perspectiva de uma caminhada pela praia ao pôr do sol, parece-me muito mais apelativa.

Sem custo. A praia é pública (por enquanto).

 

pedro-costa-Q19EJjgaPPg-unsplash.jpg

Photo by Pedro Costa on Unsplash

 

 

Algo físico memorável

Subir a Torre dos Clérigos. São seis andares e mais de 200 degraus.

Planeio levar comigo a minha sobrinha mais velha.

Custo: €5/pessoa

 

3.

Fazer de turista na minha cidade

Vou aproveitar o 1º domingo do mês para visitar museus, mas terei de evitar o centro da cidade do Porto. É que está apinhado de turistas.

 

Um dos museus que não conheço e é fora da cidade é o Museu da Imprensa Nacional. Mesmo pagando, o bilhete é muito barato.

Custo: €2 (semana), €1 (fim de semana)

 

Vou tentar começar já a aproveitar os 1ºs domingos do mês para revisitar alguns. Aqui entra a fase do planeamento: ver o que está em exposição.

 

Vou consultar a programação do Ciência Viva no Verão 2019 e participar.

Das vezes em que fui (perto ou longe), fiquei sempre com a memória de experiências fantásticas: visita guiada ao Jardim Botânico do Porto durante a noite para ver as flores nocturnas, caminhada pela Serra da Freita, subida ao Farol de S. Pedro de Moel (em que me perdi no pinhal de Leiria)... 

 

4.

Cinema

Levar as miúdas ao cinema será a actividade mais custosa. Há sessões grátis que posso aproveitar, mas elas estavam com vontade de ir ver o Aladino e há imenso tempo que não saio com elas.

 

Para mim, confesso que prefiro pagar uma mensalidade da Netflix e fazer uma maratona de cinema com muitas pipocas à mistura.

 

5.

Entretenimento gratuito

Durante o verão há muita oferta cultural gratuita, organizada pelo Estado, Municípios, centros comerciais e até lojas.

 

O Marshopping tem concertos, magia, espectáculos infantis e tudo gratuito.

Também tenho de espreitar o programa cultural da FNAC, que me costuma interessar.

 

Ainda estou na fase de planeamento. Mas prometo que, no final do verão, quando me perguntarem o que fiz nas férias, vou ter muito que contar.

Tema do mês: Casa

Descontos, 01.07.19

Olhando para a minha lista de tarefas/objectivos para 2019, tenho de confessar que a execução está péssima.

1.jpg

 

Por isso e por outras coisas, decidi que o enfoque deste mês será a CASA.

 

O tempo já está suficientemente seco para algumas pinturas, os dias estão mais compridos e há muito para destralhar.

 

Comecei a fazer a lista de tarefas e percebi que era demais. As pessoas devem estar antes das coisas.

Por isso, cortei coisas da lista de modo a permitir-me tempo livre ao fim-de-semana para as minhas sobrinhas.

 

Vendas:

Há um conjunto de copos e garrafas que não consegui vender individualmente. Decidi vender em lote por um preço muito baixo, apenas para despachar.

Acção 1 -  Contactei uma compradora de outras peças dessa colecção (foi assim combinado) para lhe dar preferência em relação ao novo preço.

Acção 2 -  Se não responder/quiser, alterar o anúncio.

 

Pequenos DIY

Colocar o caixote do lixo (30-60 minutos)

Reparar o tubo da mini máquina de lavar (5 minutos)

 

Arrumações e limpeza

Arrumar o saco de roupa de inverno

Arrumar os arrumos (sim, é ridículo) para caberem os aquecedores

 

Obras

Casa de banho: limpar e pintar tecto; pintar porta

Acção 1 -  verificar que materiais tenho e quais devo comprar (comprar a menor quantidade possível, doar o que sobrar)

Acção 2 - Limpeza do tecto da casa de banho (para secar bem)

Acção 3 - Pintura do tecto

Acção 4 -Pintura da porta

 

Costura

Pano do guarda-sol dos pais: um monstrego que poderá ser útil para destralhar tecidos

Boneca LOL

Aumento calças da mãe

Bolsos extra para camisa do pai

Em modo procrastinação

Descontos, 21.06.19

1.

Petróleo dispara 5% com agravar da tensão entre EUA e Irão[

Preparem-se para subidas no preço dos combustíveis.

 

2.

Biblioteca 'online' tem mais de 3.000 livros gratuitos em português europeu [Sapo 24]

 

3.

Apple recolhe alguns MacBook Pro Retina por perigo de incêndio da bateria [Pplware]

 

4.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que quem planeie viajar pela Europa (especialmente em países com surtos), se certifique que as vacinas contra o sarampo estão em dia.

Consultem a pagina da Direcção Geral da Saúde, sobre o sarampo para informações adicionais. Se tiverem dúvidas, podem telefonar para o SNS24: 808 24 24 24.

 

5.

Donos terão de colocar chips nos gatos até 2021. Quem não o fizer arrisca multa superior a 3.700 euros

 

Ligar os pontos - versão para pessoas graúdas

Descontos, 21.06.19

Há quem prefira livros de colorir, mas há alternativas, como por exemplo actividades de ligar os pontos. Mas aviso já: isto não é para criancinhas e é viciante.

 

dots.JPGdots2.JPG

 

Algumas páginas que recomendo que imprimam em tamanho A4: 1 - 2 - 3 - 4 - 5 

 

Para encontrar estes e outros exemplos, pesquisei o google por "connect the dots" "dot-to-dot", combinando ainda com as palavras "extreme" e "printable". 

 

Também poderão encontrar versões mais infantis para a pequenada.

 

[post publicado originalmente em 30.06.2015]