Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

As percentagens do orçamento familiar

05.04.13

A questão das percentagens do orçamento familiar de que falei aqui parecem ter tocado um ponto de interesse. Fiquei a reflectir que, por vezes, não chega "viver dentro dos rendimentos" mas reflectir sobre qual deverá ser o peso relativo de algumas rubricas de despesa.

 

Claro que ter-se-à sempre de ter em conta que para rendimentos diferentes, estilos de vida ou hábitos de consumo, haverá sempre diferentes perspectivas até dos mais entendidos no assunto. 

 

Por exemplo, o autor (um dos mais célebres autores sobre finanças pessoais) Dave Ramsey tem diferentes percentagens:

 

  • Solidariedade: 10-15%
  • Poupanças: 5-10%
  • Habitação: 25-35%
  • Despesas com consumos da casa (gás, luz, telefone, etc.): 5-10%
  • Alimentação (dentro e fora de casa): 5-15%
  • Transporte: 10-15%
  • Vestuário: 2-7%
  • Saúde: 5-10%
  • Despesas pessoais (de cabeleireiro a itens de higiene pessoal, seguros de vida, pensão de alimentos, despesas com animais, presentes, etc.): 5-10%
  • Entretenimento: 5-10%
  • Dívidas: 5-10%

 

Vamos então ao exemplo dos €500.00:

 

  • Solidariedade: €50 a €75
  • Poupanças: €25 a €50
  • Habitação: €125 a €175
  • Despesas com consumos da casa (gás, luz, telefone, etc.): €25 a €50
  • Alimentação (dentro e fora de casa): €25 a €75.00
  • Transporte: €50 a €75.00
  • Vestuário: €10 a €35
  • Saúde: €25 a €50
  • Despesas pessoais (de cabeleireiro a itens de higiene pessoal, seguros de vida, pensão de alimentos, despesas com animais, presentes, etc.): €25 a €50
  • Entretenimento: €25 a €50
  • Dívidas: €25 a €50

 

Muito honestamente, este parece-me um orçamento irrealista e que só fará sentido com rendimentos bastante mais altos. Para mim, as percentagens da Suzie Orman fazem-me muito mais sentido.


O que vos parece?

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Nessie 07.04.2013

    É completamente irrealista, pelo menos tendo em conta o nosso nível de vida.
    Nem a pão e agua conseguiria gastar apenas 5% a 10% do orçamento em alimentação. Não sei se é regra geral, mas eu consigo gastar em supermercado um valor muito próximo ao do meu empréstimo.
    Além de que não me parece nada bem juntar os seguros de vida às despesas pessoais: a maioria das pessoas tem seguro de vida agregado ao empréstimo, pelo que, no meu orçamento, essa é uma despesa de habitação, e não despesa pessoal...

    São pontos de vista, mas parece-me que as percentagens da Suzie Orman são mais adequadas ao nosso estilo de vida!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.