Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Poupar na alimentação... doce

Descontos, 23.03.13

É um pecado que afecta especialmente quem tem crianças (e não só). Os doces, as sobremesas... É só uma coisinha e tal. Mas os pequenos valores tentem a amontoar-se rapidamente e contabilizados mensalmente podem significar um acréscimo significativo ao orçamento para compras de alimentação.

 

Uma troca de impressões com a L. fez-me pensar em todas as receitas rápidas a que poderíamos recorrer com miudagem em casa (ou quando nos apetece uma coisinha doce....JÁ!). 

 

Foi assim que decidi começar o álbum "Sobremesas caseiras, económicas e rápidas". O título diz tudo, não é? Reuni as minhas receitas preferidas de sobremesas ultra-rápidas de preparar e que não estouram o orçamento, bem como algumas que estão na minha lista de prioridades para experimentar. E faltam tantas...

 

 

 

 

Livre de dívidas - a contar os dias

Descontos, 18.03.13

 

Em tempos idos, no meu banco, foi possível criar uma conta meramente virtual e acessória à principal, sem custos e que permitia transferir valores de uma para outra.

 

Eu utilizava essa segunda conta como a conta profissional, para onde redireccionava os valores que teria de suportar a título de despesas profissionais, cumprimento de obrigações legais, etc.

 

É nessa conta que tenho associado o crédito, pelo que no início do mês transfiro o valor da prestação e no final do mês o que restou do salário desse mês.

 

Esse tipo de gestão permite-me sempre uma visão imediata do que gasto ou não, em relação ao salário:

- se precisar de retirar da conta do crédito para a conta ordenado é porque já gastei mais que o ordenado desse mês e

- se, no final do mês, transferir dinheiro da conta ordenado para a conta do crédito é porque poupei.

 

Depois, se a poupança ficar consolidada e aumentar, passa a depósito a prazo. 

 

Que tipo de estratégias utilizam na gestão das vossas contas bancárias?

Para uma limpeza da máquina de lavar louça - testado e aprovado

Descontos, 17.03.13

Como prometido, decidi testar a limpeza da máquina de lavar louça como sugerido pelo blog atypicalenglishhome e a que me referi num post anterior (recomendo a leitura dos comentários que possuem sugestões interessantes).

 

A minha máquina de lavar louça é encastrada e possui uns cantos de difícil acesso a uma limpeza. Uma faca, um pano e alguns cotonetes foram preciosos aliados para aceder aos locais mais difíceis. E pelo menos dois cantos precisavam mesmo de uma limpeza... que nojo!!!

 

Antes:

 

 

 

Depois (mas antes de limpar a borracha branca):

 

 

As borrachas também precisaram de uma boa limpeza. 

 

Antes (yakkkk): 

 

  

 

Depois (mas antes de limpar a zona do parafuso):

 

 

 

Depois tirei o filtro e a parte amovível onde este pousa (recomendo que consultem o manual de instruções da vossa máquina).

 

 

 

Tirei igualmente o braço da água (não sei se será esse o nome da coisa) onde era visível uma camada de gordura. Também os buraquinhos de saída da água possuíam resíduos de gordura, o que me surpreendeu bastante.

 

Como tinha o tubo de alimentação de água, despejei aí vinagre e água quente e tentei retirar o lixo com uma agulha.

 

 

Quanto ao filtro, segui as instruções: primeiro bicarbonato de sódio, vinagre e depois de alguns minutos, uma chaleira de água a ferver. A foto reporta-se à reacção do bicarbonato com o vinagre. Há quem tema esta operação, mas garanto que não há risco, apenas um bocadinho de mau cheiro do vinagre que passa. Nada a salpicar, a queimar e outros perigos. 

 

 

Finalmente, coloquei a taça com vinagre na prateleira superior, recoloquei todas as peças e liguei o programa automático. 

 

O resultado foi uma máquina limpa e sem cheiros (testado com o nariz dentro da máquina, juro!) e tudo por uma fracção do valor que costumava gastar em produtos próprios para a limpeza da máquina.

 

Gastei cerca de 30-40 minutos com a limpeza.

 

Testado e aprovado.

Orçamento Familiar - semana 11ª

Descontos, 16.03.13

Felizmente possuo um orçamento suficientemente flexível para abarcar um promoção "cempercente". Hoje foi dia de distribuir os proveitos dessa promoção. Tão bom!

 

Semana 11/2013

 

Valor total das facturas: € 102.65

Vales de desconto: € 11.10

Reembolsos*: €2.21

Pago com cartão Continente: € 70.51

 

Saído de bolso: € 18.83

Saldo no cartão: € 71.01 **

 

Orçamento de Março - 100.00 + (saldo em cartão)

 

Valor total das facturas: € 277.22

Vales de desconto: € 11.10

Reembolsos: € 5.21

Pago com cartão Continente: € 158.50

 

Saído de bolso: € 102.41

Saldo no cartão: € 71.01

 

 

* reembolso de familiar

** pago com o Cartão Cliente o valor de 8.99, fora orçamento familiar

Fontes alternativas de rendimentos - questionários electrónicos

Descontos, 14.03.13

Este post pretende ser uma actualização do que publiquei em 10/09/2012 e que poderão consultar aqui. 

 

Relativamente à conta Hiving (www.hiving.pt) solicitei os primeiros €5.00 ao trocar 400 pontos. É esse o resultado de responder a todos os questionários que iam aparecendo na minha caixa de correio. Não participei em qualquer passatempo nem solicitei inscrições de amigos através de links de recomendação do serviço.


Tendo em conta a quantidade de vezes em que iniciei questionários e depois de diversas questões fui excluída por não me enquadrar no perfil pretendido, não posso deixar de concluir que o tempo dispendido (em 15 meses) não compensa o valor obtido. 


Hoje, optei por encerrar a conta.

 

 

 

Outra conta que decidi terminar é a de Mundo de Opiniões (www.mundodeopinioes.com.pt). No mesmo período de 15 meses, apenas tive 4 questionários que atribuissem pontos. Recordo que respondo a todos os questionários para os quais sou notificada. 

 

 

 

Além destes, há questionários que não conferiam pontos e que deixei de preencher a partir de determinada data (pelo volume exagerado). A generalidade dos questionários têm como recompensa a participação em sorteios e ofertas a instituições de solidariedade. Que ofertas, não é indicado, mas um contador na área de membro indica 1 décimo de cêntimo por segundo.

 

Hoje, optei por encerrar a conta.


Esta é a minha experiência com as contas acima indicadas. 

Poupar pode custa dinheiro - o automóvel

Descontos, 12.03.13

Este mês tenho despesas de manutenção do carro. Há reparações e há manuntenção. Quando percebi que iria ser confrontada com ambas no mesmo mês, ocorreram-me duas coisas: primeiro, o facto de ter um fundo de emergência concede-me bastante tranquilidade porque sei que não terei de me preocupar com a obtenção de dinheiro para a despesa (recordo que todo o saldo positivo do meu salário é encaminhado para o fundo de emergência); por outro lado, uma sensação de que ando a trabalhar para pagar este tipo de despesas - carro e casa.

 

Vou adiar quaisquer considerações relacionadas com o segundo ponto e aproveitar o sentimento do primeiro.

 

Mas ocorreu-me que não tenho sido suficientemente cuidadosa com a manutenção do carro e que isso está a custar-me dinheiro:
- descobri que tinha um pneu da frente muito mais desgastado que outro da mesma data; provavelmente direcção má alinhada [resultado - substituição dos dois pneus]
- já excedi em 2000 km o tempo de validade do óleo [resultado - potenciais danos para o motor]
-não verifico regularmente a pressão do carro [resultado - gastos acrescidos no consumo da gasolina e potenciais impactos no desgaste dos pneus].

 

Assim, ao poupar na manutenção do carro [mesmo que seja apenas por preguiça] estou a incorrer em maior desgaste do mesmo e custos acrescidos na manutenção e reparação.

 

Por isso, decidi fazer uma lista de 10 tarefas para manter o carro (a conciliar com as indicações do manual):

 

1 - Verificar a pressão dos pneus mensalmente [o manual contém as informações necessárias. A Michelin tem uma página sobre o tópico.

 

2 - Alinhar a direcção pelo menos uma vez por ano.

 

3 - Alinhar as rodas pelo menos uma vez por ano(Michelin)

 

4 - Mudar o óleo de acordo com as especificações do manual

 

5 - Proteger os estofos do veículo com uma capa (não o fiz com as necessárias consequências de quem viaja com crianças; será a próxima compra)

 

6 - Verificar as borrachas de vedação do carro e substituí-las se necessário (caso contrário entrará água dentro do carro)

 

7 - Proteger a tinta do carro, nomeadamente retocando riscos e outros danos na pintura.


Dessa forma, mesmo não reparando a pintura, protege os metais da oxidação impedindo que a carroçaria enferruje. No meu caso, é particularmente urgente já que não tenho garagem e o carro fica estacionado na rua.

 

8 - Manter a bateria limpa e pedir para que a mesma seja verificada (diagnosticar o circuito de carga) por um profissional no decurso da manutenção anual.

 

9 - Ter lampadas e escovas suplentes (para evitar compras urgentes a preços mais altos).

 

10 - Sempre que possível, fazer uso de ofertas de serviços (manutenções, limpezas).

Orçamento Familiar - semana 10ª

Descontos, 10.03.13

O caos instalou-se no orçamento, mas no bom sentido:

 

- presentes no valor de quase €100,00 que no final custaram apenas € 6.00

- doações (familiares e cabaz social) no valor de quase €30.00 que no final custaram apenas €8.50

 

Claro está que tal inflacciona o orçamento, em especial no crédito acumulado em cartão Continente, mas iria eu resistir a um cempercente?

 

Semana 10/2013

 

Valor total das facturas: € 174.57

Vales de desconto: € 0.00

Reembolsos*: €3.00

Pago com cartão Continente: € 87.99

 

Saído de bolso: € 83.58

Saldo no cartão: € 103.95

 

Orçamento de Março - 100.00 + (saldo em cartão)

 

Valor total das facturas: € 174.57

Vales de desconto: € 0.00

Reembolsos: € 3.00

Pago com cartão Continente: € 87.99

 

Saído de bolso: € 83.58

Saldo no cartão: € 103.95

 

 

* reembolso de familiar

Poupar e gastar é uma escolha pessoal

Descontos, 07.03.13

Hoje deparei-me com essa afirmação num blog que acompanho, o simpleorganizedliving. Com efeito, as escolhas que fazemos sobre como/onde gastamos ou poupamos são opções iminentemente pessoais e como tal, o que escolhi para mim poderá não se aplicar a outra pessoa.

 

Ainda assim, acredito que a partilha dessa opção pessoal, mesmo que não se aplique, abre a discussão (ainda que apenas interior).

 

Faltam 4 meses para ficar totalmente livre de dívida. Tenho um fundo de emergência que é superior a esse valor e isso é algo que nunca tive, mesmo quando o meu salário era 2 a 3 vezes o que aufiro hoje. Na verdade, eu nunca tive pensei em fazer um fundo de emergência.

 

Não prosseguir com uma carreira mais "rentável" foi uma opção pessoal com a qual me sinto totalmente conciliada. Hoje estou mais feliz. Com efeito, se não fossem as eminentes obras da casa (obras urgentes no soalho e telhado), julgo que me sentiria ainda mais livre para outras escolhas ou para as escolhas que a vida faz por nós. 

 

Por isso, viver com menos é uma escolha pessoal. Mas é uma escolha que não deve ser confundida com viver menos. E transmitir isso, é algo que espero estar também a fazer.

Pág. 1/2