Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Associação Portuguesa de Famílias Numerosas é uma instituição que tem por missão o apoio a famílias numerosas (com 3 ou mais filhos, podendo a inscrição ocorrer ainda durante a gravidez do terceiro filho). 

 

Os seus associados pagam uma quota anual podendo beneficiar das parcerias da instituição, entre outros apoios: descontos em farmácias, lojas, hotelaria, serviços diversos, seguros,....

 

Outros apoios a famílias numerosas (não dependentes da condição de associado):

 

Tarifário Familiar da Água

 

Programa das Famílias Numerosas do Intermarché (não dependente apenas se possuir um cartão municipal de famílias numerosas)

 

- Cartão Municipal de Famílias Numerosas: Câmara de CoimbraCâmara de Vila RealCâmara de Tavira e Câmara de Póvoa do Lanhoso

 

 

Quando da inscrição no site Para Mim, o Mário (um generoso contribuidor em várias discussões salutares deste espaço) interessou-se pela associação e gostaria de alargar o debate:

 

Recebi um e-mail a convidar à inscrição gratuíta por uma ano (no valor de 35€). Acedi pela curiosidade de ver como funcionava e que efeitos teria no meu caso.

Com as "boas vindas" vieram vários vales Para Mim entre outros, e-mails com aconselhamento, propostas de férias a baixo custo, etc.


O efeito maior foi na chamada de atenção para a tarifa da água... um assunto tratado há anos mas nunca terminado pela companhia da água da minha zona. Tal foi retomado e esta semana fomos ressarcidos no valor de 160€ por cobranças em excesso.! 


Então, pensei que apesar de não viver "no centro do mundo" e por isso não usufruir da maioria das atividades promovidas, já fui beneficiado por pertencer a esta associação.

 

No final do ano farei o balanço e verei se vou continuar a pertencer ou não, mas para já, não tenho nada a perder.

 

Aconselho então, apesar da minha parca experiência, a testarem se convosco também funciona...

 

Muito obrigado,

 

Mário