Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Compras da semana - 2

Descontos, 13.01.14

Aqui está uma das razões que sempre me fazem hesitar em divulgar as minhas compras: a semana foi uma total anormalidade. Não fiz refeições em casa - nenhuma. Logo, naturalmente que a fruta que já tinha comprado ainda foi suficiente e não tive necessidades adicionais.

 

A única coisa que aproveitei - para stock "escolar" - foi a promoção de 50% desconto em correctores, no Continente. E como vou ter um cupão de 50% de desconto em todas as colas, irei aproveitar para comprar.

 

Mas o reverso da medalha - não fazer refeições em casa - é não ter marmita para o dia seguinte, aumentado a despesa em restauração. Hoje tenho mesmo que fazer uma panela de sopa e pão.

 

Ponto Importante

 

Aproveitei para comprar dois produtos da Pescanova para completar o folheto da promoção de vales de desconto. Porque, na verdade eu tinha quase todas as provas de compra porque as guardo numa caixinha, à espera de uma promoção futura onde as utilizar.

 

Faço isso com o açúcar Rar, Sidul, Canderel, Espiga, Branca de Neve, Evax (pins), Pescanova, Iglo, Comfort e não me recordo de mais nenhum. Recomendo que façam o mesmo. Nunca se sabe quando aparece algo assim.

 

Em suma, as contas foram (em orçamento de supermercado:

 

Valor facturado: €14.53

Vales de desconto: €0.00

Desconto em cartão: €0.00

Preço final depois dos descontos: €14.53

 

Durante esta semana paguei com cartão: €0.00

 

E ainda...

 

Restauração: €10.95

Telemóvel: €8.00

 

 

P.S. - Hoje entram em vigor os novos cupões. Tenho cupão de desconto de €5.00 em €20.00. Se encontrar uma boa oferta de produtos com 75% de desconto para depois utilizar em presentes (por exemplo), aproveito. Corresponde a 100% em cartão, se não contar com o facto de não poder descontar os €5.00 noutros produtos.

 

O meu raciocínio é o seguinte: eu utilizo os €5.00 para abater no custo do leite (nunca está em promoção), assim, se utilizar esses €5.00 noutros produtos (mesmo de 75%), eles têm de justificar essa perda do desconto.

Uma página útil - Na Box

Descontos, 12.01.14

Eu não tenho box. Na verdade, depois de uma - muito bem sucedida - resolução de retirar o televisor do quarto de dormir, apraz-me comunicar que muito em breve (espero) eliminarei mais uma despesa fixa: televisão paga.

 

Na sequência deste post um (muito generoso) Rui, partilho comigo uma página chamada www.nabox.net Que - pasmem - não é uma página de filmes pirata.

 

 

Na verdade é uma página que publica os próximos filmes a serem emitidos ou os que ainda podem ser vistos graças às modernidades das boxs e gravações e anda para trás que eu vou a seguir ;)

 

O coração é meu, é o agradecimento pelo trabalho de fazer uma página assim e pela generosidade em partilhá-lo.

 

Obrigada ao Na Box e ao Rui ;) 

Os ingredientes também se comem

Descontos, 11.01.14

 

O livro é bastante restritivo - embora seja precisamente o que anuncia - por ser exclusivamente sobre estratégias de compras no Aldi, com produtos muito específicos e  com menus que são característicos de um tipo de alimentação (que não é o nosso).

 

Ainda assim, inspirou-me a procurar mais informações sobre a realidade dos pesticidas em alimentos. E isso é para revisitar. 

 

Mas a frase inicial, desejava que ficasse para memória futura pois cortar na comida processada é um caminho rápido para cortar em despesas e em problemas de saúde (pelo menos no meu caso).

 

E se tivessem alguma receita que visa/visou substituir um alimento processado, por favor partilhem.

Poupar passo a passo - 3ª semana de Janeiro [Antecipação]

Descontos, 10.01.14

Esta semana é sobre revisitar os pequenos passos para poupar. Substituir os almoços nos serviços de restauração por uma marmita é uma das formas mais rápidas de poupar dinheiro. 

 

Aproveitem o fim de semana para preparar as refeições da semana seguinte. Comecem pelo lanche, se o almoço ainda não for algo que desejam fazer.

 

No meu caso, poupei não só uma despesa diária de cerca de €8.00-€10.00 (lanche incluído) - mais de €200 mensais - como tive alguns efeitos secundários surpreendentes:

- em 2 anos - sem fazer dieta - perdi 12 kg;

- os meus episódios de doença relacionados com o estômago diminuiram consideravelmente;

- passei de uma utilização frequente de medicação para a ver passar de validade no armário.

 

E apenas porque passei a comer comida confeccionada por mim:

 

AO PEQUENO ALMOÇO E LACHE

 

Investir numa garrafa térmica para acondicionar café com leite foi o meu primeiro passo.  Em especial no inverno, chuva e frio no exterior, sabe tãooooo bem não ter de sair. 

 

Tenho um pacote de bolachas (salgadas e doces) para ir comendo durante o dia, se me apetecer. No final da semana faço marmitas/lanche, com o que me apetece nessa semana - fruta, aveia, pão, etc.

 

Assim, na manhã de cada dia, basta-me pegar num saco.

 

 

AO ALMOÇO

 

Raramente cozinho de propósito para o almoço. Regra geral, cozinho maior quantidade para sobrar para o dia seguinte - não ter de cozinhar compensa o sacrifício de comer a mesma coisa, dois dias seguidos.

 

Comprei umas caixas de alimento em vidro (que podem ser levadas ao microondas), mas até frascos de vidro são reutilizados.

 

Acabar um mestrado vendendo livros

Descontos, 08.01.14

Pelas mãos da Avó Madalena fiquei a conhecer o recém criado blog da Ana (paginastantas).

 

A Ana, com apenas 4 cadeiras para terminar um mestrado, decidiu fazer disso a sua resolução de 2014). E como as suas finanças pessoais não permitiam concluir o mestrado, decidiu lutar por isso e vender a sua biblioteca pessoal para conseguir a verba.

 

Um fantástico exemplo de determinação e engenho. Poderão ajudá-la comprando um dos seus livros ou doando um livro de que não necessitem para que esta o venda.

 

Espero que a Ana consiga atingir o seu objectivo. Boa sorte, Ana!

 

 

Não compro - agendas

Descontos, 07.01.14

Eu não compro agendas. Ou utilizo uma oferecida (raramente preenchem os meus requisitos) ou crio uma. 

 

Já tive muitas versões e neste momento tenho 1 caderno quadriculado agrafado. Custou €0.25. É uma agenda pessoal/profissional.

 

PESSOAL

 

CAPAS INTERIORES:

- calendários: 2012 a 2014.

 

FOLHAS DO CENTRO DO CADERNO

- livres para rascunho (assim podem ser rasgadas

 

 

1ªas PÁGINAS

- contacto telefónico, contacto de emergência e grupo sanguíneo

- contactos telefónicos e moradas relevantes

- aniversários - dividi as duas páginas em 12 blocos (mês) para os aniversários, 6 colunas x 2 linhas

- 1 folha para anotar os reembolsos

 

AGENDA MENSAL

 

- duas páginas com a agenda mensal: divido duas páginas em 3 colunas cada e depois em linhas para criar uma página mês (inspirado neste)

- páginas dedicadas a objectivos, tarefas ou projectos nesse mês; 

 

AGENDA SEMANAL 

- duas páginas para a agenda semanal: 4 colunas e 3 linhas (sobra um quadrado para notas sobre compromissos na semana seguinte, uma frase inspiradora ou tarefas sem dia alocado)

- a 3ª linha é para o menu de refeições e grelha de hábitos (inspirado neste)

 

O facto de ser um caderno dá-me muita liberdade porque vou criando as folhas à medida que o tempo vai passando, vou utilizando outras páginas para notas, inspirações, impressões...

 

 

PROFISSIONAL

 

Viro o caderno do avesso e a última capa é a primeira ;)

 

No outro lado crio a agenda profissional (inspirada neste).  Cada semana tem duas páginas:

- agenda (lado esquerdo): em que divido a página por 5 linhas = dias da semana

- lista de tarefas (lado direito) - página em que vou escrevendo tarefas a realizar (as não concretizadas, passam para a semana seguinte)

Poupar passo a passo - 2ª semana de Janeiro

Descontos, 06.01.14

Eu não me esqueci. Começa a 2ª semana de Janeiro e é tempo de pensar onde poupar. Se na semana passada decidi contabilizar os gastos em telemóvel, hoje revejo as contas relativas ao consumo de electricidade. 

 

Primeiro, recordo que encetei diversas medidas para poupar energia (algumas sugeridas por vós):

 

- passei a utilizar uma chaleira eléctrica no aquecimento de águas, nomeadamente para cozinhar (presente do meu mano + cunhada... um excelente presente)

- edredão de aquecimento

- lâmpadas LED

- botija de água quente (para a cama)

- métodos mais eficientes na cozinha (ex: cozinhadesolteira)

- jogo de cama polar (presente do mano + cunhada)*

 

Chegou o momento de fazer um ponto da situação, embora me falte o último período de 2013, que só deverá chegar em meados de Janeiro. Todavia, comparando os mesmos períodos dos dois anos, é fácil de perceber que estou a poupar, apesar do aumento anual do preço da electricidade. 

 

Claro que, Novembro e Dezembro de 2013 foi precisamente quando o tempo começou a esfriar e o aquecimento começou a ser utilizado. Estou muito curiosa para ver a última factura.

 

 

 

 

* Uma das vantagens do casamento do meu irmão é que a cunhada passou a escolher as prendas. Uma melhoria considerável, acreditem.

Compras da semana - 1

Descontos, 04.01.14

Frequentemente pedem-me que indique o que compro, a título de referência. Confesso que isso me causa alguma tensão. A responsabilidade é grande e o que eu compro poderá não se adequar à realidade de outros orçamentos ou até outras famílias. Depois há ainda limites - por exemplo, esta semana estive limitada nas deslocações que poderia fazer pelo que, por exemplo, comprei pastilhas para a máquina no PD em vez do CNT onde obteria os adicionais 1% de desconto.

 

Em suma, esta semana foi caracterizada por itens que não planeava comprar, mas cuja falta foi necessário suprir, daí a pouca eficiência de alguns valores. Mas teve uma boa compra para stock - pastilhas Finish - e até um mino baratinho para partilhar - o camarão tigre.

 

Mas foi também uma semana em que raramente comi em casa ou quando o fiz, utilizei itens do stock. Ainda assim, deixo as minhas notas, integradas no habitual diário semanal dos meus gastos.

 

Valor facturado: €90.11

Vales de desconto: €0.00

Desconto em cartão: €6.32

Preço final depois dos descontos: €83.79

 

Durante esta semana paguei com cartão: €13.24

 

 

Algumas notas:

 

Restauração: €10.35

Passeio de final de ano com lanche com a mamã e um irresistível snack com molho de alho. 

 

Stock vestuário: €6.00

As minhas compras de impulso continuam a ser com as minhas sobrinhas. E nos saldos de inverno aproveito sempre para fazer um stock de vestuário para o verão. Neste caso, duas lindíssimas t-shirts com estampados.

 

Stock família: €4.09

Aproveitei para reforçar o stock de detergentes para a roupa de uma familiar. Juntando a promoção Surf ao reembolso Fairy consegui fazer um stock com cerca de 200 doses por €4.09.

 

O meu stock: €22.96

Estava no limite do meu stock de pastilhas para a loiça. Por isso fiz uso da promoção Finish e comprei 4 caixas, será mais de 1 ano de lavagens. O mesmo com os pensos diários (embora não fosse a melhor das promoções: €1.20 por 50 unidades, comprei 2 caixas para esperar melhor).

 

Alimentação, higiene e limpeza: €41.83

 

Comprei 4 sacos de fruta embalada no Lidl: 4,60kg por € 4.06. Não foi a melhor compra por kg, mas foi a possível dentro da deslocação que poderia fazer e dentro dos meus requisitos: fruta que eu gosto + fruta nacional. 

 

Mas também comprei 2 caixas de camarão tigre (óptimos para grelhar e vão durar imenso tempo).

 

Extras:

post it - a compra de impulso da semana

champô seco da Syoss (€2.39)

frutos secos (€8.03 - despesa que não havia planeado ter de fazer, logo nunca antecipei a compra com promoção)

etc.

Querido diário - Ai o telemóvel!

Descontos, 03.01.14

Estive a fazer as contas aos carregamentos do meu telemóvel e o total de 2013 é €151.50, uma média de €12.63 mensais. Para quem tem como meta um valor máximo de €8.00/mensais, isso significa que ultrapassei o meu orçamento em mais de €55.00 (!!!!)

 

Poderia, a este ponto, considerar uma mudança de tarifário, mas a verdade é que considero que devo cortar. As minhas comunicações de telemóvel estão quase reduzidas a meia dúzia de pessoas - irmãos (sem telefone fixo), pais e pouco mais, mas sei que tendo a ter conversas mais longas em alguns momentos.

 

Por isso, o primeiro trimestre de 2014 será para fazer uma utilização mais conscienciosa do telemóvel e rever o meu orçamento neste item.

 

 

 

 

Orçamento para cigarros

Descontos, 02.01.14

Eu não fumo - felizmente. Mas tenho consciência, por contacto com fumadores, que deixar de fumar é difícil. 

 

Para deixar de fumar, existem já consultas de cessacão tabágica nos Centros de Saúde, podendo ainda recorrer à linha saúde para obter informações adicionais (ver aqui).

 

E que dizer do site/app que consiste numa ferramenta para que fumadores deixem de fumar? Aliás, a ferramenta apresenta-se mesmo  uma ferramenta que se foca "também em quem não quer deixar de fumar e em quem corre elevado risco de recaída". E é completamente gratuita.

 

Mas deixo essa parte para os fumadores e profissionais de saúde. O que eu percebo é como poupar. Ocorreu-me que poupar com cigarros será algo de próximo das restantes compras:

 

 

1. Testar marcas brancas

 

Há quem faça cigarros caseiros. Aliás, já vi vários anuncios de trocas relacionadas com máquinas eléctricas de fazer cigarros (pareceu-me bastante prático). 

 

Se não quer fazer uso dos cigarros caseiros fora de casa, opte por apenas os utilizar quando estiver em casa.

 

2. Utilizar um orçamento

 

Comece por contabilizar quando fuma por dia. Experimente levar consigo apenas esses cigarros, de modo a desincentivar o consumo de mais. O facto de ter de comprar um maço de propósito, poderá ser o suficiente para adiar o consumo até chegar a casa.

 

3. Reduzir

 

Experimente, de forma progressiva, reduzir um cigarro de cada vez, ao seu "orçamento diário". Por exemplo, reduzir um cigarro de 15 em 15 dias ou em cada 30 dias. Pequenos passos levam a grandes mudanças.

 

 

Que outras sugestões têm para fumadores?