Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

28
Jul14

4 peças de roupa por €2.00

Descontos

Como já referi, sou uma recente adepta a compras de vestuário em lojas sociais. Deixo-vos a minha compra de hoje: 4 peças de criança por €0.50/cada. Duas das peças ainda com etiqueta, as duas que são de produção nacional e de excelente qualidade. As calças brancas são linho com algodão. 

 

Estas compras permitem-me ajudar a minha família. É dinheiro que não é gasto noutros bens. E estas, depois de deixarem de servir às sobrinhas, já têm destino noutra família. 

 

Nestas idades, passar a roupa, pode ser uma verdadeira benção para uma família. De uns anos para os outros eles dão uns "saltos" valentes e facilmente se chega a um inverno sem uma peça de roupa quente que sirva.

 

Eu estou a fazer stock de roupa. Não come feijão e certamente será uma dádiva bem-vinda.

 

27
Jul14

Um sonho...

Descontos

Eu tenho um sonho específico para as minhas finanças pessoais. Confesso que ando para escrever este post há vários meses, mas sempre temi que fosse demasiado pessoal ou incompreendido face à realidade de famílias que sonham não ter de contar quanto poderão comprar com os únicos €10.00 que têm até ao final do mês.

 

Não é um sonho completamente irrealista como ganhar o euromilhões, mas um sonho difícil de atingir. Aliás, muito difícil de atingir. E se parar de trabalhar, então é tão irrealista como ganhar o euromilhões.

 

Mas é o meu sonho e eu sinto-me muito agradecida por o ter, em vez de sonhar em não ter de me preocupar com o que por na mesa.

 

Eu não vivo numa casa própria. Não pagar renda tem como contrapartida custear as despesas de manutenção/reparação numa casa com 100 anos (por exemplo um novo soalho e um novo telhado). Considerando que não pago renda de casa há mais de uma década e que vivo no local onde nasci, sou uma afortunada.

 

Mas eu sonho com a possibilidade de saber que a casa será minha na velhice, que não terei de me preocupar com ter onde morar quando ficar mais velha e os rendimentos - muito provavelmente - forem ainda menos. E quanto mais vejo a pobreza com que vivem os nossos velhos (e uso a palavra com um grande carinho, juro-vos) e mais ainda quando estão sós (como a solteira aqui do burgo), preocupo-me ainda mais.

 

Por isso eu sonho poder comprar a minha casa. Ou pelo menos poder comprar o direito de nela viver até ao final dos meus dias. Depois da morte, não precisarei dela e não tenho herdeiras/os a quem a deixar.  

 

A bater os 40 anos, gostava de ter sonhado isto muito antes. O sonho deixaria de o ser para ser um plano exequível. A idade da estupidez não perdoou... ganhei juízo a esta idade... poderia ter sido pior.

 

Ok... por favor reservem o juízo "esta-está-tolinha" para o final. 

 

As minhas contas são assim: com 30 000 euros eu conseguiria comprar um mini apartamento, construir uma mini casa (qualquer dia mostro-vos) ou comprar uma roulote para viver. Julgo que seria exequível.

 

Naturalmente almejaria conseguir comprar a casa onde vivo, esse é o meu sonho. Porém, seria uma verba que me asseguraria uma habitação.

 

30 000 euros a dividir por 10 anos dá 3 000/ano e esse valor dividido por 12 meses é igual a €250/mês

 

E se eu conseguisse juntar €250/mês durante os próximos 10 anos?

 

Uma pessoa pode sonhar, não pode?

26
Jul14

Diário das minhas finanças pessoais - semana 30/2014

Descontos

Esta semana pouco gastei, com excepção do dinheiro "maluquices" onde imputei dois jantares de aniversário que levaram €25.00.

 

Bem os evito e agora já me lembro porquê. 

 

Pão caseiro

 

Retomei a prática de fazer pão caseiro só para mim. Dessa forma evito muito mais as idas ao café a meio da manhã. Tinha parado porque não faço refeições em casa e como tal era só para o pequeno almoço. Ora uma fornada dá quase para a semana, mas o pão não se aguenta uma semana a não ser na forma de torradas.

 

Ainda assim, é bastante melhor que a opção "fora de casa". 

 

Já agora, no que respeita a pão caseiro (eu tenho uma máquina de fazer pão), eu comecei a poupar graças a duas dicas da comunidade

 

- farinha para pão Pérola (no Pingo Doce)

 

Estou a tentar lembrar-me do nome de quem me deu a dica, mas não me recordo (peço desculpa). Até então comprava farinha Espiga, muito mais cara.

 

- fermento de padeiro Casa Januário/Porto

 

Foi a Orquídea que publicou a excelente dica. Até então ia comprando as saquetas da Vahiné ou Fermipan que ficavam muito mais caras, face à quantidade.

 

Obrigada pelas partilhas.

25
Jul14

8 propostas para postais de aniversário

Descontos

Esta semana enviei um postal de aniversário e recordei-me que já há bastante tempo que não compro postais de Natal ou de Aniversário. Não é intencional, é a constatação de que outras formas de comunicação acabam por tomar a dianteira. Nomeadamente com familiares no estrangeiro vai-se preferindo o Skype.

 

Porém, para acompanhar um presente, tinha de enviar uma nota e optei pela habitual impressão de um postal de aniversário. 

 

Existem inúmeras páginas onde podem personalizar e imprimir postais. Todavia, a minha proposta passa por 8 soluções em que podem prescindir de impressora, se não tiverem uma.

 

Recomendo vivamente que, quanto tiverem um pouco de tempo livre, façam 1 ou 2 para terem à mão e evitarem a compra "agora não tenho tempo para fazer".

 

 

 

Podem imprimir, mas são tão simples que um marcador poderá substituir a impressora.

 

Fonte: mrprintables 

 

 

 

Fonte: ideasforcards

 

 

 

Fonte: ideasforcards

 

 

 

Fonte: parents

 

 

 

Fonte: minieco

 

 

 

Fonte: chatbreak

 

 

 

Fonte: grannemedselma

 

 

 

Fonte: createsie

21
Jul14

Como poupar com um pequeno congelador

Descontos

Há quem consiga uma imensa poupança com recurso a uma grande arca de congelação. Infelizmente eu só tenho três gavetas no meu congelador e já estou melhor que as pessoas que apenas têm um pequeno congelador na parte superior do frigorífico.

 

Se a pergunta fosse "Como poupar com um pequeno congelador?", a resposta seria: "com menos". É sempre possível poupar um pouco mais com um pequeno stock de frescos. O truque é escolher o que vai para o congelador. Por exemplo, não comprar abóbora para congelar se isso implicar não ter espaço para comprar carne de aves com 50% desconto. 

 

Pensem no vosso congelador como um espaço arrendado em que fica lá dentro o que vos render mais dinheiro.

 

 

Pág. 1/4

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Ricardo_A

    1. Taxa moderadora sempre foi um termo péssimo. Se...

  • Ricardo_A

    Segundo a notícia " o documento aprovado prevê exc...

  • Descontos

    E a moda das máquinas calculadoras científicas? As...

  • Descontos

    Correcto, mas olhe que é uma pena que as pessoas n...

  • Descontos

    Considerando as minhas razões e as suas, acho que ...

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D