Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

A emoção de poupar

Descontos, 28.08.14

Há bem pouco tempo estive com uma amiga ao telemóvel uns 45 minutos (sem pagar, graças ao tarifário). Estava entusiasmada com as suas poupanças e sabendo-me igualmente entusiasta, quis contar-me.

 

Quando realmente queremos poupar e trabalhamos para isso, as vitórias são importantes, mesmo que seja o momento em que finalmente acaba a fidelização de um contrato e temos menos uma despesa, mas também menos um serviço. Ainda assim, é emocionante.

 

Por isso também vos queria contar que hoje fiquei muito feliz porque consegui trocar um livro por um dicionário que servirá para a escolinha. E porque consegui trocar um livro (que já havia lido) por vários livros do Plano Nacional de Leitura para a outra escolinha.

 

E ainda porque descobri que não tinha noção das potencialidades do OLX (na perspectiva de compradora) para descobrir itens usados na minha freguesia - ADEUS PORTES DE ENVIO!

 

E porque descobri leite magro de nacionalidade portuguesa quando fui ao Minipreço. ;)

 

Aditado - Até o almoço foi uma oferta da D. a que só tive de juntar um sumo por €1.60

 

O dia correu-me bem. Como foi o vosso?

Mobiliário comprado fora do IKEA é mais barato?

Descontos, 27.08.14

A minha resposta é: pode ser, sim senhor/a.

 

A minha mãe precisava de uma cómoda grande: P40, L80, A100 ou mais ou menos estas medidas. 

 

Na faixa etária da minha mãe, quando alguém precisa de mobiliário, vai à Rua da Picaria (Porto). Aposto que muitas/os se identificarão com a noção de (ainda) ter as ruas de referência para comprar algo. 

 

Voltemos à cómoda.

 

Naturalmente pensei que, se bastava uma versão barata da cómoda, o barato é IKEA (pelo menos para mim). E lá fui ao site e havia uma interessante e mais barata e seguimos para a loja. Chegadas lá, constato que o transporte torna a peça tão cara como a cómoda em pinho, com entrega grátis. [O Ikea tem um serviço de entrega mais económico, mas a peça só pode ter 1 volume e menos de 30 kg]

 

Pausa para almoço e voltei com a minha mãe para a Picaria. No final, acabou com uma cómoda à medida, por €135 e com entrega grátis.

 

Isto serviu-me de lição. Por vezes ficamos agarradas a associações fáceis de onde é mais barato ou mais caro. O Ikea, devido ao transporte ficava mais caro e entre a primeira e a segunda loja (foi só atravessar a rua) o preço desceu €15.00. [Não estou sempre a dizer para comparar, comparar, comparar?]

 

Eu confesso que sinto um sentimento de perda por perder estas ruas, apesar de - hipocritamente - não as visitar com muita frequência. Mas eu não sou tão puritana que ache que o comércio tradicional tem de ser mantido só porque sim.

 

Uma pessoa que trabalha das 9 às 19 dificilmente terá como fazer compras no comércio tradicional. E este tem sido muito relutante a adaptar-se às novas realidades. Mas se calhar deixaria de ser comércio tradicional, não é?

De lixo a material escolar

Descontos, 22.08.14

Lixo que não é lixo... é material escolar (dependendo do ano):

 

- tampas que possam ser utilizadas como godés para guaches;

- conta-gotas de um medicamento qualquer (não me perguntem... mas pedem sempre isto e eu não sei porquê);

- farrapos;

- recortes de revistas relacionados com grupos (animais, alimentos, cores, formas,...) ou com datas (natalícios, ambiente, pátria e bandeira...);

- caixa de cartão para guardar material (geralmente caixa de sapatos).

 

Recordam-se de mais algum, para aditar à lista?

 

 

Protecção contra a chuva para mochilas

Descontos, 22.08.14

 

 

Comprado aqui (ainda não chegou pelo que não posso pronunciar-me sobre a qualidade) 

 

 

Na qualidade de tia, vejo-me muitas vezes na posição de compradora de coisas para crianças (umas mais úteis que outras) e na expectativa de não martirizar os pais com (muita) tralha. 

 

Recentemente, uma amiga alertou-me para o facto de as mochilas escolares nem sempre terem o fecho coberto, o que implica que a chuva entre pelo tecido do fecho:

 

  

 

 

Confesso que nunca tinha pensado nisso e comprei a versão de fecho descoberto (na célebre promoção das mochilas Popota). Por isso, quando tropecei numa imagem de uma cobertura de mochilas de campismo, achei que seria uma excelente ideia e parti à busca de algo que fosse económico. 

 

Por €1.63, não iria aventurar-me a tentar fazer um. Porém, com um plástico ou tecido de guarda-chuva (uma excelente reutilização) não é muito difícil.

 

Claro está que, se vão buscar e levar a criança à escola de carro, dificilmente se poderá justificar a compra. 

Eu poupei as minhas férias para dentro de envelopes

Descontos, 15.08.14

 

 

Antes de mais, explico a hipótese de fazer férias fora de casa nem se poderia colocar. Por isso, nem posso dizer que foi uma decisão que tomei. Foi uma consequência de outros factores que trouxeram a vantagem.

 

Mas o que gastaria numas férias com viagem e alojamento não é algo que deseje abdicar, tendo em conta os meus objectivos no que respeita a finanças pessoais. Simplesmente não é.

 

Ainda ando a utilizar o sistema de envelopes e tem funcionado muito bem comigo. Há rubricas que ainda estou a "aperfeiçoar", mas confesso que me tem trazido muita paz ver o envelopes a serem adiantados, mês após mês. 

 

No fundo, é um sistema bola de neve. Dou como exemplo a electricidade - como adiantei um mês, esse dinheiro já não sairá do mês seguinte; por isso, nesse mês sobra poupança que pode ser alocada para adiantar outra rubrica ou até para adiantar mais um mês. Se conseguir poupar os €50.00 de um mês de electricidade, posso decidir adiantar 10 meses de mensalidades de €5.00. 

 

Nos últimos meses tenho-me concentrado em poupar para encher os envelopes físicos (desde Abril):

 

- material escolar/livros, €5/mês - completei 2014, tenho €45.00

- casa/escritório/diversos, €5/mês - completei 2014, tenho €20.00

- vestuário, €5/mês - completei 2014, tenho €35.00

- saúde, €25.00/mês - completei 2014, tenho €145

- miúdas, €10/mês - completei 2014, tenho €60.00

- aniversários/natal, €5/mês - completei 2014, tenho €40.00

 

Envelopes prestes a completar:

 

- electricidade, €50/mês - faltam Novembro e Dezembro 

- veterinário, €8/mês - faltam Novembro e Dezembro

 

Se em Setembro conseguisse poupar os €116 que me faltam, seria uma grande vitória pessoal. Eu descobri que sou alguém que necessita de motivação para poupar. O sistema de envelopes com o reforço positivo de adiantar um mês, funciona comigo às mil maravilhas. Uma nota de €5.00 é o suficiente para adiantar um mês em mais que uma rubrica.

 

Grão a grão...

Novo para mim

Descontos, 13.08.14

Lojas sociais? Não é apenas vestuário. 

 

 

Desculpem massacrá-los com o meu entusiasmo. Mas qual a probabilidade de a consulta da minha mãe ter sido adiada 1h, que por acaso fica frente a uma loja social em que nunca tinha entrado antes (Cruz Vermelha, frente ao Hospital de Santo António/Porto) e aí encontrar um puzzle de 1000 peças da Ravensburguer, por apenas €1.00 e esse puzzle ser de Arcos de Valdevez? Sim... qual a probabilidade?

 

E agora a parte divertida é descobrir se tem as 1000 peças. 

 

Eu já vos tinha contado que adoro puzzles? 

Roupa usada (mas nova para mim) e nova (com etiqueta)

Descontos, 13.08.14

Se seguem a tag "poupar em vestuário" sabem que sou fã de lojas sociais. Tenho poupado dezenas de euros em vestuário, em especial vestuário de criança. 

 

Por isso, não poderia deixar de partilhar que a Remar/Matosinhos tem roupa de criança nova (ainda com etiquetas e/ou embalagens) a €0.50, como habitualmente.

 

 

 

 

Mais, aproveito para partilhar que continua lá um blazer de inverno para homem em fantástico estado de conservação (era do meu pai) e que ainda ontem deixei lá um sobretudo (comprido) de senhora para o inverno (era da minha mãe). Quem estiver a precisar, estão mesmo como novos e foram destralhados precisamente por  não serem muito usados. 

 

E para quem gosta de botas com plataformas e tacão, também vi botas novas de cano alto. 

 

Encontrei ainda outra loja, muito organizada, enorme e com excelentes preços. Infelizmente não está aberta durante a hora de almoço.

 

Associação Missão Esperança

Tlm. 919075802

Rua 1º Dezembro, 372

Matosinhos 

(próximo da estação metro Brito Capelo)

 

 

Gastei 7 euros e comprei (para criança):

1 calças de ganga com o logotipo da Hello Kitty, como novas

1 tshirt, como nova

1 top de alças, como nova

4 tshirts, novas ainda com a etiqueta

1 calças de linha+algodão, novas ainda com etiqueta

1 vestido de verão, novo ainda com etiqueta

Diário das minhas finanças pessoais - semana 32/2014

Descontos, 13.08.14

Que atraso no meu "diário".... 

 

O sistema dos envelopes

 

Estou em férias pelo que não faria sentido manter a separação entre restauração e "maluquices". Assim, decidi ignorar a distinção e fazer uma pausa, unindo os gastos supermercado+maluquices+restauração.

 

Entretenimento

 

A semana foi calma, com excepção à saída para a Feira Medieval de Santa Maria da Feira. Foi um dia completo e cheio de divertimentos. Um cálculo mal feito fez com que fossemos de manhã, quando só abriam às 15h00. Mas isso trouxe vantagens porque até essa hora não se pagavam entradas. Assim, pudemos entrar, passear no castelo, almoçar (piquenique) e voltar a entrar sem qualquer custo.

 

Levamos piquenique e encontramos um campo que servia de parque de estacionamento, com um fantástico castanheiro e um relvado com menta. Um excelente local para um almoço ao ar livre (com vários itens com 75% de desconto ou mais).

 

 De resto, as minhas férias têm sido passadas entre organizar a casa pós-obras e a descansar com muitos filmes DVD. Com efeito, tenho-me entretido a ver filmes que estavam por visionar - ofertas de revistas ou jornais (inclusive doados pelo meu pai),  ex-aluguer que consegui quando o videoclube fechou, etc... Faz parte de uma resolução pessoal - vejo ou tenho de os destralhar.

 

Poupança na cozinha

 

O quintal está a dar os seus frutos pelo que estou numa fase de organização do congelador. A produção de tomates tem sido fantástica pelo que o desafio tem consistido em congelar de forma a ocupar o menor espaço possível. Por isso, além dos tomates congelados inteiros, também os desfaço com a varinha mágica e congelo em unidoses mais compactas (como aqui e aqui).

 

E é preciso gastar o que se comprou. 

 

Por exemplo, hoje é dia de organizar as arcas congeladoras da casa dos meus pais e inventariar o que há.

 

DIY

 

Tenho investido bastante no meu DIY, fazendo remendos, embelezamentos e até umas coberturas para uns bancos. Tudo que faço, são coisas que não preciso comprar.

 

Faca partida

 

Acreditem ou não, parti uma faca ao cortar Magnum. Era parte de um cutelo que a minha mãe me ofereceu quando passei a viver sozinha. Já tem uns bons 15 anos. Era a minha faca preferida. 

Fomos à casa onde ela a comprou para ver preços e qual não é a minha surpresa quando a funcionária me informa imediatamente que iria contactar a marca no sentido de a mesma ser trocada (sem garantia). 

Ainda não tenho a resposta, mas ainda assim é um excelente serviço. Comércio tradicional + marca portuguesa ICEL ;)

 

As minhas poupanças 

 

Finalmente chegou a hora de pagar as obras em casa. É tão triste ver as nossas poupanças diminuirem abruptamente numa única transferência. No próximo ano tenho de reparar o telhado. Estou a orçamentar (por alto) 2 a 3 mil euros para isso. Já tenho €1.000 pelo que tenho de conseguir poupar cerca de €166/mês para atingir o meu objectivo.

 

Por isso, férias em casa, gastos contidos, "maluquices" controladas e todas as estratégias de poupança que puder em acção.

 

Sabem o que me diverte? Poupar €50.00 e adiantar um mês no envelope da electricidade.

 

(Bolas, esqueci-me de dar a contagem da luz; fi-lo agora e deu-me a mensagem "foi considerada fora dos limites" e eu adorooooo essa mensagem). 

Diário das minhas finanças pessoais - semana 31/2014

Descontos, 04.08.14

 

 

 

Piquenique num parque público

 

Adiantei para sábado a publicação anterior e acabei por falhar o domingo. Estava prometida uma saída com as miúdas. Ideias não faltariam, mas com as férias à porta há que gerir os gastos. Gastaria sempre uns €5.00 para lanchar + estacionamento, etc.. Pois bem, com esse dinheiro já "compro" muitas actividades na Feira Medieval em Santa Maria da Feira.

 

Para o lanche/piquenique, uma caixa com panquecas (1 caneca de farinha + 1 caneca de leite + 1 ovo + açúcar qb + canela qb), umas bolachas e uns sumos. Também tinha queijo e fiambre comprados em promoção (bastava comprar ou fazer pão), mas nestas coisas é preciso descomplicar. Tenho tentado resistir à vontade de levar tudo porque-pode-apetecer-lhes porque na realidade acabava por voltar com metade para casa. 

 

 

Corte de cabelo grátis

 

Desde Fevereiro do ano passado que só fui à cabeleireira uma vez e para "acertar o cabelo" e já cortei as minhas franjas tantas vezes que já perdi a conta.

 

Ou seja, em 18 meses apenas gastei €12.00 em cabeleireiros. E estou muito feliz com isso.

 

Marmitas

 

Não comi fora uma única vez e fiz quatro marmitas para os dias em que não comi em casa. Considerando que as fiz de manhã, antes de sair para o trabalho, esta semana foi uma marmito-sucesso. Nesses dias teria gasto €15.00 muito facilmente.

 

Restauração

 

Foram 3 as idas ao café para um segundo pequeno almoço com uma coisita doce. Já me perdoei porque realmente me soube muito bem. 

Ainda €4.00 para um lanche com a mamã e o maldito estacionamento que comeu quase essa quantia.

 

Trocas 

 

Continuo a trocar tralhas. Esta semana troquei 6 DVD por itens como uma miniatura da Hello Kitty e carteira para as sobrinhas e um planner para a tia. Gastei €2.80 em envios CTT e por isso é dinheiro que sai da rubrica "maluquices".

 

Compras em loja social

 

Gastei €5.00 e entrou para a rubrica maluquices. É preciso ajudar. Se gostamos do trabalho que fazem, devemos fazer os possíveis por ajudar.

 

Vestuário 

 

Comprei 4 peças de roupa por €2.00. Não é gasto, é investimento. 

 

Supermercado 

 

Como continuo a praticamente não fazer refeições em casa, os gastos têm sido mínimos.

Gastei apenas €20.00 e tenho mais de €36 em cartão. Só em 2 kg de morangos foram €5.00, já para congelar.

 

 

Em suma, uma semana muito frugal em gastos e ainda assim com alguns mimos.

Mas as férias chegam já, já e as maluquices terão um reforço em orçamento.