Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Embelezar roupa

Descontos, 28.09.14

Dar um toque de cor a uma peça de roupa básica é algo que gosto imenso de fazer. Tenho imensa pena de não poder partilhar as minhas aventuras e desventuras, mas fazê-lo implicaria expor as minhas sobrinhas que irão vestir essas peças. 

 

Mas um bocadinho de tecido aqui e ali fazem maravilhas. Esta manhã  foi para cose, descose e cose outra vez - sou uma aprendiz.

 

P.S.- A peça de vestuário em questão era usada, mas em excelente estado. Por aqui, poupa-se em família.

 

Chá de funcho

Descontos, 26.09.14

 

Há bastante tempo que tenho umas plantas de funcho a crescer no quintal. Não utilizamos o bolbo pelo que a planta cresce pouco mais de um metro, dá flor e depois estas sementes que vêm na foto. 

 

Eu adoro chá de funcho pelo que corto as flores, seco e recolho as sementes. Esta semana consegui este bocado. Pouco a considerar que já consegui convencer algumas familiares a experimentar.

 

Porém senti-me uma idiota quando percebi que também se fazem tisanas da parte que deitei fora: os caules. Descobri-o ao fazer uma visita na secção de granel no Jumbo, com chás, cafés entre outras coisas. 

 

Felizmente ainda não está tudo perdido porque ainda tenho o arbusto para debastarjá que só cortei os topos, onde se encontram as flores. 

 

Algo que estranhei foi ver que existia chá (ou tisana?) de eucalipto (mas parece que apenas algumas espécies são indicadas) e loureiro. Não fazia ideia. 

 

Preciso de ensinamentos sobre estas matérias, ficou evidente. Sou toda ouvidos olhos. Venham as lições.

Reflexão do dia

Descontos, 20.09.14

O título acima tem de ser lido com alguma ligeireza porque é mais um "reflexão do dia" entre limpezas na casa da mãe, intercaladas com uma pausa para borrarres a tshirt de maracujá e antes de aspirares a casa dos malditos cabelos por todo o lado.

 

Por isso, estou a reflectir como forma de descansar um cadito, mas toda suja. Mas voltemos a reflectir. 

 

Esta manhã estive a fazer as contas da semana/mês e cheguei a algumas conclusões muito desagradáveis. E enquanto pensava nessas (prometo que vos explico melhor depois) e nos porquês, acendeu-se a luz: este mês estava experimentar o sistema de envelopes APENAS NO PAPEL. Uau! Nas rubricas problemáticas: tipo miúdas e maluquices, isso sentiu-se DE IMEDIATO. 

 

Amuei um bocado, confesso. Não seria suposto eu estar bastante melhor a controlar as despesas? Nunca mais aprendo? E outras autocomiserações....

 

Em momento de pausa eu cheguei a algumas conclusões:

 

- eu não sou uma pessoa poupada por natureza, eu sou uma gastadora

 

- a conclusão anterior significa que eu tenho de me esforçar mais para poupar (haverá quem o faça mais naturalmente)

 

- o sistema de envelopes + registo de despesas ajuda-me a controlar as compras de impulso

 

Ainda assim, vale a pena preocupar-me com o que gasto para não ter de me afligir com  o que preciso.

Truques para um auto-domínio possível

Descontos, 16.09.14

Por vezes, isto de poupar, obriga a algumas estratégias. Esta manhã estava particularmente frustrada pois desde ontem não estou a conseguir publicar imagens - ainda por cima em dia de acumulações. A manhã foi de produtividade zero, em sucessivas tentativas, umas mais bem sucedidas que outras. Não me apetecia cozinhar a marmita (tenho caído no facilitismo da massa cozida e isso não é saudável), mas sabia que se não a cozinhasse ia acabar no shopping a espreitar a abertura de uma loja e, inevitavelmente, a comprar qualquer coisa para as miúdas.

 

Este mês estou assim - idas frequentes ao café para comer coisas doces e desculpas para comprar coisas para as miúdas.

 

Não estou a gostar de Setembro. Mas fiz a marmita. Já não vou ao shopping.

Como criar uma carteira para o sistema de envelopes - Tutorial

Descontos, 11.09.14

Quando comecei o sistema de envelopes, uns dos problemas que surgiu foi a mistura do dinheiro das diferentes rubricas. Embora o sistema possa ser feito de forma meramente virtual, para mim, o impacto imediato de abrir o envelope e saber quanto tenho, não é de fácil substituição através de uma app ou papel.

 

Por isso de imediato pensei de que forma poderia dividir o dinheiro na minha carteira. Primeiro utilizei as divisórias que já tinha: 1 para maluquices, outra para supermercado e a restauração ficava num pequeno porta moedas que levava ao café. Mas andava também com alguns envelopes na carteira- o que é uma chatice na hora de pagar. 

 

As alternativas que encontrei são muito caras para o meu bolso. Vi este, mas não estou a ver como depois despacho 1000 unidades (mínimo). Ficava baratinho.  

 

 

Já conhecia várias do género, mas a verdade é que ou são em tecido caríssimas ou em envelopes inúteis para moedas.

 

Por isso, decidi tentar uma alterativa que consiste em três bolsas adicionais para a minha carteira actual. Lamento o tutorial mal amanhado, sei que seria melhor explicado num vídeo, mas ainda não me foi possível fazê-lo.

 

Obrigada LCMR por não me deixar desistir.

 

Importa dizer que fiz alguns testes com fita cola mais grossa (e fracamente mais discreta), mas a verdade é que ficava muito volumoso. A fita cola que utilizei é muito económica e fina, o ideal. Porém, alinhar o padrão é para artistas (eu sou mais do tipo pragmático). Custou €1.00 ou €2.00 na loja Tiger.

 

Algumas notas:

Para 3 envelopes eu utilizei 3 fechos e alguns acetatos (eu tinha em casa, podem recortar plástico de caixas de brinquedos ou afins).

 

Cortei os acetatos pelo tamanho de uma nota e de acordo com o tamanho da minha carteira. São 2 acetatos cortados por envelope mais 2 para as abas.

 

Os fechos tiveram de ser adaptados ao tamanho, também porque reutilizei alguns que tinha. Fica o alerta que os fechos devem abrir e fechar muito bem. Cosi as extremidades cortadas, mas podem improvisar com agrafos (podem consultar a imagem final).

 

Como criar uma carteira para o sistema de envelopes

 

 

 

Diário das minhas finanças pessoais - semana 36/2014

Descontos, 09.09.14

A primeira semana de Setembro é um misto de sucessos e insucessos:

 

Restauração

Todas as refeições foram feitas em casa ou com marmita. Aliás, auto-desafiei-me a fazer sempre marmitas durante o mês de Setembro - sem excepções. 

Melhor, as excepções são as saídas para passear a mamã Descontos (esta semana foram €19.40). Mas isso vai por conta da rubrica maluquices.

 

Apesar disso a rubrica não ficou a zero porque gastei €4.00 em lanchinhos, pinguinhos e bolinhos. Se contar €4.00/semana x 4 semanas = €16.00. Ou seja, é tempo de substituir a garrafa térmica que parti recentemente. 

 

Como já havia referido, as miúdas foram a minha desculpa para gastos, esta semana: €5.00

 

Supermercado 

 

Pode parecer estranho, mas esta semana só precisei de gastar €3.24 e mesmo isso paguei com crédito em cartão. 

 

 

Concluindo

 

Por isso, numa semana gastei €29.10 (total) em que, apenas os €3.24 foram uma despesa essencial. Vistas assim as coisas, pergunto-me se é uma boa ou má notícia.

 

Foi ainda semana para dar a contagem da luz (telefone) e novamente ouvi a mensagem "abaixo do valor...". É sempre uma boa notícia.

 

Se tivesse de escolher a maior poupança da semana, esta seria o constante aproveitamento de tudo que sai do quintal. Depois, sem dúvida o esforço para não cair em preguicites e levar sempre a marmita para o trabalho.

 

A minha agenda

Descontos, 04.09.14

{Sou só eu que não consigo pensar "a minha agenda" sem ser com a música?}

 

Eu não estava a brincar quando disse que anoto tudo, mil e uma vezes. 

 

Estou sempre a escrever: listas diversas, coisas que li, coisas que gosto, coisas que tenho de fazer. E no trabalho: contactos, notas de reuniões, tarefas a concluir...


Recentemente abandonei completamente a ideia de uma agenda diária convencional e passei a adoptar um sistema mais apropriado para tarefas/projectos. É um sistema híbrido do chamado "bullet journal" porque continuo a necessitar de calendário para as consultas médicas/exames que são quase semanais.

 

O fantástico neste sistema é que não precisam de comprar uma agenda (que ficava em grande parte com folhas em branco) e podem começar em qualquer momento do ano.

 

A minha agenda/planner, neste momento é composta de folhas A4 cortadas ao meio para tamanho A5 e encadernadas em espiral (porque tenho encadernadora). Se desejam testar o sistema, recomendaria que utilizassem um básico caderno A5 ou folhas A4 dobradas na forma de caderno e com um fio unir tudo (quem diz um fio, diz agrafos). Não recomendo gastar dinheiro para testar um sistema de organização (nem tinteiros).

 

Se querem imprimir umas páginas, eu recomendo o blog My life all in one place. Diversas opções e tudo grátis.

 

Eu tenho várias componentes na minha agenda: contactos, contactos de emergência, notas (por exemplo o nº de contribuinte da empresa para compras ou o recorte de um folheto com o meu tarifário de telemóvel, medicação da minha mãe e notas sobre consultas), etc...

 

Mas hoje fico-me pelo calendário:

 

1. tenho um calendário de 2014 impresso e colado


2. tenho 12 calendários mensais (onde anoto as consultas/exames) que imprimi e colei nas folhas; para começar, recomendaria que se ficassem por 4 meses de 2014

 

3. tenho um calendário de 2015 (pequeno) impresso e colado, no resto da página escrevo as datas das consultas já marcadas para 2015

(se sentirem necessidade, uma folha com datas de aniversários, calendário escolar, etc... - ou seja, perfeitamente adaptável às vossas necessidades)

 

O mês começa com:

  • 1 página do mês para eventos ( escrevo o mês e os dias; à frente, escrevo o evento)
  • 1/2 página das tarefas/objectivos para esse mês
  • outras coisas: tarefas de hábitos, lista de aniversários, despesas, orçamento ...
  • páginas do dia a dia

 

Mas para perceberem melhor, deixo-vos um exemplo que foi feito no computador, mas eu escrevo tudo à mão (Claro!).

 

 

  

 

 

A realidade nua e crua

Descontos, 03.09.14

Já algum vez leram um blog e se sentiram completamente incompetentes e monstrinhos por não terem qualquer organização e por não conseguirem fazer metade do que as outras pessoas conseguem fazer? 

 

Eu já me senti assim inúmeras vezes. 

 

Por isso, quando li um comentário tão terno da Margarida eu senti muito medo que me vejam como um ser perfeito, apenas capaz de coisas perfeitas e por isso consigo controlar tudo... em especial as minhas despesas. E acima de tudo, que se sintam inferiorizada por não replicar algo que escrevi. 

 

Por isso, deixo-vos algumas informações sobre mim:

... eu sou desorganizada e esquecida, por isso anoto tudo numa agenda, umas milhentas vezes;
... nunca cumpro todas as tarefas que planeio para o dia, o que me obriga a voltar a escrever no dia seguinte (tipo crianças: se erras, voltas a escrever até aprenderes);
... ontem fui arrumar a loiça da cozinha depois das 23h00 (e foi porque me obriguei);
... não tenho uma única peça de roupa passada a ferro EM TODA A CASA (passo o que vou vestir nessa manhã);
... esta semana deitei fora melancia que não comi ou transformei em gelado quando devia (pura preguiça);
... depois de várias idas ao supermercado, tive de ir voltar lá de propósito porque ia para acumulações e esquecia-me que o leite estava a acabar (e acabou);
... há mais de uma semana que não varro o chão da casa (sou o desterro das donas de casa);
... durante a promoção em material escrita/desenho, às tantas a minha cabeça fez curto-circuito e pensei que o cupão de €5.00 em €15.00 de material escolar era de 25% em todo o material escolar; acabei por trazer coisas sem desconto algum (se me tivesse limitado à lista de compras que fiz, isso não teria acontecido);
... em 3 dias já gastei €27.65, a saber:

€2.55 em pingos + bolos
€4.00 em puzzles para as miúdas (porque "estavam-tão-baratos-que-não-pude-resistir")
€1.00 numa camisola para uma das miúdas
€0.50 em estacionamento
€19.60 num almoço com a mamã descontos (que entretanto foi a minha casa levar €20.00, mas eu escondo-os no porta-moedas dela; claramente foi dela que herdei a teimosia)


Por outro lado,

  • tenho saúde para acudir a quem tem falta dela;
  • tenho frutos/legumes de um rico quintal (ainda por cima não tenho de ser eu a cuidar dele);
  • não deixo de passar tempo com as minhas sobrinhas para ficar em casa a passar a ferro (até porque não é por falta de tempo que a roupa não é passada... embora a desculpa seja muito tentadora);
  • tenho como pagar as minhas despesas;
  • tenho capacidade mental para anotar as despesas e me auto-corrigir (por vezes fico-me só pela auto-censura e volto a comprar outra maluquice... mas eu nunca disse que era perfeita).

Sabem o que é acho extraordinário, coisa de heróis e heroínas?

Uma pessoa que se levanta de manhã, prepara-se, prepara a marmita, prepara os lanches dos filhos, veste-os, dá-lhes o pequeno-almoço, certifica-se que eles o tomam, que lavam os dentes, que a mochila está preparada, que os leva à escola e tudo isso antes de começar as 8 horas de trabalho.

E que depois disso, chega a casa, faz o jantar, trata da roupa, ajuda os filhos com os deveres, certifica-se que eles fazem a sua higiene, que jantam correctamente, que se deitam a horas e preparam a roupa do dia seguinte.

E fazem isso todos os dias, sem expectativa de ter algo em troca, sequer um agradecimento.

Ou aquelas que são cuidadoras dos seu velhos ou dos seus doentes. 

 

 

Isso sim, são pessoas extraordinárias.

 

Um beijo enorme meus/minhas heróis/heroínas

Dia 1 a começar de novo

Descontos, 01.09.14
Adoro os dias 1 de cada mês. Começar do 1 é sempre renovador, potencializador de novos começos ou recomeços.

A agenda é recalibrada para o início do novo mês, faço balanços do mês anterior, transfiro as tarefas e os objectivos que tenho a cumprir.

Confesso que no mês de Agosto fiz férias até do meu registo e envelopes. Nada de registo, separação de rubricas, apenas o limite da conta a ordem (onde só tenho o dinheiro para o mês corrente) e o bom senso a balizarem-me.

Mas Setembro é tempo de retomar as tarefas. São hábitos importantes a manter. Estou completamente analógica: papel e caneta são as ferramentas da poupança. Na agenda já tenho duas páginas para despesas e receitas de Setembro com 4 colunas cada: descrição (ex: pequeno-almoço), rubrica (ex: restauração), saído de bolso (ex: €1.00), sub-total na rubrica (ex: €2.20).

Na minha lista de poupanças em Agosto estão acumulações em gel de banho (doações), acumulações em material escolar (stock, material para as sobrinhas e doações), acumulações em brinquedos (doações) e descontos em carne de aves e em gelados.

E porque eram férias, 4 bilhetes de cinema (dois filmes para mim) com reembolso de €20.00 (10+10) na compra de €30.00 (15+15) em compras no shopping o que fez com que a ida ao cinema ficasse grátis.

Ainda no entretenimento, aproveitei um voucher Sapo: €20.00 em filmes por €10.00 no Meo Videoclube (também acessível para quem não é Meo) e dois em Pizza Hut (um deles uma querida oferta).

Em casa aproveitei o que o quintal vai fornecendo (nomeadamente cozinhado para o congelador), fazendo a minha primeira granola caseira (correu medianamente) e aproveitando promoções em banana da madeira para gelados caseiros.

Hoje a minha lista de tarefas inclui dar a contagem do contador da electricidade, fazer iogurtes caseiros e arranjar um telemóvel usado (algum familiar terá um) para criar uma conta no OLX para a venda de livros técnicos usados.