Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Procrastinação

Descontos, 28.11.14

Quando não me apetece fazer algo, eu invento. Numa pausa e como não ser desenhar, escondi na minha agenda um desenho muito mal amanhado de uma casa que tem parcelas com valores para pintar. 

 

Foi assim que desmontei o meu objectivo de juntar €4.000,00 para reparar o telhado da minha casa. Infelizmente não me parece que seja possível juntar a quantia que necessito sem usar o fundo de emergência. Porém, seria muito pior se não o tivesse.

 

2014-11-28 14.46.51.jpg

 

Optimismo, pessimismo e algo pelo meio

Descontos, 28.11.14

Na pausa de almoço (com marmita), estava a ler as notícias mais recentes, nomeadamente sobre o facto de a União Europeia considerar que o governo português está a ser muito optimista e que faltam novas "medidas" de austeridade. Em suma, vamos ter austeridade, mas só quando os senhores do poleiro não o conseguirem evitar, por estarem a dourar a pílula por conta da eleições.


E leio que a "análise de mais de 25 milhões de doentes de cancro em 67 países, ao longo de 15 anos, conclui que há grandes assimetrias na sobrevivência" e que essa sobrevivência depende do país.


Por isso o meu Natal será frugal e ponderado. A lista de presentes está quase fechada e tem vários presentes caseiros. No próximo, terá mais.

 

Como disse, e bem, a Sandra, " é mais uma razão para não desistir, prevenir-me para uma próxima, porque acredito que vai chegar, infelizmente!! "

 

Mas é muito triste que estejamos a pagar por algo que não é culpa nossa. Nós trabalhamos pontualmente e pagamos os nossos impostos. Se os que nos governam fizessem o mesmo, não teriamos de cortar mais (nem sequer em presentes de natal) para pagar mais. Sim, porque na verdade estamos nós a poupar e eles a gastar.

 

Eu corto/poupo porque neste momento não consigo fazer mais que isto (a não ser votar). Mas esta culpa não é nossa, estes excessos não são nossos. E é aviltante que necessitemos de cortar mais.

A preparar 2015

Descontos, 21.11.14

Ao contrário das minhas expectativas, 2015 vai continuar a ser um ano com sistema de envelopes. Estou verdadeiramente a sentir-me bem com o sistema, mesmo com os percalços e com a consciência que falho em diversas rubricas. Ainda assim, funciona.

 

Um dos problemas que tive, ao implementar o sistema, foi a dificuldade de arranjar notas de €5.00 para ir enchendo os envelopes. Assim, comecei a preparação do próximo ano pagando várias despesas em notas grandes ;)  Basicamente estou a trocar notas que ainda tenho nos envelopes (não estou a levantar mais dinheiro para isso). 

 

Estou determinada a fazer de 2015 um ano de muito sucesso. 

 

Um modo procrastinação, a saltitar para o Natal - presentes caseiros

Descontos, 19.11.14

Como referi, ando frustrada com os presentes caseiros que não fiz e poderia ter feito. 

 

Exemplo 1

Um destes dois, para um rapaz de 8 anos. Ainda sou capaz de tentar fazer. 

aa.JPG

 

Fonte: homemadebyjill

aa.JPG

 Fonte: zitzmanfam

 

Inspirada nos posts da Joana Roque (um, dois) sobre como criar chocolates caseiros - pouco mais há a fazer que derreter chocolate - já comprei dois chocolates para experimentar.

 

Como falta pouco mais de um mês para o natal, também tenho de retomar os testes do "bolo rei" (mais bolo rainha porque não levará frutas cristalizadas) com frutose. O ano passado a coisa não correu muito bem, mas julgo que sei onde errei.  

 

Há alguém por aqui a preparar presentes caseiros? 

Um palmadinha nas costas

Descontos, 19.11.14

Este post não é nada mais que uma palmadinha nas costas - minha palmadinha, minhas costas. Tudo começou no que não escrevi:

- falta pouco mais de um mês para o Natal e o orçamento para presentes já está ultrapassado;

- tenho inúmeras ideias para presentes caseiros que me teriam poupado bastante se os tivesse executado (e isso deve-se apenas a falta de organização);

- este mês não tenho feito registo de despesas ou sequer utilizado os envelopes.

 

Tudo isto me assolou a mente numa noite difícil e depois de uma auto-crítica, que não estava a ser particularmente produtiva, decidi fazer uma pausa para reconhecer o que tenho feito e os seus resultados positivos.

 

Hoje decidi que é preferível não perder tempo a pensar no que correu mal e prosseguir com o que está a funcionar. O resto ficará para amanhã.

Bata "Doutora Brinquedos" por €1.00

Descontos, 14.11.14

A sobrinha mais nova adora a Doutora Brinquedos, melhor dizendo: está na fase em que adora a Doutora Brinquedos. Já tinha um "kit médica" (100% desconto) que não é da boneca, mas serve para o efeito. Só faltava a bata para o "fazer de conta" ficar completo.

 

Comprei uma camisa branca (tamanho 40) na Remar por €1.00 e o resto são imagens:

bata_doutora_brinquedos_1.JPG

Como fazer uma bata "Doutora Brinquedos" por €1.00:

 

Mini registo das minhas finanças pessoais

Descontos, 13.11.14

Quando um tema começa a dominar a vida das pessoas, não falta que aproveite esse momento para vender produtos. E não têm faltado produtos relacionados com a poupança e com a crise. Pessoalmente, não me faz sentido pagar para poupar. Porém, cada caso é um caso e eu não sou imune a comprar livros sobre poupança.

 

Uma das coisas que fiz há algum tempo foi um "mini registo das minhas finanças pessoais" que não é nada mais que um ficheiro Microsoft Word com algumas páginas chave que vou imprimindo à medida das minhas necessidades (até pode ser escrito em papel de rascunho). Para quem souber um pouco como trabalhar o ficheiro, pode rapidamente transformar-se num pequeno livro, é tudo uma questão de organizar as páginas e a forma de impressão.

 

Espero que vos seja útil.

 

 

MINI REGISTO.docx

 

 

 

A preparar-me para a época das constipações

Descontos, 11.11.14

Os narizes começam a pingar, as tosses começam a ouvir-se. Abriu a época das constipações e gripes. 

 

A questão da vacina - tomar ou não tomar - é uma escolha pessoal e há quem tenha argumentos bastante pertinentes para ambas as opções.

 

Para quem optar pela toma, tenho umas dicas (umas mais científicas que outras): a vacina da gripe é, na sua essência, uma injecção com vírus "adormecidos" para que o nosso corpo aprenda a defender-se deles.

Assim, antes da toma eu costumo ajudar na batalha com aumento do consumo de vitamina C (seja em frutos ou em comprimidos efervescentes). Se odeiam os comprimidos de vitamina C e acham muito agressivos para o estômago, então aqui vai a dica nº2: enquanto o comprimido efervesce no copo, comam 1 ou 2 bananas da Madeira. O estômago fica forradinho e a boca tão docinha que nem vão sentir o gosto do líquido. 

Usem as minhas sugestões por vossa conta e risco ;)

 

Quanto a anti-gripais, deixei-me disso há bastante tempo. Aqueles que têm cafeína são particularmente de evitar. Como me disse um médico há muito tempo, os medicamentos para esta altura são um medicamento com paracetamol (um dos mais conhecidos é o Ben-U-Ron) e um anti-histamínico para aliviar a parte nasal (embora existam estudos que evidenciam que estes últimos não são particularmente eficazes).

 

O que aprendi é que cada constipação é diferente. Uma ataca mais o nariz, outra a garganta. O importante é utilizar o medicamento com o princípio activo mais indicado para esse problema, em vez dos anti-gripais cuja composição pode ficar aquem das necessidades e que podem ter ingredientes "estimulantes" que apenas mascaram os sintomas. 

 

Assim, o que fiz foi questionar o meu médico quando aos medicamentos que deveria ter em casa para um SOS constipação: paracetamol, anti-histamínico de 2ª geração (não provoca sonolência) e sray nasal (água de mar). 

 

Quais são as vossas "armas" para a constipação simples? 

 

P.S. - A arma nº1 é água+sabão: lavar as mãos com frequência, quando estamos fora de casa e podemos tocar em objectos (por exemplo puxadores de porta) infectados.

Como ganhei €100 em 5 horas: a minha experiência Promofans

Descontos, 03.11.14

Fácil!

Fiquei fiquei 5h30 numa fila, sem almoçar, beber uma gota de água ou ir à casa de banho. Meus senhores e minhas senhoras, bem-vindas ao extreme poupança!

 

No passado sábado, uma promoção da Promofans devolvia 40% do valor gasto em (quase) todas as lojas do shopping. Eu nunca tinha participado numa destas promoções e também não preparei a ida a esta. Confesso que foi um impulso, ou inocência, ou parvoeira. E quando me perguntaram se ia almoçar, eu respondi "claro!". Sinceramente pensei que ficasse uma a duas horas numa fila e nada mais.

 

A razão da aventura é que eu tinha cerca de 100 euros em cartões e cheques presentes para gastar até ao final do ano, já que eram presente do natal passado (eu não vos digo que sou poupadinha?). Por isso, gastar €100 e ver devolvidos €40 era irresistível.

 

Quando cheguei pelas 9h30 já existia uma fila apesar de as lojas apenas abrirem às 10h00. Uma loja abrira antes e havia também quem já tivesse parceiros (um faz as compras e o outro fica na fila). Eu andei a passear-me até às 11h00-11h30 (que inteligente, que sou, não é?).

 

Fui para a fila e pensei "é melhor avisar de não esperem por mim para almoçar, eu como quando chegar". Fiquei na fila até às 17h00.

 

Porquê as 5h30? Porque a partir de determinada altura, já investimos tanto tempo que não equacionamos desistir, porque achamos sempre que a partir de determinado momento a fila andará mais rápida e porque convenci os meus pais a aproveitarem a promoção para substituir um mini forno. 

 

Em suma, depois de 5h30 lá recebi os 100 euros em talões para gastar no shopping. 

 

Foi a primeira e provavelmente a última vez. Ou simplesmente a última vez que vou tão pouco preparada ;)