Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Sobre a consolidação de créditos

Descontos, 29.03.15

Ouvi há bastante tempo uma expressão que explicava perfeitamente a consolidação de créditos: para sair de um buraco, não se cava um buraco maior.

 

Sabem o que recebo, com frequência? Emails a propor-me parcerias ou pagamentos em troco da publicação de textos com links para empresas ou sites que divulgam ou oferecem esse tipo de serviços. 

 

E se eu recebo, outros blogs/sites receberão também. O facto de eu recusar, não significa que outros recusem. Por favor sejam críticos, quando lêem informação na internet. 

 

Não há soluções milagrosas para pagar dívidas, apenas trabalho árduo e perseverança. E o euromilhões claro... Alguém tem por aí a antevisão dos números de próximo sorteio?

 

 

Granola caseira

Descontos, 29.03.15

Os meus cereais são corn flakes sem açúcar, aveia e granola.

IMG_20150329_123543.jpg 

A granola é, no fundo, uma mistura de cereais e sementes que é levada ao forno para tostar com um pouco de gordura e um elemento adoçante. Há tantas receitas quantos os gostos pessoais de quem come.

 

Eu gosto da receita do blog Pecado da Gula porque foi a primeira em que vi os elementos desmontados: X de aveia, Y de sementes, Z de frutas secas. Essa explicação permitiu-me adaptar a receita ao que gosto e ao que tenho em casa. 

 

Por vezes tenho ingredientes comprados a granel - ao meu gosto, noutras basta adicionar um saco com mistura de frutos secos que comprei em promoção. Na verdade, ficaria bastante bom só com a aveia tostada. Para variar e para adoçar um pouco o dente. 

 

Importam-se que eu me esqueça que Março existiu?

Descontos, 29.03.15

Março é o mês terribilis.

Aniversários para organizar, cozinhar e presentes para tratar. Ainda por cima tentei transitar para um porta-moedas mais pequeno e acabei por misturar "envelopes".

Em suma, estas e outras desculpas.

Ultrapassei o orçamento nas rubricas: restauração, maluquices, presentes e até electricidade.  

Com a brincadeira do porta-moedas até fui às compras sem o cartão Continente e acabei por pagar compras quando tinha dinheiro em cartão.

 

Não posso deixar de constatar que continuo a não encontrar a motivação e disciplina para cumprir objectivos. Isso angustia-me porque se reflecte em vários aspectos da minha vida. 

 

Tento manter-me positiva: 

- tenho consciência do que gastei e ainda assim gastei menos do que no passado

- tenho cerca de 20 euros de dinheiro em cartão cliente

- tenho cerca de 150 euros em cartões e cheques presentes de natal e aniversário

- consegui um lote de roupa usada para as miúdas

- tive boas notícias no que respeita a saúde

- fiz boas trocas e consegui bons livros

Um laço

Descontos, 29.03.15

  

Ontem finalmente voltei a pegar nos crafts. Fiz uma bandele com um laço, um projecto de 5 minutos que andava a ser adiado há 4 meses. 

 

O tutorial é do blog Oliver+S e os moldes estão aqui. Mais simples é impossível.

Eu e os livros

Descontos, 22.03.15

A compra de livros sempre foi o meu calcanhar de Aquiles. Compras impulsivas de livros que ficam nas estantes por ler. Há cerca de um ano tomei uma decisão: não comprar novos livros sem que lesse os que tenho nas estantes. Faz parte do meu auto-desafio de 101 coisas em 1001 dias.

 

Mas comprei livros. Comprei livros relacionados com "poupança", livros para as miúdas e para mim (usados, mas que custaram dinheiro). 

 

Embora tenha falhado na resolução, a consciência de não comprar, de procurar alternativas (nomeadamente com trocas de livros), de ler o que tenho passou a estar presente. 

 

Mas e os livros mais recentes? Os mais "desejados"? Confesso que não tenho sentido essa necessidade, mas ainda assim a curiosidade levou-me a procurar alguns, dos mais procurados, numa biblioteca municipal.

 

Utilizei como referência a lista de mais procurados, por categoria, do Winkingbooks. Fui procurando apenas os 3 mais procurados de cada uma e fiquei chocada com a oferta. Era raro encontrar uma categoria em que faltasse um três livros mais procurados no catálogo da biblioteca local.

 

O sentimento de privação resolveu-se com uma pequena pesquisa. Agora sei onde posso encontrar vários dos livros que quero ler, sem que gaste dinheiro neles ou ocupem espaço de estante.

 

Mais, já encontrei bastantes obras contemporâneas em versão audiobook.

 

Organizar números de contribuinte

Descontos, 10.03.15

A probabilidade de terem este problema é diminuta. A verdade é que eu tenho de fazer compras/pagamentos diversos:

- farmácia e supermercado para pais;

- material escolar para sobrinhas;

- empresa do meu irmão;

- empresa para a qual trabalho;

e ainda os números de uma associação que conferem descontos na farmácia.

 

Eu tinha tudo muito organizado na agenda (em papel), mas a verdade é que muitas vezes não a tinha comigo ou era trabalhoso tirá-la da carteira e abri-la (a preguiça é tramada). Também poderia colocar no telemóvel, mas pescá-lo é frequentemente mais difícil. Pelo menos a agenda é mais fácil de encontrar na carteira.... é maior.

 

Até que me ocorreu que o melhor local é no porta-moedas porque é no momento de pagamento que vou precisar deles. Decidi simplificar e plastifiquei um post it com fita cola.

Simples mas eficaz.


DSC_0020.JPG

 

Diário das minhas finanças pessoais - 10/2015

Descontos, 09.03.15

O mês de Março é - inevitavelmente - o mais complicado para as minhas finanças pessoais: revisão e inspecção do carro e uma boa dose de aniversários. 

As despesas com o carro, para já, sairam do salário mensal e não do respectivo envelope. A verdade é que a reparação que se segue provavelmente irá "comer" todo o envelope. Vou esperar.

 

Supermercado

Gastei €13.65 mas os aniversários ainda irão pesar nesta rubrica.

 

Maluquices

Portei-me muito bem e só gastei €0.39 para enviar um livro para as trocas. Quero poupar esta rubrica para ir ao cinema. Planeio utilizar a promoção Yorn e ir ver um filme por €3.00.

 

Restauração

Uma desgraça. Umas saídas com a minha mãe e lá se foram os €10.00 que havia poupado de semanas anteriores. Gastei €17.25 numa rubrica que mistura restauração/trabalho e restauração/lazer. Mas a verdade é que o maior peso desta rubrica está a ser o facto de ter redescoberto pequenos almoços com bolos. Tenho de rapidamente inverter a situação. 

 

De resto, os pagamentos habituais: gasolina, estacionamento e telemóvel.

 

Outras poupanças:

- depois de ter riscado uma carteira com esferográfica, fui em busca de solução na internet: esfregar com um pouco de álcool foi a solução que resultou comigo;

- desentupi a banca da cozinha com a "minha" receita caseira: vinagre, bicarbonato de sódio e água quente;

- vendi bastantes itens usados (livros e DVD) pelo que já pude enviar €150.00 para a minha poupança especial: arranja o telhado ou chove-te em casa.

DSC_0016.JPG

Entretenimento em casa: começou uma série (para mim) muito boa na RTP2, pelas 22h00, de 2ª à 6ª: Os influentes. Se a apanharem hoje (3º episódio) ainda vão a tempo.

Poupar para maluquices

Descontos, 03.03.15

Quando pensei na rubrica maluquices, com €10.00 para gastar por mês, sem culpas, ocorreu-me materiais para bricolagem, revistas, livros, material de escritório (perfeitamente fútil e dispensável), cinema, etc...

 

Porém, confesso que começo a sentir falta de uma rubrica maior para poder poupar para itens de maior valor. Não estou a pensar em nada, nem estou a planear nada. Mas e se...? 

 

Como poupam para grandes compras que não são verdadeiramente necessárias? Utilizam dinheiro extra (por exemplo um subsídio) ou começam a poupar quando realmente têm um objectivo?