Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais - 11 a 15 Janeiro

Descontos, 20.01.16

Na semana passada gastei um total de €25.38:

Supermercado: €0.64

Restauração: €9.95

Vestuário: €0.00 (compra de roupa interior com cartão presente com prazo de validade a terminar)

Miúdas: €7.80

Casa: €3.99

Maluquices: €3.00

 

Claramente houve desperdício porque os €9.95 são uma ida a uma cadeia de fast food, pingos, torradas e bolos.

Nas maluquices há um registo do euromilhões, o que basicamente é igual a deitar dinheiro ao lixo. Bolas!

 

Os gastos com as miúdas e casa são, foram quase todos para comprar garrafas reutilizáveis e isso é um investimento em poupança futura. 

 

A minha melhor compra da semana foi uma cópia do Diário de Anne Frank, por €1.00 numa loja social. Um achado! Apercebi-me que compro todas as cópias usadas que vou encontrando (a este preço, claro) e tenho sempre a quem oferecer um.

Crédito para puxar, encher ou retocar

Descontos, 17.01.16

A propósito do post da Beatriz, recordei-me de uma carta que recebi do meu banco a propor-me um crédito pessoal para cirurgias plásticas. É verdade... o crédito era bastante específico. Um folheto muito colorido e um formulário pré-preenchido, se a memória não me falha.

 

Na altura, ainda por cima, tinha outra dívida pessoal e rendimentos erráticos.

 

Rasguei de imediato a carta e esqueci o assunto... pelo menos até receber um telefonema do meu banco a perguntar-me se já a tinha recebido e se estava interessada. 

 

O telefonema foi muito curto, já que apenas permiti que a conversa seguisse os seguintes tópicos: acha que preciso de uma cirurgia plástica? O que me sugere? 

 

Nunca mais recebi telefonemas a propor-me créditos ;)

Contas-poupança e outras poupanças

Descontos, 16.01.16

O programa Contas Poupança da SIC é um que nunca perco. Esta semana, abordou-se o investimento em depósitos a prazo e os seus actuais e ridículos juros.

 pf1.JPG 

A frase é de um especialista financeiro que considerava a hipótese de um montante de €5.000 numa conta a prazo durante 1 ano, à taxa de juros de 1%.

 

Realmente, se ainda estão a pagar despesas bancárias, é tempo de considerarem as alternativas:

- procurar no próprio banco um diferente tipo de conta, sem custos de manutenção ou com baixos custos de manutenção;

- procurar um outro banco, que não cobre despesas bancárias (eu só conheço o ActivoBank, do grupo BCP);

- considerarem uma conta de serviços mínimos bancários.

 

pf2.JPG

 

Concordo e discordo. As pequenas despesas diárias, no final do mês não são tão pequenas assim. E para baixos rendimentos, uma poupança pequenina é o possível e esse possível é muito melhor que zero de poupança.

Mais, para muitas pessoas, essas pequenas poupanças é o que permitirá ter acesso a algumas experiências ou bens de maior valor. 

Eu acredito no valor de cada cêntimo. No grão a grão da poupança.

Por outro, lado, é importante pensar naquilo em que poupamos, em detrimento daquilo que gastamos. Faz sentido poupar cêntimos nos alimentos e depois gastar um salário mínimo nacional num telemóvel?

 pf3.JPG 

As contas são fáceis de fazer: se colocarem o vosso dinheiro numa conta-poupança, dificilmente conseguem 1% de juros. Se comprarem um produto com crédito pessoal, os juros podem ir de cerca de 10% a 20% (em cartões de crédito).

 

Imaginem que conseguem poupar €100/mês. Vão ter de poupar durante cerca de 4 anos para atingir o valor de €5.000. Porém, se pedirem um crédito pessoal para esse valor com uma taxa de juro de 12%, então precisarão de poupar os €100/mês durante 73 meses. Ou seja, os vossos €5.000 vão custar mais €2300 euros (mais dois anos). 

 

Não inventei, retirei a informação de um simulador online de crédito pessoal. 

credito.JPG

 

Diário das minhas finanças pessoais - 1/2016

Descontos, 12.01.16

Até ao dia 5 não gastei nada, daí que este seja o primeiro "diário" semanal de 2016 (5 a 10 Janeiro).

 

Tenho mantido o registo diário das minhas compras, o que já não é mau. No total, gastei €91.42:

  • €5.75, presentes
  • €0.75, maluquices
  • €34.67, carro
  • €3.10, restauração
  • €47,15, supermercado

Os gastos com carro incluem gasolina e €11.00 para comprar umas capas usadas para os bancos. 

Já a despesa de supermercado foi apenas para os ingredientes de uma festa familiar, o que não é nada bom para o orçamento. Na verdade, são os custos de não planear e não cozinhar.

Acresce que planeei Fevereiro como um mês sem compras (excepto €20.00 para fruta).

 

Entretanto, estou a receber imensos pedidos de esclarecimento para itens que tenho à venda num site de usados. Espero que os contactos se traduzam em vendas. 

Pentear macacos ou como fazer dinheiro no You Tube

Descontos, 09.01.16

Há dias tive conhecimento de uma moda chamada ASMR que, pelas leituras que fiz, não passa de uma pseudo-ciência baseada nos nossos instintos de primatas. 

 

Eu explico. Há quem faça vídeos cujo tema principal é o som de cabelo a ser penteado. Juro!!! Ri-me a bom rir, até ver o número de visualizações... 1 a 3 milhões de visualizações.  

 

No fundo, estes youtubers descobriram que afinal somos todos macacos e estarão a ganhar muito dinheiro com isso.

 

Assim, se procuravam um nicho de mercado para começarem o vosso império no You Tube, aqui fica a dica. 

 

Já agora, aproveito para dizer que já ouvi estes dois vídeos, enquanto trabalhava no computador, mais vezes do que gostaria de admitir. 

Grooming_monkeys_PLW_edit.jpg

 

 

 

 

 

 

 

O meu mealheiro de Natal

Descontos, 08.01.16

Como havia referido, estou a tentar poupar dos meus envelopes menos desejados: restauração, miúdas e maluquices. O primeiro por causa da saúde e os dois finais por causa das compras impulsivas e raramente úteis. 

 

Assim, o que poupar desses envelopes, terá como objectivo financiar um mini mealheiro de €50 para um espectáculo natalício (teatro, espectáculo no gelo, etc...) com a pequenada (bilhetes mais refeição). 

 

É uma ferramenta de motivação, com direito a pintar quadradinhos e tudo. A vermelho natalício, claro.

DSCF0003 (1).jpg

Uma explicação sobre os efeitos aplicados na foto: a neve é para disfarçar a sujidade do ecrã e o boneco de neve esconde o reflexo do flash da máquina fotográfica ;)

Como baixar a mensalidade de fornecimento de serviços (republicação)

Descontos, 06.01.16

O ano está a terminar e é sempre uma altura em que parece dificil evitar o cliché de olhar para trás e fazer balanços. Hoje, depois de uma conversa que foi reforçada por um post, fiquei a pensar em pontos marcantes deste meu percurso para a paz financeira. 

 

Depois de um episódio da Oprah, vi pessoas endividadas a contactar empresas de crédito, pedindo que baixassem taxas de juro ou taxas de utilização. Isso inspirou-me a tentar o mesmo junto empresa de fornecimento de telefone e televisão paga. Com um único telefonema para cada uma das entidades, baixei a prestação mensal em ambos os serviços. Poupança imediata de 2 x €5.00 euros mensais.

 

Não é preciso muito e podem fazer isto hoje mesmo em 3 passos.

 

Como baixar a mensalidade de fornecimento de serviços

 

1. Trabalho prévio (facultativo)

Consultem as páginas dos diversos fornecedores e comparem os preços. Se puderem dizer ao vosso fornecedor que existem outras ofertas mais económicas, isso irá ajudar.

 

2. Juntem a documentação necessária

Provavelmente a factura terá todos os dados necessários (número de cliente e afins).

 

3. Peguem no telefone e sentem-se confortavelmente

Basta ligar e explicar que estão a repensar o contrato de fornecimento, perguntando se não existem alternativas mais económicas. Também podem ser mais radicais e simplesmente perguntarem quais os formalismos e prazos para terminar o contrato - é inevitável serem reencaminhadas/os para o departamento comercial. 

 

 

Com esta estratégia já consegui pacotes de chamadas gratuitas, descontos nas prestações e aumento da velocidade de internet. 

 

Adoraria ler os vossos testemunhos com esta estratégia. Boa sorte! 

 

(Republicação - publicação inicial em 27.12.2013)

Recadinhos

Descontos, 06.01.16

Querido diário, 

estou muito feliz porque 5 de Janeiro foi primeiro dia de 2016 em que gastei dinheiro: um presente de aniversário, um pingo e um selo. 

 

Cara Ariana,

pedómetro a caminho.

 

Cara Descontos, 

agora que levas a marmita para o almoço e a garrafa térmica com leite e café, vê lá se não andas a gastar dinheiro em porcarias.

Pág. 1/2