Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Fazer dos passeios na praia uma fonte de rendimento

Descontos, 27.07.16

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…” 

Nox (não é Fernando Pessoa) 

Pebbleswithquarzite.jpg

Sean the Spook

 

 

Antes que me questionem sobre o tópico, a resposta à pergunta - é legal apanhar pedras na praia? - é: não sei. 

 

Recordo-me que houve algumas questões a serem levantadas, quando mencionei a possibilidade de apanhar galhos de madeira na praia, para aquecimento. Recordo a resposta que obtive do departamento com competências na área do ambiente da GNR (fala de galhos no final). 

 

Porém, não poderia deixar de destacar um texto, em que tropecei recentemente, que fala de uma pessoa que começou a vender pedaços de vidro que dão à costa, e que ficam naturalmente polidos, tornando-os apetecíveis para trabalhos de joalharia. 

 

Aparentemente há um mercado para diferentes cores e tipos de vidros, e esse permite-lhe ganhar uma média de 65 dólares por semana. Nada mau.

 

Se forem às lojas Etsy, que é um mercado online vocacionado para a artesanato, encontram também um bom leque de produtos que poderiam ser vendidos: pedaços de madeira natural, pedras do mar, etc. Por exemplo, tudo que seja em forma de coração, é mais valioso.

 

Em suma, o que mais me surpreendeu é que esta pessoa fez um negócio de um passatempo que está ao alcance de todos. Olhou para o banal e viu nisso uma forma de obter rendimento extra. 

Não sei se vos impressionou, mas garanto que quando fui passear na praia, olhei para aquele monte de pedras com outros olhos.

 

Investimento para pobres, segundo Bill Gates

Descontos, 22.07.16

Bill Gates não é só o homem mais rico do mundo (ou era), é também um filantropo que acaba de anunciar um investimento de 5 mil milhões (5.000.000.000) de dólares em projectos de desenvolvimento em África. 

 

Recentemente, escreveu no seu blog que, se vivesse com 2 dólares por dia (cerca de 1 bilião de pessoas vive com esse orçamento), investiria em galinhas.

 

Os seus argumentos são:

  • são fáceis e económicas de manter;
  • são um bom investimento (em carne, ovos e com bom potencial de multiplicação);
  • são uma fonte de saúde (porque os ovos são ricos em proteína e nutrientes, podendo ser uma forma de combater a má nutrição que é uma realidade para muitos);
  • são uma forma de empoderar mulheres (porque são uma animal pequeno, de fácil manutenção e que geralmente é criado junto à habitação).

Por falar em investimentos, é precisamente um dos projectos da sua fundação: conseguir aumentar o mercado/sistema de galinhas vacinadas e adequadas ao local onde estão instaladas, ao mesmo tempo que cria condições para que agricultores tenham um mercado para a sua produção de ração de galinhas. 

 

As galinhas como ferramenta de combate à pobreza não é uma ideia nova, mas é boa.

Planear o Natal em Janeiro - 539 dias depois

Descontos, 09.07.16

Ainda a tentar terminar este projecto de Natal, na esperança que fique pronto a tempo do aniversário. 

 

É o meu problema, muitos projecto mas pouca execução. É algo que gostaria de colmatar porque, no que respeita a presentes para miúdos, até sei que posso fazer melhor do que encontraria numa loja. 

 

Não porque EU seja melhor, mas porque existem artesãs/ãos com mais talento que muitas empresas de brinquedos, que generosamente partilham os moldes e instruções como executar. E garanto que não é preciso muito talento para cortar feltro. 

 

A minha pequena adição ao projecto é a Ponte D. Luís, já que não existe nenhum monumento português neste magnífico mapa mundo.

DSCF1253b.jpg

1.JPG

 http://www.imagineourlife.com

Controlar maus hábitos

Descontos, 07.07.16

Sabem aquele meu probleminha com a restauração? Claramente o truque de me motivar com o frasco "experiência de natal" não está a ser suficiente. 

 

Aliás, para amanhã tenho zero euros da minha semanada de €10.00 para restauração.

O ponto baixo, esta semana, foi deitar fora leite com café que tinha colocado na garrafa térmica porque me esqueci dele e fui ao café beber um sumo e comer um bolo. 

 

Por isso decidi aumentar o incentivo e estou MUITOOOOOO motivada. 

 

Preparadas/os?

Capturar.JPG

Vou oferecer-me serviços de limpeza com a poupança da restauração. Ocorreu-me que a primeira coisa que faria, se ganhasse o euromilhões, seria nunca mais pegar no ferro de engomar ou num aspirador PARA O RESTO DA MINHA VIDA.

 

No meu orçamento, serviços de limpeza pagos são um luxo, pelo que não me ocorre melhor incentivo.

 

Só tenho de poupar €15 euros para terminar o frasco! 

Mealheiro experiências de Natal

Descontos, 04.07.16

DSCF1225.JPG 

Recordam-se do meu mealheiro "experiências de Natal"?

O objectivo nº 1 era poupar €50 para uma ida ao cinema, teatro, musical ou algo do género com a pequena, nas férias natalícias.

O objectivo nº2 era gastar menos em restauração, já que este frasco só se enche com a poupança da minha semanada de €10.00. 

€50 em 50 semanas (para ter em meados de Dezembro) supostamente seria fácil. Só teria de poupar €1.00/semana. Mas têm sido mais os incrementos pontuais de 3 ou mais euros que propriamente uma poupança regular, que têm permitido chegar ao valor actual. 

 

Amanhã vou ter um almoço de trabalho... lá se vão os €10 semanais. 

 

Ainda assim, é mais um exemplo que uma pequena poupança poderá fazer uma grande diferença no final do ano. Grão a grão...

Encher envelopes

Descontos, 02.07.16

Como sabem, estou rendida ao sistema de envelopes. Eu, que nunca consegui implementar um orçamento, estou a conseguir gastar por rubricas.

 

Encher os envelopes é, para mim, uma forma de me motivar a poupar. É muito divertido chegar ao final do mês e começar a adiantar as verbas. 

 

É uma espécie de bola de neve. As verbas mensais dos envelopes que já completei, servirão para adiantar outros envelopes. 

WP_20160701_007.jpg

Entretenho-me a fazer as contas... quanto ainda preciso para completar o ano? É um auto-desafio.

 

Mas também vejo os problemas. O meu orçamento de Julho a Dezembro para electricidade é de €330. Parece-me quase impossível que essa verba seja suficiente para pagar os próximos 6 meses.

 

E será que vou só gastar €75.00 em prendas? Considerando que já estou com €29 em saldo negativo, isso significa que, para cumprir o orçamento, só poderia gastar €46. Altamente improvável.

 

Independentemente de tudo, para mim, antecipar permite-me fazer ajustes. Mas também dar-me alguma folga para imprevistos futuros, ou até para o que eu sei que aí virá. E porque não, também sonhar com pequenos sucessos.

 

Diário das minhas finanças pessoais - Junho

Descontos, 01.07.16

fde.JPG 

Finalmente consegui colocar o meu fundo de emergência nos €1000,00. Faltavam apenas €76.64 e este mês consegui poupar esse valor.

 

O meu total de poupança, em Junho, foi de €185.09 o que não é propriamente impressionante, se considerarmos que recebi cerca de €100 extra. 

 

Ora, como sobraram €108.45, decidi colocá-los nos meus envelopes:

- 50 euros no envelope material escolar > orçamento anual completo

- 50 euros no envelope casa > orçamento anual completo

- 5 euros > vestuário

 

Também terminou em Junho o envelope férias. Poupei €25 extra durante 6 meses, para ter €150 euros para gastar em livremente em algumas viagens.

 

Espero não estourar o dinheiro em gelados.