Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Orçamento de férias

1.jpeg

 

Não sei se se recordam, mas durante os primeiros 6 meses de 2016 fiz uma mini poupança para as férias. O meu objectivo era poupar €150. Um orçamento pequenino, mas está ao nível do tipo de férias que faço. 

 

Não tenho um resumo pormenorizado do que gastei durante as férias, mas o objectivo não era esse. Tinha o envelope e decidi destralhar o registo de despesas - férias são férias.

 

Os maiores gastos são mesmo em gasolina e portagens. Na verdade, pelas minhas contas, gastei mais de 120 euros nessas despesas - viagem ao Pinhão + a viagem a Santarém.

 

Feitas as contas, depois de somar o que tinha gasto fora do envelope de férias em Agosto + o que ultrapassei em Setembro, concluo que um valor mais realista para as minhas férias é de €200.

 

O valor deverá cobrir as despesas com dois grandes passeios + 1 ida ao cinema + refeições e extras. 

 

Por isso, vou já começar um envelope para as férias de 2017 com €16/mês.

Um passeio com muito calor no distrito de Santarém

Quando planeei a viagem, a previsão de tempo era para céu nublado e temperaturas a rondar os 24ºC. Mas o avançar da semana revelou temperaturas altas... altíssimas para a menina do litoral que há em mim. 

 

O passeio consistiu em visitar o Convento de Cristo em Tomar, o Castelo de Almourol em Vila Nova da Barquinha e Constância.

DSC_0004.JPG

 

Saímos do Porto muito cedo e só parámos em Tomar, junto ao Convento de Cristo. Não foi intencional, mas ao entrar na A13 fui confrontada com a inexistência de estações de serviço e muitas, muitas portagens virtuais.

Assim que chegamos, um reforço do pequeno almoço (bendita cafeína). Por ser o 1º domingo do mês, as entradas foram gratuitas. Mas o parque de estacionamento é pago (€1.80 / 2 horas), embora numa rua mais abaixo, tenha visto carros estacionados na berma. 

 

O que mais me impressionou no local foi uma estrutura que nunca tinha visto num espaço religioso, chamado charola. 

Tomar_-_Convento_de_Cristo_-_Charola_(2).jpg

 

Imagem: wikipédia

 

Depois, achei curioso ser confrontada com uma enorme "janela manuelina". A mesma que está em todos os manuais escolares e que sempre imaginei como sendo pequenina. 

DSC_0036.jpg

 

E vi gárgulas, muitas gárgulas...

DSC_0041.jpg

O local é magnífico e a pequenada adorou explorar, as escadas e o fresco da pedra é muito agradável.

 

Seguimos para o almoço. Tinha a morada para três locais muito próximos (a 5 minutos do convento): 2 churrasqueiras e 1 cadeia de fast food. Adivinhem o que a pequenada escolheu. ;)

 

Depois do almoço e de nos besuntarmos com o reforço do protector solar, avançamos para o Castelo de Almourol. Optamos pela visita não guiada (só travessia de barco, por €2.50/pessoa) por insegurança quanto a se chegaríamos a tempo. 

DSC_0084.jpg

A pequenada adorou, subiram à torre e sobreviveram. Eu confesso que não consegui, já a acusar os 38º que "sofri" no local. 

A visita seguinte foi à cafetaria do castelo, para uma pausa para gelados.

 

Uma das coisas que verifiquei é que levei muito pouca água para esse dia. Acabei por comprar uma garrafa de 1.5L fresca e gastar outra que me foi dada por uma amiga mais previdente. 

Uma boa estratégia, foi congelar metade da água das garrafas. Foram descongelado durante a manhã e assim a água ficou fresca durante mais tempo.

 

Depois seguimos para Constância, uma adorável vila que me pareceu estranhamente deserta. A pequenada aproveitou para um banho no Rio Zêzere. 

DSC_0108.jpg

 

Tive pena de já não ter tempo para visitar o Jardim-Horto de Camões.

 

Curiosamente, e apesar de terem um orçamento de €5.00/cada, para comprar uma lembrança, nenhuma das miúdas quis o que havia para vender. Menos tralhas.

 

Gastei €40 euros em gasolina e €31 em portagens. Não contabilizei os restantes gastos, limitando-me a utilizar o dinheiro do envelope férias. No final, tive de repor €15.00.

Diário das minhas finanças pessoais - Agosto (corrigido)

Capturar.JPG

Por lapso, coloquei uma parcela de €30.12 na rubrica de vestuário quando era de supermercado. Fica a correcção. 

 

Devo confessar que é possível que estas contas estejam aldrabadas. Por exemplo, eu fiz uma viagem que deveria ter metido nas contas de férias e esqueci-me, pelo que está algures na restauração e gasolina. Também ainda não tenho as despesas de carro com portagens.

 

Paciência, de um lado ou outro, o dinheiro é meu. Mas a verdade é que, em Agosto, poupei menos de 10 euros. 

 

Mas nem tudo são más notícias. A minha poupançazinha nas rubricas de restauração + maluquices fez com que o meu mealheiro de natal chegasse aos €47.00. Já só faltam €3.00 para atingir o meu objectivo final.

 

Este mês de Agosto trouxe algumas novidades às minhas finanças pessoais. Infelizmente, nem todas são boas. Mas prometo que depois vos conto tudo.

Pág. 5/5