Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais - Janeiro

Descontos, 31.01.17

E Janeiro já se foi...

 

Este mês tem sido de altos e baixos. 

 

Começando pelos baixos:

1. Como já tinha referido, bastou-me um dia para descarrilar alguns envelopes.

2. Ultrapassei o orçamento de diversos envelopes: miúdas - €9.18; prendas - €18.00; electricidade - €89.30; presentes - €18; carro - €19.98; supermercado - €2.27

3. Tive uma despesa não prevista que terá de entrar em donativos, de €66.

 

Os altos:

1. Consegui poupar €4.03 em restauração (e este mês isso inclui um jantar de aniversário de €20) + €5.60 em maluquices, o que significa que consigo cobrir o saldo negativo em miúdas ;)

2. Com excepção do jantar de aniversário, todas as refeições foram em casa ou preparadas em casa;

3. Só comprei um livro, por €1;

4. Vendi €13.38 de tralhas;

5. Recebi de reembolsos: €8.56;

6. Continuo com zero dívidas e "paguei" todos os envelopes de poupança;

1.jpg

 

Feitas as contas, sobraram cerca de €110, mas isso não são boas notícias.

Como decidi mudar o escalão de descontos para a reforma, e ainda estou em fase de processamento, não paguei este mês os €200 habituais. 

Ou seja, entre a despesa extra de €66 e o saldo negativo da electricidade, o mês iria terminaria com saldo negativo.

 

Os €110 vão direitinhos para o envelope electricidade. Com o frio que tem estado, é altamente improvável que a conta de Março seja muito diferente da que recebi agora.

 

Continuo determinada.

Desafio: 1 ano sem comprar vestuário e calçado

Descontos, 26.01.17

Hoje tropecei num post muito interessante para quem está a procurar comprar menos vestuário, e/ou a procurar fazê-lo de forma mais intencional. 

 

O post sugere que façamos uma lista de itens a comprar, com coluna para a categoria (essencial, básico, sasonal), tipo de peça (camisola, casaco...), tipo de tecido, cor, modelo (justo, largo...) e margem de preço.

 

1.jpg

 No mínimo, ao fazer esta lista, somos abrigados/as a refletir sobre o que temos e realmente precisamos.

 

Recordo também estes posts:

Decidi comprar roupa da forma correcta - I

Decidi comprar roupa da forma correcta - II

Decidi comprar roupa da forma correcta - III

O nosso sistema nacional de saúde

Descontos, 26.01.17

Nos últimos dias tenho lido e ouvido muito sobre o sistema de saúde nos EUA, por razões óbvias. Não posso deixar de pensar que felizmente estamos muito melhor. 

 

Ontem, fiquei a saber que o Texas tem o maior índice de mortalidade materna dos mundo desenvolvido; que a mesma duplicou depois de terem cortado o financiamento a clínicas de medicina pré-natal (que no fundo servem os mais pobres, que não têm acesso a seguro de saúde ou que não podem incluir essa cobertura, por causa do aumento no prémio).

 

 

As mortes duplicaram em 2011-2012, o que é absolutamente chocante. Os únicos países com semelhantes aumentos nesse período foram o Afeganistão, República do Botswana e a República de Chade. (fonte)

 

Daqui retiro a lição de que, devemos sempre resistir a cortes na saúde. É que no final, parece que acabamos por pagar com a vida.

Blogs de finanças pessoais

Descontos, 26.01.17

Sei que pode parecer estranho, mas ter alguém = vós, a quem prestar contas, tem sido uma das estratégias mais eficazes para continuar a comprar e a cumprir o orçamento. 

 

Pensam que eu gosto de dizer que este mês voltei a falhar, depois de 5 anos a publicar as minhas estratégias de poupança? Pelo menos reconheço-me a disciplina de continuar a tentar, de publicar sucessos e falhanços, a ser honesta quanto ao que faço. 

 

Por isso, é com satisfação que dou de caras com alguns blogs a fazer o mesmo percurso. Passem lá para dar uma ajudinha. Por vezes, o melhor incentivo é saber que alguém está do outro lado a torcer pelos nossos sucessos e a perdoar os nossos erros, incentivando-nos a continuar. Funcionou comigo.

 

Se conhecerem outros exemplos, não deixem de partilhar.

 

http://umdiaganhojuizo.blogs.sapo.pt

https://contasavida360.wordpress.com

http://apoio-gorduchitas.blogspot.pt

www.queremlaver.blogs.sapo.pt

Desafio: não comprar vestuário durante um ano

Descontos, 23.01.17

Acabei de fazer a resolução de não comprar vestuário no próximo ano (resolução passados 20 dias do inicio do novo ano ainda conta, não conta?). Embora só compre roupa e calçado nos saldos e com bastante desconto (pois permite-me comprar de melhor qualidade que, à partida, vai durar mais), dei-me ao trabalho de registar todas as compras feitas no último ano neste campo e o resultado quase me fez chorar: perto de 500 eur!

É certo que o trabalho exige algum cuidado na hora de vestir (algo formal) e que toda a minha roupa cabe num armário de 2 portas dos pequenos e antigos, mas mesmo assim fiquei chocada.

Seria interessante se os leitores do blog pudessem partilhar um pouco os seus valores neste campo. É certo que cada realidade é diferente, mas seria um ponto de referência.

Maria

 

Resoluções de ano novo em 20 de Janeiro são a nova moda ;)

A diferença entre antecipar e ser teimosa

Descontos, 20.01.17

Um dia de aniversário com:

- presentes

- lanche

- cinema com pipocas.

 

Total: €41 

 

E pronto. É assim.

Em vez de me organizar e antecipar a compra de presentes, decidi ser teimosa-eu-vou-terminar-o-presente-caseiro-porque-disciplina. 

Acabei com um dia bem passado e com a compra de presentes-eu-sinto-me-culpada-por-não-ter-feito-mais.

 

Ela adorou, mas eu deveria ter feito melhor.

Pág. 1/2