Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

O que queres para o Natal?

Descontos, 29.11.17

Ontem a minha mãe, como eu esperava, fez-me a pergunta (ainda nem estamos em Dezembros, bolas). Honestamente, disse-lhe que não sabia. 

 

É que na verdade, eu realmente não tenho nada que queira ou precise. 

 

Quando decidi começar a destralhar a casa, tentando remover os excessos, que não só me impediam de usufruir verdadeiramente do espaço, mas também me obrigavam a passar demasiado tempo a limpar, comecei a ser muito criteriosa, no que respeita ao que nela entra.

 

E como ela já me "ameaçou" com cartões presentes (que acabo a gastar no fim do prazo de validade em coisa que, realmente não necessitava), vou mesmo ter de arranjar algo para dizer.

 

Uma das vantagens de desejar uma vida mais simplificada, é precisamente precisarmos de cada vez menos coisas.

Diário das minhas finanças pessoais - semana 48/2017

Descontos, 28.11.17

A semana passada correu sem surpresas. Um almoço com amigas (que precisava de rever) que ficou por €20 e a gasolina foram os grandes gastos da semana. 

 

Continuo a comprar gasolina na Galp, aproveitando a 4ª feira em que a Evologic está ao preço da normal + cupão do CNT. Fica a apenas mais 1c./litro que a low cost mais económica da minha área de residência.

 

Os melhores gastos foram mesmo a roupa a €0.50 que comprei para mim e para as miúdas. Aliás, a minha casa tem sido a central de remendos, remendinhos e adaptações de roupa para mim, família e amigas. E a cada novo projecto, aprendo mais um pouco.

 

Gastos da semana:

€31.55 - restauração

€6.80 - restauração extra

€47.40 - carro

€1.50 - miúdas

€0.50 - vestuário

€18.88 - supermercado

€4.95 - maluquices

€5.75 - casa

Um Natal mais frugal #4 - Pedir meias para o inverno, tamanho 29

Descontos, 27.11.17

O que vais pedir ao Pai Natal? 

 

Esta é a pergunta que fazemos à pequenada, um truque fácil para descobrir o que desejam (spoiler: o Pai Natal não existe). 

Entre adultos é mais: O que queres para o Natal? Estás a precisar de alguma coisa?

 

Estive a pensar que nunca respondo a essa pergunta (qualquer coisa, não preciso de nada, blá, blá), porque é a forma mais educada de reagir. Porém, entre pessoas próximas, responder com franqueza pode ser um acto de generosidade. 

 

Se a minha mãe me dissesse o que gostaria de receber, isso iria retirar-me muito o stress de procurar algo e o tempo que tenho de alocar a essa tarefa. Mais, teria certeza que estou a oferecer algo que ela REALMENTE DESEJA, em vez de ficar na expectativa de acertar.

 

E com a pequenada é o mesmo. Se se encontram numa situação em que os miúdos recebem DEMASIADOS brinquedos, que tal terem uma lista de necessidades à mão?

Assim, quando aquela tia perguntar se a pequena precisa de algo para o Natal, podem dizer: "meias para o inverno, tamanho 29". :)

Ou se calhar eles necessitam de um conjunto novo de marcadores, porque o que têm utilizado, é o que aproveitaram do ano lectivo anterior. Os marcadores bons são caros, costumamos comprar o mínimo solicitado pelos professores (geralmente 12), porque há muito que comprar. E se no Natal recebessem um pack de 36 cores (+- €6), não seria uma prenda gira?

Um Natal mais frugal #3 - Compras solidárias

Descontos, 24.11.17

Se querem espalhar o espírito de Natal, nada como uma compra solidária. Ajudam quem precisa e certamente que sensibilizam quem recebe. 

 

Infelizmente, porque muitas vezes são artesanais, este tipo de presentes acaba por ficar muito pesado no nosso orçamento. Porém, a página COMPRA SOLIDÁRIA tem produtos bastante em conta e que não são trabalhas. 

 

Por exemplo, um saquinho de bolachas para um cabaz natalício:

1

Aliás, podem comprar logo um cabaz.

2

Há produtos para todos os gostos e todas as carteiras. E para ter tudo bem organizado a tempo das festividades, o melhor é começar já a fazer as compras.

4

3

 

 

 

 

Um Natal mais frugal #2 - Eu e o meu irmão tivemos uma conversinha

Descontos, 23.11.17

FINALMENTE e depois de anos de tentativas, eu e o meu irmão chegamos a um entendimento. Acabou-se a troca de prendas entre nós.

 

De todas as pessoas, era sempre quem me causava mais stress porque nunca sabia o que lhe dar. É demasiado geek para eu arriscar tecnologia e não gosta de ler (o que me leva a suspeitar que possa ter sido adoptado). 

 

A situação chegou ao ridículo de oferecermos, um ao outro, cartões presente do mesmo centro comercial. 

 

Jack_1741ba_736191

[Desesperado] Pediu-me para não dar à filha brinquedos que façam barulho. :) 

[Se te portares mal...] Eu prometi que só comprava um livro.

1

A única concessão foi dar-lhe um link do OLX, para um livro usado que eu queria, para a minha sobrinha me oferecer.

 

E a lista fica cada vez mais pequena :)

Passion Planner digital - grátis

Descontos, 23.11.17

O Passion Planner é o planner mais completo que conheço, dentro do género. 

 

De eventos, a hábitos, passando por reflexões e lembretes e notas. Mais que uma agenda, é uma ferramenta para organizar/planear objectivos a curto, médio e longo prazo.

Sou fã das páginas, mas aviso que não é uma ferramenta fácil - obriga-nos a pensar e a olhar para a forma como gerimos o nosso tempo. Se formos honestas/os e o utilizarmos sempre, somos confrontadas/os rapidamente com a nossa (má) gestão de tempo.

 

 

A versão digital - 52 ficheiros, com 2016-2018) é grátis, bastando para isso que subscrevam a newsletter. Basta ir ao final desta página e colocar o vosso email.

 

 

Um Natal mais frugal #1 - Este ano não compro brinquedos

Descontos, 22.11.17

Hoje estava a pensar, no quanto a decisão de não comprar brinquedos (e cumprir a decisão tomada), me tem libertado de muito stress.

É que a verdade eu sou muito indecisa nos brinquedos, mas para oferecer livros tenho uma lista de metro e meio... para cada uma delas.

 

E se planear bem, acabo por comprá-los em promoção.

 

E não é por EU não comprar brinquedos, que eles não vão receber uma dúzia deles. EU sou a tia dos livros.

 

A adolescente ainda é mais fácil... uns frascos de manteiga de amendoim (piada da casa), uma caixa de chocolates e guito num envelope.

Diário das minhas finanças pessoais - semana 46/2017

Descontos, 19.11.17

1.

Esta semana gastei muito mais do que gostaria em restauração, mas foi intencional.


Percebi que não estava a cuidar de algumas relações, em especial, pessoas que estavam em momentos difíceis das suas vidas. Por isso, marquei alguns almoços, para alimentar algumas amizades. Pode dizer-se que foi um investimento.

 

O problema é que na próxima tenho outro marcado e estes valores começam a fazer mossa no orçamento.

 

2. 

Consegui terminar um presente de aniversário. Se a memória não me falha, foi o primeiro presente caseiro do ano. Esperemos que não seja o último.

 

3. 

Já percebi que ando a gastar mais gasolina que habitualmente. A média aos 100, passou de 6.7 para 7.2. Já mudei velas e gasolina e sem melhoria. Alguma sugestão?

 

4.

Esta semana gastei: €75.80

 

€ 27.55 em restauração

€ 2.20 em presentes

€ 2.90 restauração extra

€ 1.00 carro

€ 11.09 maluquices (cabaz solidário)

€ 25.86 supermercado 

€ 5.20 lavandaria

 

dfp

É possível ser solidária/o com um orçamento apertado?

Descontos, 18.11.17

tim-marshall-114623

Foto de Tim Marshall (Unsplash)

 

Como estou a refazer as minhas finanças pessoais, não vou poder continuar a contribuir com os mesmos valores do ano passado (e eu refiro-me ao ano civil, não à época natalícia). Por isso, tenho de ajustar os meus contributos às minhas possibilidades.

 

1. 

Há 10 anos que sou banqueira no Kiva. Tenho cerca de 100 dólares, em crédito, que vou emprestando sucessivamente, à medida que vou recebendo.

Hoje fiz dois empréstimos e, em Fevereiro, já poderei fazer outro. Tento sempre apostar em empréstimos cujo valor seja duplicado por alguma empresa/instituição/personalidade benemérita. Assim, os meus 25 dólares, valem 50.

 

2.

Se tudo o resto falhar, sei que tenho livros que posso doar para angariar dinheiro para alguma instituição/causa. 

 

3.

Como sou uma bricoleira e tenho IMENSOS materiais em casa, posso sempre fazer algo para ser doado/vendido. Aliás, tenho plano para ainda fazer algumas coisas para as vendas de natal.

 

4.

Há inúmeros projectos que funcionam todo o ano, vocacionados para diferentes causas:

Little Dresses for Africa - Portugal - Tenho doado tecidos, fitas, linhas. Deixo a costura para pessoas mais habilidosas que eu.
 

1

https://www.facebook.com/projetomigos - Duas amigas tiveram a ideia de trazer para Portugal um projeto que começou na Dinamarca e que já se espalhou por vários países da Europa. Não é nada mais do que os "famosos" polvinhos que são feitos em crochet e doados aos bebés-prematuros para ajudar no seu desenvolvimento.

 

São apenas dois exemplo, mas há tantos mais! 

 

5. Eu tenho materiais por casa, que provavelmente não vou utilizar. Uma hipótese é doá-los a quem os converta em dinheiro para causas sociais, ou até para ensino. Outra alternativa é doar numa instituição em que possam ser utilizados pelos seus utentes.

 

Em suma, mãos à obra.

Pág. 1/2