Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais - Maio

Descontos, 31.05.18

Permitem-me uma preguiça de não apresentar os cálculos integrais?

 

Grosso modo, o mês resume-se com mais de €100 em saúde (recorri ao meu mealheiro para esse efeito). Não chegou, mas reduziu o impacto nas finanças deste mês. 

Saí com boas notícias e boas perspectivas. Que mais poderemos desejar?

 

Também fiz uma viagem de puro lazer que não estava prevista no orçamento, mas que foi muito apreciada. Porém, só em gasolina (apesar de ter hoje o tanque cheio), foram mais de €130. 

 

Se juntar a isso os €100 que estavam em falta do passado mês, é um verdadeiro milagre que só tenha saído deste mês com um saldo negativo de €25. Porém, fiz todas as poupanças habituais. 

 

A este sucesso (sim, considero-o sucesso), não será alheio o facto de ter poupado imenso em restauração:

1 a 6 Maio: €3.10 de €10

7 a 13 Maio: €3.10 de €10

14 a 20 Maio: €0 de €10

21 a 25 Maio: €8.90 de €10

28 a 31 de Maio: €4 de €10 

 

Posso não reforçar o meu fundo de emergência, durante este mês, mas também não o desfalquei. 

 

Espero que o vosso mês financeiro tenha corrido bem.

Um novo passatempo que seja dinheiro em caixa

Descontos, 23.05.18

IMG_20180520_171802_150.jpg

A foto mostra umas calças da minha mãe. Não, não fui eu... foram compradas assim.

 

Esta semana já remendei 1 tshirt e 1 calças de fato de treino e fiz bainhas em duas calças... embora deva ser admitido que na da foto, só numa das pernas. Nenhum das peças eram minhas.

 

Numa das cadeiras do escritório, o monte para remendar ou reutilizar já é grande.

 

Ocorreu-me que há várias formas de ocupar o tempo e uma delas é fazer de um passatempo algo de rentável.  

 

Há diversas formas de rentabilizar esses passatempos, vendendo os itens ou o vosso tempo, oferecendo-os como presentes (em vez de gastar dinheiro a comprar) e até fazendo trocas deles com outras pessoas, ou até em grupos de trocas.

 

Imaginem que são aquela pessoa que faz bolachinhas e todas os anos as oferecem a familiares no Natal e gostariam de variar. Podem trocar as vossas bolachinhas com aquela amiga que é um ás a fazer pregadeiras, a costurar umas babetes para os bebés da família ou a fazer porta-chaves personalizados. Tantas ideias quantas as artes...

"Para quê, tanto trabalho?"

Descontos, 23.05.18

Há dias, a propósito do meu trabalho a tempo parcial (não remunerado) no Hospital de brinquedos, alguém me dizia que era inglório, porque provavelmente seria vendido ao mesmo preço - com ou sem roupa, mais ou menos limpa.

Mesmo que tal seja verdade, será que não é de valorizar a experiência de uma criança que receberá o brinquedo limpo, em vez de sujo?

Porque haverá sempre pessoas a ver o copo meio vazio?

Hospital de brinquedos

Descontos, 20.05.18

Como já havia referido, tenho tentado ajustar os meus contributos às minhas possibilidades, nomeadamente usando as minhas (poucas) competências de bricolage para aumentar o valor de produtos à venda em lojas solidárias. 

 

Naquela em que gasto o meu dinheiro em livros e faço as minhas doações, já me conhecem e por isso, se peço para levar para casa uma boneca suja e despida, não mo recusam.

 

Uns restos de tecido e um pouco de tempo e está pronta para render uns trocos. 

Hospital de brinquedos (1).jpg

 

 

 

Organização e Produtividade: Google Calendar + Google Tasks

Descontos, 13.05.18

Continuo fiel à minha agenda em papel. É nela que escrevo diariamente, desde tarefas a objectivos, até pequenas notas ou listas de livros. 

Uso o mesmo sistema há anos. De vez em quando, lá a embelezo, como em Maio quando recortei pedaços da revista do Pingo Doce. 

1 (97).JPG2 (58).JPG

Mas ultimamente tenho utilizado o calendário Google, com um sistema muito simples (e gratuito). De referir que vi pela primeira vez esta utilização num vídeo Youtube ( do canal Simpletivity), que agora não estou a conseguir localizar. 

 

Antes de mais, importa dizer que encontram o Google Calendar no menu do canto superior direito do vosso monitor, depois de fazerem login com a vossa conta Gmail. 

0 (1).JPG

No calendário podem adicionar eventos e tarefas.

Os eventos aparecem no horário que lhe atribuirem, ou debaixo do número do dia, se for um evento que dure o dia todo.

As tarefas aparecem debaixo do número do dia.

1 (98).JPG

 

A aplicação Google Calendar permite criar diferentes calendários que eu uso para organizar a minha vida:

Pessoal  é o calendário que utilizo por defeito, onde incluo desde as minhas consultas médicas a compras ou saídas que tenha de fazer; mas também organizo aqui algumas tarefas semanais (por exemplo remendos), ou lembretes (enviar email para o posto médico).

Aniversários é muito útil para me lembrar de que tenho de planear um momento para estar com alguém ou para me lembrar de planear a compra de um presente. Coloco-os como eventos que se repetem anualmente.

Tratamentos é onde aloco todos os eventos (consultas, exames, pedidos de receitas) relacionados com a saúde da minha mãe.

Tarefas para pequenas tarefas e até listas de compras.

Trabalho tudo relacionado com o meu trabalho, desde marcação de reuniões até tarefas que necessito concluir.

Feriados um calendário que adicionei através da opção "procurar calendários interessantes".

 

Também é possível partilhar calendários de outras pessoas. Por exemplo, podem importar o calendário da vossa conta profissional, para a vossa conta pessoal e assim está sempre visível, ou vice-versa.

 

Uma estratégia

Como as tarefas não permitem ser associadas a um dos meus calendários/organização, acabo por criar eventos com duração todo o dia, para identificar uma tarefa dentro de um calendário.

Por exemplo, imaginem que tenho que trabalhar num orçamento para um cliente. Em vez de criar uma tarefa, crio um evento dentro do calendário "trabalho". Se não tiver hora de término, simplesmente agendo como evento para todo o dia. 

 

No final, fica algo com este aspeto:

6 (12).JPG

Tanto as tarefas como os eventos, podem ser arrastados no calendário ou editados livremente. 

 

Desta forma, tenho conseguido (confesso que com mais sucesso que no papel) evitar a sobrecarga de tarefas num dia. Quando percebo que coloquei demasiadas coisas, simplesmente arrasto a tarefa ou evento para outro dia.  

 

No telemóvel, tenho ambas as aplicações: Google Calendar e Google Tasks. Isto porque, as tarefas não aparecem no Google Calendar (telemóvel), como acontece no desktop.

 

Isso é particularmente óbvio, quando tento alocar tempo para as minhas tarefas/objectivos. E é também aí que ainda não consegui arranjar uma solução inserir tarefas mensais ou semanais.

 

Através da aplicação para telemóvel, existe a possibilidade de criar objectivos, mas o "objectivo" não passa de uma tarefa, para a qual a Google vai procurar alocar um bloco de tempo (único ou repetível) no vosso calendário.

Ora isso para mim é inútil porque eu posso ter o calendário vazio num dia, mas apenas porque estou a trabalhar,  algo que não insiro no calendário.

 

Ou seja, se quero criar 4 tarefas semanais "projectos inacabados de costura", tenho de criar um calendário "Tarefas 2" onde insiro eventos semanais. A desvantagem é que fico sem essas tarefas no Google Tasks, ficando a ocupar espaço necessário no Google Calendar. 

 

Aceitam-se sugestões.

4 notícias para procrastinar

Descontos, 09.05.18

Facturas da água com litros, em vez de metros cúbicos

Em vez de metros cúbicos, fatura vai indicar litros consumidos. Mudança avança até ao final do ano nas faturas dos clientes da EPAL e da Águas do Norte.  (...) De acordo com um estudo da holding Águas de Portugal, apresentado na terça-feira, há uma “dissonância” entre a consciência da necessidade de preservar água e os comportamentos quotidianos dos portugueses.

O objectivo é consciencializar as pessoas para o seu consumo e, desta forma, levar à poupança. As ciências sociais, ao serviço das ciências ambientais. 

 

Novo simulador para calcular a sua pensão futura

A Segurança Social disponibiliza um novo Simulador de Pensões que lhe dá informação sobre o valor estimado da sua pensão quando chegar à idade de reforma. Aqui (Segurança Social Direta)

As notícias, indicam ainda que a função pública também terá simulador de pensões até ao final do ano.

 

 

 

Como a política internacional nos lixa a carteira?

Com os Estados Unidos da América fora do acordo com o Irão, é praticamente inevitável o impacto nos preços do petróleo. Melhor explicado aqui

 

CTT falham indicadores de qualidades e vão ser obrigados a reduzir preços, determina Anacom

Notícia aqui.

O regulador recorda que este é o segundo ano consecutivo em que os CTT não conseguem cumprir a totalidade dos 11 indicadores de qualidade do serviço postal universal a que estão obrigados.

O que fez hoje para cortar nas despesas mensais?

Descontos, 07.05.18

A questão no título, chegou-me através de uma comunidade sobre finanças pessoais. O que fiz hoje:

 

1. Saúde

Marquei uma consulta médica que ando a adiar há d-e-m-a-s-i-a-d-o tempo

Curiosamente, é uma excelente acção, já a comunidade Reddit sobre finanças pessoais, escolheu como desafio para Maio: Reduzir as futuras despesas de saúde

 

2. Saúde

Enviei um email para o meu posto médico, para pedir a emissão de uma receita, depois de ter deixado expirar a anterior.

 

3. Contas sem surpresas

Dei a contagem da electricidade

Estranhamente, hoje a leitura que introduzia no teclado do telemóvel não coincidia com a confirmação verbal do sistema. Tentei 3 vezes, antes de desligar. Voltei a ligar e a dar nova contagem, já sem problemas. Nunca tal me tinha acontecido.

 

4. Na cozinha

Usei o último iogurte comprado para fazer 6 iogurtes caseiros e fiz pão na máquina.

 

5. Usei a biblioteca municipal

O excesso de livros em casa, é a melhor forma de combater qualquer sentimento de privação, que me leve a compras impulsivas. 

Toda-a-Mafalda.jpg

Pág. 1/2