Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Mini revistas

Descontos, 23.04.20

Há algum tempo que comecei a aproveitar revistas e papel de rascunho para criar revistas de entretenimento para as minhas sobrinhas.

 

A base é uma revista descartada da casa dos meus pais (geralmente as que acompanham o jornal), que vou tapando com folhas com papel de rascunho.

Finalmente vou fazendo pequenas colagens de embelezamento ou com passatempos que vou recortando de outras revistas a que consigo deitar a mão.

 

Quando a revista está cheia, entrego a uma das minhas sobrinhas.

Dá para desenhar, pintar, fazer outras colagens... em suma, um bom reaproveitamento de papel.

Notícia que merecem destaque

Descontos, 22.04.20

1.

IRS. Reembolsos vão começar a ser pagos esta semana [Executive Digest]

 

2.

Combustíveis podem descer até cinco cêntimos [Executive Digest]

ou

Álvaro Santos Pereira: “Esperemos que os preços baixam significativamente. Ou será que os preços dos combustíveis em Portugal só mexem quando o petróleo está a subir?” [Jornal Económico]

 

3.

Máscaras COVID-19 já têm certificação, CITEVE já lançou selo [pplware]

Mais informações aqui

Medicamentos esgotados: o que fazer

Descontos, 17.04.20

freestocks-nss2eRzQwgw-unsplash.jpg

Foto: freestocks / Unsplash

Há muito tempo que tenho uma lista de farmácias com os respectivos números de telefone para poder  fazer a "rondinha" em busca de um medicamento que subitamente está esgotado.

E isto é o normal em pré-pandemia.

 

Por isso, quando uma amiga partilhou comigo que não conseguia um medicamento da mãe, saquei do telefone.

 

Quando as farmácias locais dizem que um medicamento está esgotado, isso não quer dizer que não haja algures, uma caixa esquecidinha.

Mais, há medicamentos que podem facilmente ser substituídos por genéricos ou similares.

Mais, recomendo que falhas de fornecimento sejam sempre relatadas ao Infarmed. Já cheguei a conseguir medicamentos porque liguei directamente ao laboratório que o fabrica, denunciando falhas na distribuição.

 

Há dois números gratuitos que sugiro que utilizem, perante um medicamento esgotado:

 

800 222 444 - Linha do Medicamento (Infarmed)

Por estes dias, está a funcionar muito mal. Na verdade, só me deram a informação que estava esgotado (pelo menos foi a única coisa que consegui ouvir porque a ligação era péssima).

 

1400 - SAFE (Serviço de Assistência Farmacêutico)

Excelente experiência. Conseguiram dar-me uma lista de farmácias com stock provável (pode estar desactualizado). Liguei a todas e consegui uma única, mas preciosa caixa.

 

Na esperança que não venham a precisar desta informação.

Um abração

Medicamentos: novas regras para receitas electrónicas

Descontos, 10.04.20

Durante o período de vigência do estado de emergência (e suas renovações), algumas receitas eletrónicas de medicamentos, cujo prazo de validade termine, consideram-se automaticamente renovadas por igual período.

 

Incluem-se entre essas:

1) Receitas de medicamentos com validade de seis meses;

2) Receitas de medicamentos pertencente ao grupo 4.3.1.4 -Outros Anticoagulantes;

3) Produtos dietéticos indicados para satisfazer as necessidades nutricionais dos doentes afetados de erros congénitos do metabolismo;

4) Alimentos e suplementos alimentares prescritos a crianças com sequelas respiratórias, neurológicas e/ou alimentares secundárias à prematuridade extrema;

5) Dispositivos médicos comparticipados que se destinem a tratamentos de longa duração.

 

A portaria agora publicada, também prevê que no caso das receitas médicas com validade de seis meses, a farmácias não poderão dispensar o medicamento num único momento, mas apenas o número de embalagens necessário para tratamento até dois meses.

 

Estabelece ainda algumas situações em que o farmacêutico poderá substituir o medicamento prescrito, face à impossibilidade de dispensa do medicamento prescrito ou de outro de preço inferior.

Planificação de tarefas - O método Alastair (alastairjohnston.com)

Descontos, 01.04.20

Como já fui referindo, eu sou utilizadora do sistema de organização/produtividade conhecido como Bullet Journal (https://bulletjournal.com), que na prática se traduz numa agenda sem dias pré-marcados que permite utilizar um qualquer caderno, e transformá-lo numa agenda que também é planificador, que também é registo de notas e até, se desejarmos, um registo de memórias e reflexões.

 

É essa versatilidade que faz com que tantas pessoas o adaptem às suas necessidades com bastante criatividade e até laivos de genialidade.

 

O método Alastair (criado por Alastair Johnston) surgiu como uma solução elegante para resolver a necessidade de registar, de forma intuitiva, os eventos/tarefas futuras.

 

Porém, eu tinha outra necessidade, que era planificar de forma mais simples e visual as tarefas semanais, de modo a distribuí-las equilibradamente, certificar-me que alguma era concluída num dia em concreto, ou simplesmente ter um lembrete visual para não sobrecarregar alguns dias.

 


Ultimamente, em teletrabalho, tem servido para organizar as tarefas profissionais.

Numa página, listo tudo o que tenho de fazer, grande ou pequeno: projectos em que estou a trabalhar ou tarefas em concreto.

Não precisa de ser particularmente organizado, mas precisa de sair da minha cabeça para o papel. Tudo que tenho receio de me vir esquecer, vai para o papel.

 

Depois, vou alocando as tarefas aos dias e/ou registando os dias em que trabalho em algo. Fico com algo deste género:

2.JPG

Se mudar de ideias quanto ao dia em que vou fazer uma tarefa, simplesmente coloco uma seta, que significa que "transportei" a tarefa para outro dia.

 

Neste momento, estou apenas a registar antecipadamente com uma cruz as tarefas com dia obrigatório. Depois vou assinalando os dias em que trabalho em determinada tarefa/projecto, que não têm prazo.

 

Se concluir determinada tarefa/projecto, simplesmente corto com um risco os restantes dias.

3.JPG

 

Outra estratégia, que de vez em quando utilizo, é com bolinhas em vez de cruzes. Assinalo com bolas o que são os planos e em cima de cada, posso colocar um visto (se fiz) ou uma cruz (se não fiz).

 

Em suma, só precisam de uma folha qualquer e uma caneta. A simplicidade e flexibilidade do método permitem adequar às nossas preferências e necessidades de cada momento.

 

E permite-se a tudo. Pode ser uma lista profissional, uma lista de refeições a preparar com os ingredientes do congelador, uma lista de limpeza, uma lista de familiares e amigo a quem querem ir ligando pontualmente.

 

Pode ser para 2, 7 ou 15 dias... ou aqueles que desejarem e conseguirem encaixar na folha. Pode ser uma lista para meses, em vez de dias... para se lembrarem de despesas anuais, aniversários ou a inspecção do automóvel. 

 

Seja o que for para vós, espero que vos seja útil.

Abril

Descontos, 01.04.20

2020-04-01_111240.jpg

2020-04-01_111205.jpg

É estranho abrir um mês sem consultas, marcações. Mas aqui estamos, um mês de isolamento social, se tivermos a sorte de poder estar em casa, protegidas/os.

 

Como sempre, a minha agenda é feita de recortes de revistas e jornais que vou guardando. A imagem que escolhi para hoje pareceu-me a indicada.

Uma janela fechada e o mundo do lado de fora. Deveras poético, não é?

Quando a escolhi, era simplesmente uma imagem bonita. Continua a ser e por isso colei-a na minha agenda, como uma espécie de separador entre os meses.

 

Fiquem bem!