Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

É possível fazer as compras do supermercado com €100.00/mês? – Parte 4

Descontos, 26.11.13

A terceira coisa que aprendi: planear refeições


Ao combinar a gestão de um stock (de produtos comprados em promoções) com refeições planeadas, poderão reduzir o vosso custo por refeição de forma considerável, atrever-me-ia a dizer que o poderão reduzir a metade.

 

Se forem comprando os vossos itens alimentares com promoções de "Leve 2, Pague 1" ou "50% desconto", é fácil de perceber que o custo por refeição decrescerá. Porém, nem sempre o que está em promoção é a melhor opção para uma refeição económica e nutritiva. Há que usar o bom senso.

 

Por exemplo, dificilmente encontrará um nutricionista que não recomende que a refeição deverá começar por uma sopa, as doses do restante deverão ser mais reduzidas do que é praticado e terminar com uma peça de fruta.

 

Recomendo as refeições sugeridas por um projecto denominado Comer Barato e Bem aqui (página da Associação Portuguesa de Nutricionistas).

 

Recentemente adoptei a estratégia de adoptar um tipo de refeição por dia da semana que me permite:

- não ter de me preocupar com o que vou preparar nessa semana (ou até nas seguintes);

- antecipar o que tenho de retirar do congelador nessa manhã;

- utilizar os produtos comprei antecipadamente (stock) sem a preocupação de repetir refeições;

- evitar repetir sempre as mesmas refeições (as preferidas) com impacto na variedade de nutrientes que consumo;

- evitar repetir sempre as mesmas refeições por ter de gastar o stock;

- evitar ter muito trabalho a planear as refeições.

 

Assim, divido o calendário semanal com: 

  • dia sandes + sopa ou vegetariano
  • dia carne branca 1 + arroz
  • dia peixe ultracongelado
  • dia conservas 
  • dia carne branca 2 + batata
  • dia peixe fresco grelhado
  • dia livre

É muito simples e basta ter 4 receitas de cada tipo para não ter de repetir a refeição no mesmo mês.

 

E para demonstrar o quanto se pode tornar económico, eu comprei peixe de 4 qualidades, para 10 porções, por €4.80 (ver aqui). Planeio consumi-lo nos dois dias de peixe, durante as próximas semanas, variando a qualidade e como é cozinhado.

 

No que respeita a conservas como, uma vez por semana, atum natural. Forma preferida? Acompanhado de batatas cozidas ou macedónia de legumes ou feijão frade. Se utilizam também conservas de carne, basta alternar as de carne com as de peixe.


Compro o que está ao melhor preço, planeio com o que está nos armários/frigorífico e os custos vão diminuindo. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.