Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Como cortar as franjas

Descontos, 01.02.13

É incrível como cortar as "repas" pode tornar-se um acto de libertação, de afirmação e traduzir uma linha editorial. Eu passo a explicar:

 

EU FIZ

 

Consegui fazer algo novo e que sempre temi arriscar. Consegui fazer algo que costumo pagar a outras pessoas para me prestar o serviço e como tal passei a ser auto-suficiente (se precisar, sei que a única coisa entre mim e um corte de cabelo grátis é um vídeo no YouTube; pode não ser um bom corte de cabelo, mas é possível).

 

Essa pequena vitória, deu-me tal satisfação pessoal que não resisti a ir a casa dos meus pais e partilhar com a minha mãe o meu sucesso (sabia que ela iria apreciar o acto). Depois, escrevi à Inês (uma leitora do blog com quem costumo discutir uma versão mais hard core da poupança e que sei que também iria compreender a importância do gesto).

 

 

 EU SÓ POUPEI € 12.00



É verdade que poderia ter ido ao cabeleireiro. Custar-me-ia €12.00. Mas a verdade é que também é mentira que todas as mulheres gostam de cabeleireiro. Eu odeio. Na última visita cortaram pouco as franjas e a visibilidade estava a ficar condicionada. Tinham de ir e a ideia de perder 2 horas no acto deixava-me fula.

 

Eu só poupei €12.00. Não foi muito, mas poupei. Mas é igualmente importante dizer o que não poupei. Eu não poupei €12.00 x 4 = €48.00/mês ou €576.00/ano....UAUUUU!!! [Agora imaginem assobios e luzes a picar à volta dos números].

 

Eu não poupei esses valores porque não os gasto. Se for 1 vez cada 2 meses é muito.

 

Isto para dizer que não esperem encontrar aqui textos a anunciar poupança de centenas de euros em dias ou como ficar milionário na internet. Eu não sei fazer isso. Eu estou a aprender a poupar um pouco em cada gasto; a maximizar o pouco que recebo; a poupar para fundos de emergência para saúde, desemprego, manutenção da casa ou do carro. A poupar mas com objectivos.

 

TAMBÉM CONSEGUIRÁ!


Eu não sou criativa, genial ou omnisciente. Eu sou uma fascinada pela democratização da partilha na internet, pela criatividade, genialidade e sapiência que por ela prolifera.

 

Por isso, aqui partilho sempre as ferramentas. Se o fiz (ainda que com mera inspiração) com base do trabalho de outrem, aqui encontrarão os créditos e as instruções.

 

A inspiração para a audácia de cortar o meu cabelo veio da Anna (And then she saved) que até fez uma segunda versão inspirada na Zooey Deschanel. 

 

CORTAR AS FRANJAS


Confesso que apenas utilizei  uma pequena tesoura de costura, nem pente por isso utilizei a escova.

 

Utilizei como principal referência o vídeo da AngelaMinjiKim que poderão ver aqui.

 

Deste vídeo retirei 3 dicas importantes: cortar com o cabelo seco; simplicidade a apanhar o cabelo; o método de utilizar a tesoura. 

 

Da loveinsideoutmaui retirei uma outra dica (que também vi noutras fontes): para as franjas laterais (diz-se assim?) puxa-se o cabelo para o lado oposto ao decaimento que se pretende para a franja [vejam por favor o minuto 1:19]
Na verdade  foi muito fácil.

6 comentários

Comentar post