Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Das carteiras de senhora

Descontos, 27.04.15

Recordam-me do meu casaco manchado por uma carteira com tinta? Pois bem, recuperei o casaco, mas a carteira perdeu-se. Fiz o possível: aproveitei o forro e todos os bocados de napa que pude.  

 

Precisava de uma carteira preta, clássica, mas não estava a conseguir arranjar nas trocas ou compras de usados. Decidi que não volto a comprar carteiras, ou que pelo menos não as compro novas. E isto, apesar de ter um cartão presente para uma loja de carteiras. E era muito fácil optar por ir comprar uma.

 

Fazer uma carteira simples com fecho é bastante mais fácil do que parece. Eu nunca tinha feito nenhuma, mas tenho descoberto que costurar é bastante mais intuitivo do que julguei e o You Tube ajuda colmatar as falhas. 

 

Um dos vídeos que mais me ajudou foi este: 

  

 

Sem fecho, é ainda mais fácil:

 

 

Mas a primeira carteira que fiz (mas que ficou demasiado pequena - cuidado com as dimensões) foi esta. Confirmo que é mesmo muito fácil de fazer. Para ficarem com uma ideia, foi a primeira coisa que fiz quando comprei a máquina de costura e estava a costurar com máquina pela primeira vez.

bagfinished2.jpg

 

 

Ou seja, esta semana poupei €20-€30. 

 

Vou também fazer uma carteira (a versão mais simples) reversível, ou seja, com dois tecidos que melhor combinem com a minha roupa. Dois em um e ambos grátis (aproveito tecidos que já tenho)!

 

Por isso, se têm uma máquina de costura e uns bocados de tecido (por exemplo de umas calças de ganga), experimentem.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.