Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais - 4/2015

Descontos, 26.01.15

Ora vamos primeiro ao tema: gastar o que tenho em itens de supermercado. Tenho de admitir que está a correr muito bem. Ando a gastar o que tenho no congelador e nos armários com excepção de leite, fruta e ovos.

Ainda ontem, quando preparei a minha marmita - massa cozida com bróculos e queijo ralado - decidi gastar uma massa que não gosto particularmente, que apenas usava para sopas, e percebi que é ideal para esta receita. 

 

A saga da fruta continua. Na última semana comprei bananas e laranjas porque só tinha 3 maçãs na fruteira. Acreditam que ainda tenho 3 maçãs na fruteira e só comi duas bananas? Surreal. Fica provado que se confirma a necessidade de manter a estratégia - gastar o que tenho!!!!


Por isso, em supermercado só gastei €6.55.

 

No que respeita a outros envelopes, a semana foi desastrosa e matou as minhas esperanças de ser em Janeiro, que finalmente cumpria um orçamento de forma perfeita.

Bastou uma saída não planeada com as miúdas para ficar com saldo negativo em restauração (€0.15) e maluquices (€3.35). Pode não parecer muito, mas é a diferença entre sucesso e insucesso.

O que me chateia mais é que a tarde teria sido muito melhor se em vez dos bilhetes (para um local) e do lanche no café, tivesse optado por preparar um piquenique no parque (elas não falavam noutra coisa e nem gostaram do lanche...). Outra opção teria sido lanchar em casa, talvez umas panquecas ou scones. Tudo feito na hora e elas teriam adorado.

 

Viver e aprender, como diria alguém...

 

1 comentário

Comentar post