Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Efeito "latte"

28.04.21

No mundo das finanças pessoais, o efeito "latte" (meia de leite) traduz o valor acumulado dos pequenos gastos que, no final do mês, são uma grande despesa que poderia ser poupança.

 

Era assim com os meus "pingos com bolinho" que eram cerca de 50 euros no final do mês. Para outros, serão aquelas encomendas baratinhas no Ebay.

 

Mas quanto às pequenas despesas, há duas (fortes) opiniões sobre o tópico:
- devemos cortar todos os pequenos gastos, porque são um acumular de despesa que, pelo pequeno valor, vamos fazendo sem a consciência do valor acumulado;
- devemos esquecer os pequenos gastos e concentrarmo-nos nas despesas maiores; esforços com pequenos gastos no dia a dia podem ter um maior impacto psicológico (infelicidade) e levar a recuos.

 

Eu sou muito crítica da menorização das pequenas despesas do dia a dia e uma coisa não invalida a outra.

 

Pela minha experiência, poupar é uma atitude perante o consumo (grande e pequeno) e quem não se esforça para poupar no dia a dia, também não irá privar-se nas restantes despesas.

 

Mais, a generalidade das pessoas não tem grandes despesas onde seja possível cortar, pois vive com magros salários e é nas despesas do dia a dia que pode fazer ou desfazer as suas poupanças.

 

Por isso, preocupo-me em gastar de forma consciente, independentemente do valor.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.04.2021

    Beh e Cristina
    Concordo absolutamente convosco 100 %. Quer pelos reduzidos rendimentos, que qualquer coisinha fora do essencial se transforma num "luxo", principalmente se acontecer todos os dias ou todas as semanas. Quer pelas despesas maiores, que na maioria dos casos são díficeis de cortar/reduzir. por exemplo nos encargos com a habitação (ou alimentação, vestuário, aparência- porque há quem dependa do visual para ganhar/vender). Nesse caso em específico com a habitação, eu vejo como um ciclo: se poupar nos pequenos gastos, posso aplicar esse valor poupado para reduzir a prestação do crédito habitação (por muito pouco que seja, mas sempre pagarei menos de juros) ou livrar-me do cartão de crédito. Efeito snowball.
  • Imagem de perfil

    Descontos 02.05.2021

    Até porque, quando são gastos mais elevados, tendemos a ser mais cuidados com as compras. Sinto que isso não acontece com as despesas pequenas que são quase invisíveis, até verdadeiramente fazermos a contabilização.
    Por isso é que o registo diário de despesas é tão importante.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.