Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Eu tenho um Certificado de Tesouro

Descontos, 31.10.14

Ena!

Apesar do meu registo mensal ter passado um período negro - mais concretamente um buraco negro -  a verdade é que consegui os meus dois objectivos pessoais para Outubro: subscrever um Certificado de Tesouro e pagar as lentes dos meus óculos sem utilizar o fundo de emergência.

 

A subscrição do Certificado de Tesouro (Poupança Mais) resulta dos primeiros €1.000 da minha poupança para a reforma mas também é o ultrapassar de uma barreira psicológica: dinheiro que não poderei aceder, durante pelo menos um ano. É um compromisso comigo mesma que esse dinheiro é um investimento no meu futuro.

 

O mínimo para subscrever um Certificado de Tesouro (Poupança Mais) é de mil euros, por cinco anos, sendo que o certificado não pode ser levantado no primeiro ano. Depois desse período pode ser levantado, mas com perda de juros. Os juros anuais são creditados na conta bancária (temos de dar o NIB), ou seja, não capitalizam. Assim, no final do primeiro ano vão depositar-me €27.50 na minha conta bancária (menos a retenção na fonte de IRS). 

 

Para quem está menos familiarizado com estas coisas (como eu), capitalizar os juros quer dizer, por exemplo que eu depositei €1.000 mas no final do ano não receberia os €27.50 e em vez disso passaria o certificado a ter um novo capital inicial, os €1.027,50 e iriam contar novos juros sobre esse capital + juros. 

 

Assim, com juros simples, os €1.000 no final dos 5 anos:

€1.000 + 27,50 (juros 1º ano) + 37,50 (juros 2º ano) + 47,50 (juros 3º ano) + €50.00 (juros 4º ano) + €50.00 (juros 5º ano) = €1.212,50

 

Como havia referido, bastou ir aos CTT abrir a conta e passada uma hora pude, com pagamento de multibanco, subscrever o certificado.

 

(continua com certificados de aforro)

2 comentários

Comentar post