Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Nova vida

30.09.21

"For me, success is not a public thing. It's a private thing. It's when you have fewer and fewer regrets."

Toni Morrison

 

Surpreenderá muitas pessoas, mas não as que acompanham o blog desde os primórdios.

Afinal de contas, era essa a missão: consolidar as minhas finanças porque havia tomado a decisão de cuidar da minha mãe.

Adiei até não poder adiar mais.

 

Entretanto, criei um fundo de emergência de quase um ano, paguei um novo telhado que estava a abater e a deixar entrar água e substituí o soalho que estava a ceder.

 

Agora começa uma nova fase, para a qual não tenho um plano ou livro de instruções.

Apenas sei que não posso adiar os cuidados, a tempo inteiro, que a minha mãe já necessita e que não posso arriscar causar danos significativos no meu local de trabalho, por não conseguir manter a concentração nas tarefas que são minha responsabilidade.

 

A pandemia deu-me uma ajuda e consegui convencer a minha mãe que troquei as férias por teletrabalho até ao final do ano.

Temo o impacto da minha decisão na saúde mental dela e por isso, planeio ocultar a informação durante o maior tempo possível.

 

E agora?

Continuo e continuarei a ajudar na transição para uma nova contratação.

Estou a começar a implementar a rotina possível, na casa da minha mãe.

Estou a aproveitar os dias com sol para passear com ela algumas horas por dia, porque os dias de chuva estão à porta. Imaginem na logistica de uma saída com cadeira de rodas, com chuva.

Vou implementar todas as minhas ideias / estratégias de rendimentos a partir de casa, agora que deixo de estar vinculada a uma cláusula de exclusividade.

 

E assim começa uma nova fase deste diário. Sem arrependimentos.

30 comentários

Comentar post

Pág. 1/2