Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

O desprezo pelo trabalho manual

02.09.19

Este ano tive de gastar as minhas férias para um período agudo de doença da minha mãe e por isso não tive férias, propriamente ditas.

 

No mês de Agosto, estive a trabalhar nas limpezas de um arquivo.

 

Quando que colocou a questão de quem iria fazer a tarefa, ouvi várias pessoas lamentarem que tivesse de ser eu a fazê-lo, que não achavam bem.

 

Infelizmente, o trabalho manual continua a ser percepcionado negativamente, mais que indesejável, é tido como degradante.

 

Antes de mais, fui eu que me ofereci para a tarefa. Primeiro porque não havia outra pessoa que eu confiasse, que fosse ter a sensibilidade para ter os cuidados que eu tive e depois porque iria ser eu a ter o trabalho de arranjar alguém e certificar-me que fariam o que precisava de ser feito.

 

Honestamente, era menos trabalho fazer, que encontrar quem o fizesse.

 

E enquanto todos sentiam pena de mim, eu considerei que era um excelente momento de pausa em que, estando a trabalhar, pude ouvir dois audiolivros.

 

Entre o menor trânsito, ter o edifício só para mim e estar a ouvir os meus livros, até acho que o meu querido mês de Agosto não foi nada mau.

1 comentário

Comentar post