Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Orçamento para os restantes 274 dias do ano de 2018

01.04.18

Já terminei o meu orçamento e sistema de envelopes para 2018. 

 

Envelopes físicos Envelope virtual em conta bancária Pagamento pontual directamente do salário
Electricidade e gás (aquecimento) - €60/mês Saúde 2 - €50/mês  Comunicações - €15/mês
Restauração - €40/mês Auto - € 50/mês Gasolina + estacionamento - €70/mês (aproximadamente)
Maluquices - €10/mês Poupança reforma - €100/mês Obrigações fiscais/reforma - €120
Entretenimento - poupança do envelope restauração   Restauração extra - sem verba orçada
Vestuário - €5/mês   Supermercado - €80/mês
Presentes - €15/mês   Miúdas - sem verba orçada
Quotas - €5/mês    
Casa - €10/mês    
Saúde 1 - €12/mês    
     

 

Electricidade e gás de aquecimento - Toda a casa tem equipamento eléctrico, com excepção de um aquecedor a gás, que utiliza botijas.

Restauração - o objectivo é não gastar mais que €10/semana, em café ou almoços. Posso poupar, de uma semana para a outra, mas no final do mês, o saldo positivo vai para o envelope de "entretenimento".

Maluquices - verba para o que quiser gastar.

Vestuário - inclui vestuário e cabeleireira.

Presentes - todos os presentes que compro durante o ano.

Quotas - pagamento de quotas de IPSS.

Casa - pequenos extras como tinteiros, acessórios de cozinha, etc.

Saúde 1 - Para medicamentos, taxas moderadoras, etc. 

Saúde 2 - Para despesas maiores como consultas no privado e mudança de lentes.

Auto - Para cobrir reparações, impostos, inspecção e seguro.

Poupança reforma - para não tocar até ser velhinha (espero eu).

Comunicações - telemóvel num pacote de comunicações.

Gasolina + estacionamento - custos em fase de reavaliação.

Obrigações fiscais/reforma - o obrigatório.

Restauranção extra - as saídas com a mamã não têm orçamento.

Supermercado - Comida, limpeza e higiene.

Miúdas - Pequenas saídas com a pequenada. Como é esporádico, já não necessita de orçamento. 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Descontos 02.04.2018

    A minha casa é de familiares e não tenho essas despesas.
    Também partilho pacotes de comunicações familiares, daí só pagar €10. Não tenho TV paga.

    O orçamento tem-me ajudado, sem dúvida. Só o tendo eu posso guiar-me e cada vez mais reconheço a importância de ter os envelopes. É só um método, claro, mas ajuda-me a clarificar que o dinheiro mensal já tem onde ser gasto, hoje ou no futuro, tem destino.

    E considerando que já estou muito perto do salário, é uma clarificação de que não me posso exceder.
  • Sem imagem de perfil

    Ricardo_A 02.04.2018

    Vendo pelo prisma positivo, o facto de estar perto do ordenado resulta do facto de também estar a poupar 100€ mensais para a reforma. É um valor importante e bastante razoável.
  • Imagem de perfil

    Descontos 04.04.2018

    Cometi demasiados erros, no que respeita à reforma e sendo solteira, não posso facilitar.
  • Sem imagem de perfil

    Ricardo_A 04.04.2018

    E faz muito bem. Se bem me lembro a Cristina tem na casa dos 4x anos (devemos andar muito perto) e a nossa geração vai ser cilindrada em matéria de reformas. Nenhum governo, seja ele qual seja, pensa a 25 anos porque já cá não estará a governar. E o problema nessa altura será insolúvel. Não é a questão de não haver reformas. Isso é um exagero. O problema é, havendo, ser apenas uma % baixa do que aquilo que a pessoa ganhava quando trabalhava. Quem esteja na casa dos quarenta não é descabido contar apenas com metade do que ganha hoje quando chegar à reforma.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.