Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Porque poupo para a reforma

Utilizei a ferramenta de simulações da Segurança Social Directa e uma coisa é certa, se tiver de adivinhar, quase aposto que daqui a + 20 anos, o valor será inferior:

Capturar (125).JPG

Se aos meus 20 anos, eu soubesse o que sei hoje, as minhas escolhas teriam sido diferentes. Teria investido muito mais na minha "velhice". 

É por isso que, neste momento poupo para a reforma, pois isso contribui para a minha paz de espírito. Eu sei que, sendo uma mulher solteira, tenho dois factores de risco para pobreza (dados Pordata). 

 

limiar da pobreza " é o termo utilizado para descrever o nível de renda anual com o qual uma pessoa ou uma família não possui condições de obter todos os recursos necessários para viver" (Wikipédia). Ora, em Portugal o limiar de risco de pobreza é de €5.443 (valores de 2016), ou seja, €453/mensais. 

 

Assim e enquanto puder, continuarei a fazer outras poupanças para a minha reforma:

- contribuição para um segundo subsistema contribuivo;

- poupança de €100/mensais (transferência automática, no início do mês, para um depósito a prazo).

 

Objectivo: chegar à velhice a ter com que viver, em vez de sobreviver.

11 comentários

Comentar post