Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Ser honesta é sentir-me revoltada (1)

Descontos, 23.01.19

Sabiam que as infecções hospitalares matam 3 pessoas por dia, em Portugal? E por muito que atribuam culpas aos consumidores de antibióticos, eu repito "hospitalares". Pegando na notícia:

 

os hospitais "têm alguns meios e o know-how, os conhecimentos, para controlar este tipo de problema, o que acontece é que esses meios em grande dos casos são insuficientes

 

E onde anda o dinheiro dos impostos portugueses? Está a ser utilizado para tapar buracos criados por corruptos e pela gestão danosa

a lista dos 100 maiores créditos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) e que estão em situação de incumprimento num montante superior a 2,5 mil milhões de euros. Na mira da Justiça estão créditos concedidos a empresas e a alguns particulares sem garantias ou com garantias frágeis no âmbito do inquérito que investiga suspeitas de gestão danosa. Indícios de crime foram já detetados, apurou o Jornal Económico junto de fonte próxima à investigação. 

 

Para ficarmos com uma ideia, comparemos com os orçamentos para 2019, de diversos ministérios:

- Educação:  cerca de 6,4 mil milhões;

- Ensino superior: cerca 2,7 mil milhões;

- Defesa: cerca de 1,3 mil milhões;

- Ambiente e transportes: cerca de 2,5 mil milhões;

- Administração interna: cerca de 2,1 mil milhões;

- Cultura: cerca de 500 milhões. 

 

200px-Robin_Williams_2011a_(2).jpg

“Politics: “Poli” a Latin word meaning "many" and "tics" meaning "bloodsucking creatures".” ― Robin Williams

Ainda aqui estou - uma leitura obrigatória

Descontos, 06.12.18

Capturar (332).JPG

Capturar (333).JPG

Este livro custa €3.15 (portes grátis). Comprei o ebook mas agora vou comprar a versão em papel.  Pensei que, tendo ultrapassado o capítulo dos bombeiros conseguisse parar de chorar. Pensei que o capítulo dos voluntários fosse um momento de alívio. Como poderão constatar pelo excerto, não foi. 

Este livro custa €3.15 (portes grátis) e deveria ser de leitura obrigatória para todos/as que pagam impostos, que votam, que doaram porque confiaram, que não doaram por falta de confiança, para quem esteve lá e para quem esteve à frente do televisor. Deveria ser tema de um exame de acesso a todos que se arrogam ter competências para nos governar. 

Sinto-me tão revoltada.

Penso que também encontrarão no Pingo Doce, mas não tenho certeza. Se souberem, avisem, pf.