Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Que Agosto...

30.08.21

Sei que tenho estado ausente e que podem pensar que fui de férias, mas...

 

... só em consultas e exames ( meus e da minha mãe), foram 7 marcações

... apresentei a minha demissão no emprego

... atropelei um carrinho de bebé (sem bebé e sem danos para o carrinho); já eu, apanhei um susto de morte)

... fiz o meu primeiro (e único) teste COVID (resultado negativo)

... fiz uma biópsia (resultado negativo, que alívio)

 

Agora vou ali respirar fundo e já volto.

brett-jordan-YcE0feO4DLI-unsplash.jpg

 

Apetece-me mandar este Agosto... [se clicarem, vão por vossa conta e risco]

Que tipo de pessoa és?

19.08.21

Esta semana apercebi-me que havia cometido um erro no trabalho.

Uma coisa ridícula - na verdade, uma letra. Uma única letra com o potencial de se tornar uma catástrofe.

Passei uma manhã numa ansiedade horrível. 

 

Mais uma vez, tive a sorte de me cruzar com alguém que, perante uma situação potencialmente problemática, optou por não ser o problema, mas a solução.

No final da manhã, a resposta: não faz mal, basta corrigir. Foi mais formal, mas compreendem.

 

No último ano, em especial, tenho tentado ser essa pessoa. E isso, independentemente da tarefa ser minha responsabilidade, ou não.

Excerto do meu diário

09.08.21

4 de Novembro de 2018

Um dia produtivo em que passei a ferro, arrumei o que passei a ferro e ainda fiz um de DIY, há muito adiado, nas alças da carteira da minha mãe.

Escondi no fundo do armário os guardanapos de papel e o ritmo lento de compra de papel higiénico comprova a poupança que é abandonar os descartáveis.

 

Ironicamente, os meus diários são descartáveis.

Uso cadernos usados, folhas de rascunho e, de tempos a tempos, vai tudo para a reciclagem.

Cuidar de mim #7 - Dançar

12.02.21

Se eu fosse dada a click bait, o título seria: vou contar-te como foi a minha primeira vez.

1 (2).JPG

Fiz a minha primeira aula de ritmos no Facebook.

Na verdade a minha primeira aula de exercício, desde a escola preparatória.

 

E quando eu digo ritmos, eu quero dizer que havia música, uma professora a dançar e eu a dar pulos e a esbracejar. 

O que valeu é que me ri imenso com a minha descoordenação. Mas aguentei 30 minutos. Felizmente a ligação caiu.

 

Ao longo destes novos tempos, fui encontrando muitas aulas de diferentes tipos de exercícios online.  Até o Clube Recreativo Desportivo Arrudense tem aulas de karaté em directo e gratuitas.

 

O mínimo que podemos fazer, para agradecer essa dedicação, é fazermos poses ridículas, com a câmara devidamente tapada, para não haver publicações acidentais.

 

Piadolas à parte, senti-me muito bem. Um bom exercício, um duche e comidinha na barriga.

Definitivamente para continuar.

Cuidar de mim #5 - Exercícios cardio (1)

10.12.20

Estava a esquecer-me da lista de "30-day at-home self-care" (calendário de 30 dias de autocuidado em casa).

30-day-at-home-self-care-calendar-OurMindfulLife.c

Uma das actividades do pilar actividade física é fazer exercícios de cardio que não sejam "jumping jacks".

 

A minha primeira pergunta é: o que diabo são "jumping jacks"? Mas decidi optar pela eficiência e procurar o que tenho de fazer, em vez o que não tenho de fazer.

 

Por isso, a minha segunda pergunta é: o diabo são "exercícios de cardio"?

 

A resposta da Holmes Place: Exercícios cardio são atividades que solicitam a função cardíaca, nomeadamente as funções respiratória e circulatória.

 

Imediatamente fico impressionada porque me soa muito saudável e algo que eu deveria estar a fazer.

 

Das listas de exercícios cardio que vi, achei que aquele que prefiro é a caminhada. A vantagem é que já a faço no exterior e posso fazer no interior em passadeira mecânica.

 

Outros exercícios para desenvolver força muscular nos braços e torço:

- agachamento com cadeira;

- flexões.

- (pequenos) pesos.

 

Idealmente é isto mas, na prática, já não abria a passadeira mecânica há tanto tempo, que o tapete estava cheio de pó.

 

Mas a chuva não pára e estou em teletrabalho, por isso estou a tentar voltar a ela.

IMG_20201209_174349_116.jpg

Cuidar de mim #4 - Telefonar a um velho amigo

03.12.20

Vou ser honesta. Eu tenho uma opinião um pouco controversa, quanto a "velhos amigos": se raramente se falam e se vêm, provalmente há uma razão. Let it go...

 

As boas amigas, eu faço questão de contactar regularmente ao telefone. Nunca conto os contactos por mensagem escrita como verdadeiro contacto. 

 

Mas há duas pessoas conhecidas, que faço questão de contactar de vez em quando, ex-colegas de trabalho, por razões muito particulares: uma porque está doente e a outra porque está sozinha, emigrada num país que não é seu.

 

Não ligava a ambas há dois ou três meses e isso é bastante. Hoje foi dia de lhes ligar que é uma forma de dizer: penso em si e preocupo-me em saber como estás.

Autocuidado

02.12.20

owen-beard-DK8jXx1B-1c-unsplash.jpg

Eu sei que a cultura do self-care (autocuidado) nas redes sociais, tem criado uma imagem de exagero e hedonismo.

 

Mas se virem a definição de autocuidado no dicionário da Priberam, esta não tem nada a ver com uma nova-compra-porque-tu-mereces.

 

[Medicina] Conjunto de ações ou procedimentos de cada indivíduo destinado à manutenção da vida, da saúde e do bem-estar.

 

Reparem que é uma palavra do domínio da medicina. E a sua definição, quase permite antever uma espécie de medicina preventiva: manutenção da vida, da saúde e do bem-estar.

 

Os estudos têm apontado que perfis de autocuidado que desenvolvemos influenciam as nossas "atitudes face ao envelhecimento e mudanças nas capacidades de desempenho nas actividades de vida diárias" (*) e estão correlacionados com o nível de dependência de terceiros.

 

Por isso, encarar o autocuidado como uma prioridade é potenciar um envelhecimento mais activo e  independente de terceiros.

 

E quem me lê, sabe que isso é, para mim, uma grande prioridade e fonte de preocupação.

 

(*) Os Perfis de Autocuidado dos clientes dependentes: estudo exploratório numa Unidade de. Saúde Familiar.

Eduarda Sequeira. Dissertação de mestrado.

Cuidar de mim #2 - Fazer uma sesta

29.11.20

curtis-thornton-8I37xRnjd8k-unsplash.jpg

Foto de  Curtis Thornton - Unsplash

 

A manhã de sábado é sempre esgotante, física e mentalmente. Obriga-me a concentrar toda a limpeza de uma casa, mais duas máquinas de roupa, sem falar das restantes solicitações que caem nas atribuições de cuidadora.

 

Por isso, escolher a sesta para um sábado depois do almoço era mais que óbvio. E se o sol estiver a bater no sofá, ainda melhor.

Não estava. Tive de ir apanhar a roupa porque estava a começar a chover.

A vida não está nem aí para o teu planejamento.

 

Ainda assim, com interrupções pelo meio, só me levantei do sofá depois das 16h00.

 

A curiosidade levou-me a ler alguns artigos verdadeiramente fascinantes sobre a sesta e o padrão de sono bifásico.

Pelas leituras que fiz, o sono bifásico é o mais natural e surge com o advento da agricultura e só entramos no sono monofásico com a revolução industrial. Fascinante.

 

Acho que vou tentar incorporar mais vezes, a sesta na minha rotina diária. Até porque, estando em teletrabalho, é perfeitamente exequível.

 

Eu tenho um sono muito leve e sinto frequentemente que já acordo cansada. Talvez seja o momento ser mais cuidadosa com a minha higiene de sono.

Cuidar de mim #1 - Elogiar alguém

28.11.20

kelly-sikkema-4le7k9XVYjE-unsplash.jpg

Kelly Sikkema - Unsplash

 

Hoje optei por uma actividade fácil - elogiar alguém.

 

Foi fácil porque era alguém que se encontrava a celebrar o evento importante da sua vida (que manterei privada, por razões óbvias).

 

Porém, não pude deixar de notar que nessa celebração, não estava a valorizar suficiente o esforço colossal de atingir essa meta.

Falou de sorte e de Deus e por isso eu relembrei-a dos SEUS anos de trabalho, dos sacrifícios pessoais que fez, do esforço em continuar quando seria mais fácil desistir.

1.JPG

Ficou claramente embaraçada, mas também emocionada.

Já repararam como acreditamos mais facilmente nos insultos, que nos elogios?

 

 

30 dias de autocuidado

27.11.20

Nada como uns dias doente para nos relembrar de ter cuidado com a nossa saúde (especialmente agora).

Tropecei numa deliciosa lista de "30-day at-home self-care" (calendário de 30 dias de autocuidado em casa) e decidi que a vou incorporar na minha rotina diária. 

30-day-at-home-self-care-calendar-OurMindfulLife.c

Mas em vez de seguir o calendário diariamente, vou escolher uma actividade por dia, até porque não faço ideia como "fazer um novo amigo" em plena pandemia. Talvez um amigo imaginário?

 

As actividades sugeridas têm como base 4 pilares: saúde, nutrir a mente, actividade física, ligações sociais.

 

Uma lista, parece-me uma boa estratégia para manter uma rotina mais estruturada, que é o que necessito, neste momento.

 

E tudo, claro, em casa e sem gastar dinheiro.