Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais - Julho

Este mês foi de orçamento zero. Não gastei mais, nem poupei. Ainda assim considero-o positivo por duas razões:

- apenas gastei €9.05 em restauração e metade disso, foi uma refeição no fim-de-semana, em passeio;

- os erros que cometi foram absorvidos pelas poupanças que fui fazendo durante o mês (por exemplo na restauração).

 

Os erros:

- gastei €31 em "maluquices" que nos últimos tempos é quase sinónimo de compra de livros, em que me ando a exceder;

- fiz um gasto de €60, que se revelou um desastre e puro desperdício de dinheiro.

1 (342).JPG

Em relação aos envelopes, a coisa até correu bem e os "excessos" são de cêntimos. Até o supermercado não contabiliza o reembolso que conto receber.

 

Este mês tenho gasto mais em restauração e provavelmente irei gastar mais em gasolina. Os passeios a tentar imitar férias que não vou ter, levam a isso. 

 

Como eliminei o envelope férias, o meu objectivo para Agosto é que os gastos extra sejam absorvidos pelos cerca de €100 que tenho para despesa fora dos envelopes.

Um mês de disparates e porque continuo a usar o sistema de envelopes

Este mês culminou com um desfalque no meu fundo de emergência de €100: 

 

 restauração: €38 (nem foram as marmitas, mas almoços de "festa" no trabalho)

 super: €118 (embora aguarde cerca de €16 em reembolsos);

 com a compra de livros, uma ida ao cinema e donativos, acabei por gastar €39 em "maluquices" ( de um orçamento de €10);

 carro: €106 (uma viagem longa, com portagens + atestar o depósito ontem, antes de subir o preço; orçamento = €70);

 restauração extra: €45 (muito acima do habitual);

 

 

Grão a grão, vai-se esvaziando um fundo de emergência que, já de si estava pequeno. Não me ando a portar muito bem, embora não tenha deixado de fazer todas as poupanças mensais.

 

Depois de contas feitas, o meu orçamento mensal tem cerca de €100 de folga, que inclui as despesas não orçamentadas ou em que ultrapassei o orçamento. 

 

Por isso é tão importante que estanque os gastos por rubricas (sistema de envelopes), por forma a ser-me mais fácil controlá-los.

 

Julho já tem o panorama que vêm abaixo. Gastei demais em "maluquices" (=livros) e uma despesa imprevista no orçamento casa fez com que ficasse já próximo do limite que determina significa que os meus gastos* excederam os rendimentos. 

 

Rapidamente, vejo que tenho sinais vermelhos a avisar-me para, por exemplo, poupar na idas ao café, para poder tapar o que gastei a mais com livros. Mais, sei que tenho um jantar ou almoço de trabalho no final deste mês e por isso vou gastar €10-€20. 

 

E será que não vou precisar de mais que €48 para a gasolina deste mês? E €41 o supermercado? 

 

Com um orçamento com pouca margem, como aquele que criei, preciso de me manter em cima dos gastos e o sistema de envelopes, foi até á data, o melhor sistema que encontrei.

Capturar (192).JPG

 * De notar que, ainda assim, tenho consciência de que sou priveligiada, ao incluir em gastos as poupanças que faço (reforma, saúde extra, carro extra...)

Diário das minhas finanças pessoais - Maio

Permitem-me uma preguiça de não apresentar os cálculos integrais?

 

Grosso modo, o mês resume-se com mais de €100 em saúde (recorri ao meu mealheiro para esse efeito). Não chegou, mas reduziu o impacto nas finanças deste mês. 

Saí com boas notícias e boas perspectivas. Que mais poderemos desejar?

 

Também fiz uma viagem de puro lazer que não estava prevista no orçamento, mas que foi muito apreciada. Porém, só em gasolina (apesar de ter hoje o tanque cheio), foram mais de €130. 

 

Se juntar a isso os €100 que estavam em falta do passado mês, é um verdadeiro milagre que só tenha saído deste mês com um saldo negativo de €25. Porém, fiz todas as poupanças habituais. 

 

A este sucesso (sim, considero-o sucesso), não será alheio o facto de ter poupado imenso em restauração:

1 a 6 Maio: €3.10 de €10

7 a 13 Maio: €3.10 de €10

14 a 20 Maio: €0 de €10

21 a 25 Maio: €8.90 de €10

28 a 31 de Maio: €4 de €10 

 

Posso não reforçar o meu fundo de emergência, durante este mês, mas também não o desfalquei. 

 

Espero que o vosso mês financeiro tenha corrido bem.