Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Investimento para pobres, segundo Bill Gates

Descontos, 22.07.16

Bill Gates não é só o homem mais rico do mundo (ou era), é também um filantropo que acaba de anunciar um investimento de 5 mil milhões (5.000.000.000) de dólares em projectos de desenvolvimento em África. 

 

Recentemente, escreveu no seu blog que, se vivesse com 2 dólares por dia (cerca de 1 bilião de pessoas vive com esse orçamento), investiria em galinhas.

 

Os seus argumentos são:

  • são fáceis e económicas de manter;
  • são um bom investimento (em carne, ovos e com bom potencial de multiplicação);
  • são uma fonte de saúde (porque os ovos são ricos em proteína e nutrientes, podendo ser uma forma de combater a má nutrição que é uma realidade para muitos);
  • são uma forma de empoderar mulheres (porque são uma animal pequeno, de fácil manutenção e que geralmente é criado junto à habitação).

Por falar em investimentos, é precisamente um dos projectos da sua fundação: conseguir aumentar o mercado/sistema de galinhas vacinadas e adequadas ao local onde estão instaladas, ao mesmo tempo que cria condições para que agricultores tenham um mercado para a sua produção de ração de galinhas. 

 

As galinhas como ferramenta de combate à pobreza não é uma ideia nova, mas é boa.

Investimento para pobres: simuladores de mercado de acções

Descontos, 14.06.16

Eu não tenho perfil para investir no mercado accionista. Francamente, nem perfil, nem dinheiro. Para mim, só se tivesse dinheiro que pudesse "arriscar" perder é que poderia pensar nisso.

Mesmo numa perspectiva mais conservadora, como fundos que são conjuntos agregados de diferentes acções e/ou obrigações, fico sempre a pensar - e se me metesse(m) num fundo tipo BES? 

Por isso, quando penso em investimentos, penso sempre nos pobres dos lesados do BES.

 

Recentemente ouvia num podcast que sugeria que, quem desejasse investir (mesmo que de forma conservadora), deveria começar por testar as águas com simuladores de investimento, no mínimo durante 1 ano.

 

Obviamente só encontrei simuladores de mercado americano como o Investopedia Stock Simulator, mas "deram-me" 10 mil dolares e eu não me fiz de rogada. Decidi apostar nas sugestões de investimentos conservadores de alguns blogs financeiros. 

i1.JPG

accoes.JPG

Este gráfico é um fantástico exemplo porque eu não tenho perfil para isto. Aquela linha a descer...

Sabiam que os gurus das finanças pessoais recomendam que só se consulte o portfolio uma ou duas vezes por ano?

 

Por isso, se realmente pensarem em investir o vosso dinheiro, aqui fica a sugestão: criem um pacote virtual (de acções, obrigações ou fundos) e acompanhem-no durante um ano. Mesmo que seja ultra e hiper recomendado (nunca se sabe o que está por detrás dessas recomendações).

Para os nossos orçamentos, um ano de poupanças não é assim tanto dinheiro e, no momento de investir, sempre tomarão uma decisão mais consciente e informada. 

 

Nota: quaisquer links para sugestões de financiamento/investimento serão prontamente eliminadas.

Novo produto de poupança do Estado: Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável

Descontos, 26.04.16

Reuni as informações disponíveis para tentar perceber se a nova oferta de poupança é interessante. A minha conclusão é que, para pequenas poupanças não será interessante, tendo em conta as despesas que lhe poderão ser associadas.

 

Nome: Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável

 

Valor nominal unitário de €1.000 (ou seja, o investimento mínimo terá de ser de €1.000 e depois poderá aplicar  múltiplos desse valor)

 

Mínimo de subscrição: €1.000

Onde:  junto de uma instituição  de crédito.

Quando:  entre o dia 26 de abril de 2016 e o dia 16 de maio de 2016

 

Pagamento de juros: semestral e postecipadamente, em 19 de maio e 19 de novembro de cada ano

 

Valor dos juros: calculados a uma taxa de juro variável e igual à Euribor 6 meses acrescida de 2,20% (ou seja, com a taxa de juro a 0%, o mínimo serão os 2.2% (cerca de 1.6% líquidos)

 

Reembolso: 19 de maio de 2021 (5 anos)

 

Transmissão: Foi solicitada a admissão à negociação das OTRV no mercado regulamentado Euronext Lisbon, sendo que as OTRV poderão ser transacionadas, nesse mercado, caso a sua admissão venha a ser aprovada, ou fora dele. A negociação de OTRV antes da sua data de reembolso fica sujeita às condições de mercado (oferta/procura) e dessa forma o preço poderá ser inferior ao capital inicial.

 

Custos: consultar preçário que poderá incluir: preço de subscrição, despesas associadas à recolha das ordens de subscrição e à custódia, comissões sobre o pagamento de juros e o reembolso de capital.

Certificados do Tesouro Poupança Mais

Descontos, 26.01.15

Para quem direcciona as suas poupanças para certificados de tesouro, alerto/recordo que os Certificados de Tesouro Poupança Mais vão passar a ter novas taxas de juro a partir de 31 de Janeiro. 

 

Assim, quem pretender investir o seu dinheiro a médio prazo (recordo que não permitem a mobilização durante o primeiro ano), deverá aproveitar até ao final da semana.