Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Em modo procrastinação

Descontos, 21.06.19

1.

Petróleo dispara 5% com agravar da tensão entre EUA e Irão[

Preparem-se para subidas no preço dos combustíveis.

 

2.

Biblioteca 'online' tem mais de 3.000 livros gratuitos em português europeu [Sapo 24]

 

3.

Apple recolhe alguns MacBook Pro Retina por perigo de incêndio da bateria [Pplware]

 

4.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que quem planeie viajar pela Europa (especialmente em países com surtos), se certifique que as vacinas contra o sarampo estão em dia.

Consultem a pagina da Direcção Geral da Saúde, sobre o sarampo para informações adicionais. Se tiverem dúvidas, podem telefonar para o SNS24: 808 24 24 24.

 

5.

Donos terão de colocar chips nos gatos até 2021. Quem não o fizer arrisca multa superior a 3.700 euros

 

Procrastinação activa: as minhas leituras preferidas para hoje

Descontos, 14.06.19

Parece ficção, mas não é... (Nada a ver com Livros!) 

Imaginem um casal. Juntos há anos, as coisas parecem dirigir-se para um fim inevitável. O que, já de si, custa. Muito! Para mais quando, como é o caso, existem filhos. Para saber com o que podem contar, ambos vão ao Banco, pedir uma simulação de empréstimo, para saber o que fazer. A mulher pede uma simulação para 50.000€ e esta é-lhe negada. Porquê?

 

Este texto trás à luz um tema importante. Estatisticamente, a mulheres têm um maior risco de pobreza, estando sempre à frente nos piores indicadores, constituindo um dos grupos mais vulneráveis.

O acesso ao crédito (ou a falta dele), é apenas uma das faces da vulnerabilidade económica das mulheres, na nossa sociedade.

 

 

“A Alimentação Saudável tem de cumprir três requisitos: Ser variada, equilibrada e completa” - Nutricionista Margarida Vieira

Um texto fantástico para ler aqui

 

 

Notícias importantes para o nosso dia-a-dia:

Parlamento vota hoje projeto para acabar taxas moderadoras (e parece que será aprovado)

Banco de Portugal vê economia a abrandar mais em 2020. Alerta para regresso do défice na balança comercial (vão estar livre de dívidas nessa altura, certo?)

Banco de Portugal diz que são precisos mais imigrantes, isto porque A crise demográfica já está a limitar a economia 

 

A magnífica capa da Time:

Capturar.JPG

5 notícias para um momento de procrastinação informado

Descontos, 22.04.19

Banca

 

Portugueses já têm quase 200 mil contas nos bancos digitais. Alguns têm de as declarar no IRS

E eu continuo satisfeita com uma conta bancária sem custos de manutenção.

 

 

Para pagar as suas contas, os portugueses estão a aumentar os empréstimos

o aumento foi suportado pelo crescimento dos créditos pessoais sem fins específicos

 

Isto é MUITO preocupante.

 

 

Combustíveis

 

Petróleo em máximos de seis meses. Sanções dos EUA ao Irão impulsionam preços

Em suma, os combustíveis vão continuar a subir.

 

 

Negócios

Estão a abrir quatro supermercados por semana em Portugal

 

 

Greves

Trabalhadores do Pingo Doce anunciam greve no 1º de Maio

A organização sindical sublinha, em comunicado, que “o Pingo Doce lida mal com os direitos dos trabalhadores”, acusando a empresa de ter chamado funcionários de outras lojas para substituir os que estavam em greve na da Estrada da Luz e de estar agora a proceder à transferência para outras lojas dos trabalhadores que aderiram à greve.

Isto é MUITO grave.

Pura procrastinação

Descontos, 08.04.19

 

Alguém se dedicou a consultar os preços de calçado visto nos pés de pastores norte-americanos. Podem clicar aqui (Bored Panda) ou aqui (preachersnsneakers) para verem como são umas sapatilhas que custam mais de cinco mil dólares.

 

Obra em casa? Mesmo fora de zona de reabilitação IVA é de 6% (ECO)

 

Guerra civil na Líbia atira petróleo para máximos de cinco meses (O Jornal Económico)

Electricidade - navegar as notícias

Descontos, 18.10.18

Kiva - o meu turno de banqueira

Descontos, 12.09.18

Hoje fui espreitar o meu saldo no KIVA e tinha $36. Aproveitei para fazer mais um micro-empréstimo. 

 

Talvez sugestionada pelas notícias de que as famílias portuguesas gastavam mais, quando o Estado faz cortes na saúde (e nos cortes eu incluo as cativações, inadmissíveis num Estado de Direito), procurei empréstimos relacionados com a saúde e em que houvesse duplicação do meu empréstimo.

 

Sem qualquer surpresa, encontrei vários pedidos para custear despesas médicas. Que tristeza e eu a adiar, sem razão, fazer exames médicos.

 

 

Procrastinação informativa 26.06.2018

Descontos, 26.06.18

1.

Descida nos preços dos CTT

"Pelo segundo ano consecutivo, a Anacom impôs aos CTT uma descida de preços como forma de penalização pelo incumprimento de indicadores de qualidade de serviço." [Público]

 

Começo a ficar fã dos serviços de recolha postal das papelarias Note! Como ainda poucas pessoas as conhecem, é um serviço muito mais rápido e com horários mais alargados.

 

2.

O consumismo na infância

Não deveriamos encorajar uma sociedade em que as crianças receiam ser gozadas por não ter dinheiro para o brinquedo da moda.

 

3. 

Jumbo, o supermercado mais barato

O estudo anual da DECO PROTESTE, volta o nomear o Jumbo como o supermercado mais económico.

A promessa da consolidação de créditos como estratégia para o crime

Descontos, 10.07.17

Já perdi a conta à quantidade de anúncios, a negócios de consolidação de créditos, que recusei, neste blog. Vários, recusei múltiplas vezes. 

Não será novidade para vós que se fujo a sete pés de créditos pessoais ao consumo, fujo a 14 de quaisquer coisa que seja relacionado com a consolidação de créditos.

 

Recordo-me, em particular, de um especialista em finanças pessoais que, sobre estes dizia: a forma de sair de um buraco, não é cavar um buraco maior.

 

Hoje, leio com horror, que há pessoas que, no desespero das suas dívidas, estão a recorrer a negócios ruinosos de pseudo-empréstimos, chegando mesmo a perder as suas casas. 

 

O esquema é explicado na notícia do jornal O Público, em que se pode ler que a Procuradoria-Geral da República (PGR) esclarece que as vítimas, cujo universo não é possível quantificar, “podem apresentar queixa em qualquer departamento do Ministério Público”, que existe em todos os tribunais de comarca, ou enviá-las para os seus serviços centrais. Para a apresentação destas queixas não é necessário a contratação de advogado e será o Ministério Público, se encontrar fundamento para isso, a abrir um inquérito-crime contra a entidade financeira.