Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

As minhas marmitas

Descontos, 11.09.15

Vamos a contas. 

Eu tenho uma rubrica "restauração" de €10.00/semana para almoços e lanchinhos na restauração. São €40.00/mês. E nem estão aqui incluidas as saídas com a minha mãe, que implicam almoços, lanches e pequenos almoços antes ou depois de consultas ou análises.

 

Estou aqui a imaginar esses 40 euros convertidos em...

... 52 semanas (1 ano), que equivale a €520 no final do ano

... livros para mim

... roupa para as minhas sobrinhas

... donativos 

 

E prescindo desse dinheiro para quê? Para comer porcarias. 

Eu tenho 3 thermos, 1 microondas e frigorífico no local de trabalho...

 

Não vos conto como ultrapassei a minha "semanada". Logo na 2ª feira, entre pequeno-almoço no café e almoço consegui gastar a quase totalidade. Ainda hoje, com almoço preparado de véspera  já no frigorífico, não me apetecia levar marmita. 

 

Vou antes contar-vos sobre a minha meia marmita: tinha sopa e nada mais. Não me apetecia cozinhar.

Pois bem, levei a sopa aquecida, umas fatias de queijo, um bocado de manteiga de amendoim e uma maçã. Depois, com €1.20 comprei dois pães escuros e um jesuíta. Soube-me tão bem! 

 

Objectivo para a próxima semana é gastar zero em restauração

Organizar números de contribuinte

Descontos, 10.03.15

A probabilidade de terem este problema é diminuta. A verdade é que eu tenho de fazer compras/pagamentos diversos:

- farmácia e supermercado para pais;

- material escolar para sobrinhas;

- empresa do meu irmão;

- empresa para a qual trabalho;

e ainda os números de uma associação que conferem descontos na farmácia.

 

Eu tinha tudo muito organizado na agenda (em papel), mas a verdade é que muitas vezes não a tinha comigo ou era trabalhoso tirá-la da carteira e abri-la (a preguiça é tramada). Também poderia colocar no telemóvel, mas pescá-lo é frequentemente mais difícil. Pelo menos a agenda é mais fácil de encontrar na carteira.... é maior.

 

Até que me ocorreu que o melhor local é no porta-moedas porque é no momento de pagamento que vou precisar deles. Decidi simplificar e plastifiquei um post it com fita cola.

Simples mas eficaz.


DSC_0020.JPG