Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Diário das minhas finanças pessoais

Isto é mesmo um diário, mas também um bloco de notas e talvez um caderno de ideias (umas melhores que outras)

Cuidar de mim #5 - Exercícios cardio (2)

11.12.20

Como já tive um tapete de exercícios que doei por falta de uso, decidi que não iria gastar dinheiro para comprar qualquer equipamento adicional.

 

Caminhada:

Há anos que tenho uma passadeira mecânica (usada), que raramente tenho utilizo. É tempo de dar-lhe uso.

Mas o que gosto mesmo é de ir para a praia apanhar lixo costeiro. E como fico vermelha como um tomate, conto como exercício cardio.

 

Pesos:

Uma fisioterapeuta disse-me que uma garrafa de plástico com água ou areia, seria o suficiente para uns exercícios.

Fui aconselha a começar com 1/2 kg em cada mão. É fácil: 1 garrafa de 0.50L com água = 500 gr.

IMG_20201210_184850_299.jpg

Coloquei duas gotas de corante azul por razões estéticas.

A garrafa vai ficar na secretária para ir fazendo uns exercícios durante o dia. Eu trabalho melhor com pistas visuais para acção.

 

Agachamento com cadeira:

Eu tenho cadeiras. : )

 

Flexões:

Vou utilizar uma manta ou toalha no chão como substituto da passadeira de exercício.

Cuidar de mim #5 - Exercícios cardio (1)

10.12.20

Estava a esquecer-me da lista de "30-day at-home self-care" (calendário de 30 dias de autocuidado em casa).

30-day-at-home-self-care-calendar-OurMindfulLife.c

Uma das actividades do pilar actividade física é fazer exercícios de cardio que não sejam "jumping jacks".

 

A minha primeira pergunta é: o que diabo são "jumping jacks"? Mas decidi optar pela eficiência e procurar o que tenho de fazer, em vez o que não tenho de fazer.

 

Por isso, a minha segunda pergunta é: o diabo são "exercícios de cardio"?

 

A resposta da Holmes Place: Exercícios cardio são atividades que solicitam a função cardíaca, nomeadamente as funções respiratória e circulatória.

 

Imediatamente fico impressionada porque me soa muito saudável e algo que eu deveria estar a fazer.

 

Das listas de exercícios cardio que vi, achei que aquele que prefiro é a caminhada. A vantagem é que já a faço no exterior e posso fazer no interior em passadeira mecânica.

 

Outros exercícios para desenvolver força muscular nos braços e torço:

- agachamento com cadeira;

- flexões.

- (pequenos) pesos.

 

Idealmente é isto mas, na prática, já não abria a passadeira mecânica há tanto tempo, que o tapete estava cheio de pó.

 

Mas a chuva não pára e estou em teletrabalho, por isso estou a tentar voltar a ela.

IMG_20201209_174349_116.jpg

30 dias de autocuidado

27.11.20

Nada como uns dias doente para nos relembrar de ter cuidado com a nossa saúde (especialmente agora).

Tropecei numa deliciosa lista de "30-day at-home self-care" (calendário de 30 dias de autocuidado em casa) e decidi que a vou incorporar na minha rotina diária. 

30-day-at-home-self-care-calendar-OurMindfulLife.c

Mas em vez de seguir o calendário diariamente, vou escolher uma actividade por dia, até porque não faço ideia como "fazer um novo amigo" em plena pandemia. Talvez um amigo imaginário?

 

As actividades sugeridas têm como base 4 pilares: saúde, nutrir a mente, actividade física, ligações sociais.

 

Uma lista, parece-me uma boa estratégia para manter uma rotina mais estruturada, que é o que necessito, neste momento.

 

E tudo, claro, em casa e sem gastar dinheiro.

Haja saúde

15.11.18

Desde meados de Setembro, já gastei mais de €400 em saúde. Felizmente, trataram-se apenas de despesas que fui adiando (muito), porque fui adiando consultas de rotina: dentista (duas consultas), reparação dos óculos que parti (€25), novas lentes (€300).

 

Só numa consulta paguei 80 euros porque a cárie teria atingido dois dentes (o que me surpreendeu, diga-se de passagem). Achei piada à funcionária na secretaria: a doutora fez uma atenção, como fez tudo na mesma sessão. Descontou €5. Obrigadinha.

 

Em Dezembro começa a ronda dos OUTROS exames de rotina que andei a adiar (porque não tenho juízo).  

 

E isto para dizer que o meu envelope de saúde, tem-me valido. Não deu para tudo (porque há um ano utilizei todo o dinheiro junto para as obras), mas deu para quase tudo. Não tive de adiar consultas porque não tinha como as pagar. Isso é paz financeira (para mim). 

 

Enfim, se tiver de pagar, pelo menos que haja saúde.

Outono é a estação das...

02.10.17

1

 

Em Setembro e início de Outubro, a 3 pessoas das minhas relações foi diagnosticado pneumonia. Por isso, tenho já o meu mel de eucalipto a postos. 

 

Além do mel, enviei um email para o meu posto médico, a pedir uma receita para a vacina contra a gripe. E como na farmácia onde "faço compras" oferecem a administração da vacina (se comprar lá), não vai dar trabalho nenhum.

 

 

Mas recordo que a lavagem frequente das mãos pode ser a vossa melhor estratégia para prevenir a gripe.

 

A vacinação contra a gripe é fortemente recomendada a:

  • Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
  • Doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade);
  • Grávidas;
  • Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex.: lares de idosos).

Aconselha-se também a vacinação às pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.

 

A vacina é gratuita nos centros de saúde para as pessoas:

  • Com idade igual ou superior a 65 anos
  • Residentes ou internadas em instituições
  • De grupos de maior risco clínico:
    • Diabetes Mellitus
    • Terapêutica de substituição renal crónica (diálise)
    • Trissomia 21
    • A aguardar transplante de células precursoras hematopoiéticas ou de órgãos sólidos
    • Submetidas a transplante de células precursoras hematopoiéticas ou de órgãos sólidos
    • Sob quimioterapia
    • Fibrose quística
    • Défice de alfa-1 antitripsina sob terapêutica de substituição
    • Patologia do interstício pulmonar sob terapêutica imunosupressora
    • Doença crónica com comprometimento da função respiratória, da eliminação de secreções ou com risco aumentado de aspiração de secreções
    • Bombeiros que tenham contacto com doentes de risco.

Comunicar com o posto médico - email

06.09.17

Hoje, depois de anos a correr os gabinetes médicos, para as receitas médicas da minha mãe, mais em desabafo que outra coisa, perguntei no posto médico:

 

- Não é possível pedir as receitas sem vir cá fisicamente?

- Claro, pode pedir por email.

 

Senti-me uma tola, por não ter perguntado antes. Não me esqueci de dar o telemóvel para receber a receita por SMS e fiquei a pensar no ditado: Quem não chora, não mama. 

Dia Mundial do/a Doador/a de Sangue

14.06.17

As boas notícias são que as nossas reservas de sangue estão estáveis. As más notícias é que as dádivas estão a diminuir e há menos novos dadores.

1

Demorei muito tempo a arranjar coragem - sou uma medricas com agulhas - mas é daquelas coisas que uma pessoa se habitua e depois custa não poder continuar.

 

Ainda por cima, as equipas de recolha nos autocarros (a minha experiência) tornam a coisa muito agradável: ar condicionado, simpatia, um Compalzinho, qualquer coisita para comer...

No meu caso, ainda com elogios acrescidos ás minhas veias. Para onde quer que vá, todas as técnicas e enfermeiras adoram as minhas veias... eu nem queria tanto, confesso. 

 

E, digo-vos já, que as minhas finanças pessoais também têm sentido falta da isenção total de taxas moderadoras. ;)

Portal do Serviço Nacional de Saúde - Área do Cidadão

03.04.17

Nos últimos tempos, assistimos a um crescente de aplicações web para serviços públicos. Já vamos ficando mais habituadas/os com as finanças, mas na saúde também existem.

 

Aqueles que utilizo com mais frequência é são: marcação de consultas, pedidos de esclarecimentos e impressão de receitas.

 

Como a minha mãe necessita de renovar as receitas de medicamentos com frequência, poupa-me imenso tempo não ter de a ir levantar.

Quando a médica as emite, recebo uma sms no telemóvel e as receitas ficam disponíveis no portal, para impressão. Na verdade, basta mostrar as sms na farmácia para aviar as receitas. 


saude1

saude2

saude3

saude4

 

saude5

 

O nosso sistema nacional de saúde

26.01.17

Nos últimos dias tenho lido e ouvido muito sobre o sistema de saúde nos EUA, por razões óbvias. Não posso deixar de pensar que felizmente estamos muito melhor. 

 

Ontem, fiquei a saber que o Texas tem o maior índice de mortalidade materna dos mundo desenvolvido; que a mesma duplicou depois de terem cortado o financiamento a clínicas de medicina pré-natal (que no fundo servem os mais pobres, que não têm acesso a seguro de saúde ou que não podem incluir essa cobertura, por causa do aumento no prémio).

 

 

As mortes duplicaram em 2011-2012, o que é absolutamente chocante. Os únicos países com semelhantes aumentos nesse período foram o Afeganistão, República do Botswana e a República de Chade. (fonte)

 

Daqui retiro a lição de que, devemos sempre resistir a cortes na saúde. É que no final, parece que acabamos por pagar com a vida.

A preparar-me para a época das constipações

11.11.14

Os narizes começam a pingar, as tosses começam a ouvir-se. Abriu a época das constipações e gripes. 

 

A questão da vacina - tomar ou não tomar - é uma escolha pessoal e há quem tenha argumentos bastante pertinentes para ambas as opções.

 

Para quem optar pela toma, tenho umas dicas (umas mais científicas que outras): a vacina da gripe é, na sua essência, uma injecção com vírus "adormecidos" para que o nosso corpo aprenda a defender-se deles.

Assim, antes da toma eu costumo ajudar na batalha com aumento do consumo de vitamina C (seja em frutos ou em comprimidos efervescentes). Se odeiam os comprimidos de vitamina C e acham muito agressivos para o estômago, então aqui vai a dica nº2: enquanto o comprimido efervesce no copo, comam 1 ou 2 bananas da Madeira. O estômago fica forradinho e a boca tão docinha que nem vão sentir o gosto do líquido. 

Usem as minhas sugestões por vossa conta e risco ;)

 

Quanto a anti-gripais, deixei-me disso há bastante tempo. Aqueles que têm cafeína são particularmente de evitar. Como me disse um médico há muito tempo, os medicamentos para esta altura são um medicamento com paracetamol (um dos mais conhecidos é o Ben-U-Ron) e um anti-histamínico para aliviar a parte nasal (embora existam estudos que evidenciam que estes últimos não são particularmente eficazes).

 

O que aprendi é que cada constipação é diferente. Uma ataca mais o nariz, outra a garganta. O importante é utilizar o medicamento com o princípio activo mais indicado para esse problema, em vez dos anti-gripais cuja composição pode ficar aquem das necessidades e que podem ter ingredientes "estimulantes" que apenas mascaram os sintomas. 

 

Assim, o que fiz foi questionar o meu médico quando aos medicamentos que deveria ter em casa para um SOS constipação: paracetamol, anti-histamínico de 2ª geração (não provoca sonolência) e sray nasal (água de mar). 

 

Quais são as vossas "armas" para a constipação simples? 

 

P.S. - A arma nº1 é água+sabão: lavar as mãos com frequência, quando estamos fora de casa e podemos tocar em objectos (por exemplo puxadores de porta) infectados.